O que é um organograma matricial? Conheça suas vantagens e desafios!

Por Rodolpho Bohrer
0 comment

O organograma matricial é uma das formas mais utilizadas de estrutura organizacional em empresas modernas e dinâmicas.

Sendo assim, seu objetivo é equilibrar a eficiência da hierarquia tradicional com a flexibilidade da colaboração em projetos, permitindo que a empresa alcance seus objetivos de maneira mais eficiente e ágil.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que é um organograma matricial, suas características, vantagens e desafios.

O que é um organograma matricial?

Antes de tudo, você precisa saber o que é organograma. Em suma, o organograma matricial é um tipo de estrutura organizacional que combina as vantagens da estrutura hierárquica tradicional com a flexibilidade da colaboração em projetos.

Ele é caracterizado por ter duas cadeias de comando: uma vertical, com a hierarquia tradicional, e outra horizontal, com a equipe do projeto.

Mas, nesse modelo, cada projeto é liderado por um gerente de projetos, que é responsável por coordenar todas as atividades do projeto, desde a concepção até a implementação.

O gerente de projetos tem autoridade sobre a equipe do projeto, mas não tem autoridade sobre os membros da equipe funcional.

Características do organograma matricial

Por padrão, uma das grandes características do organograma matricial é o fato de combinar a estrutura hierárquica tradicional com uma estrutura de projetos.

Sendo assim, ele acaba tendo duas cadeias de comando: vertical e horizontal. Ou seja, isso faz com que a composição da equipe do projeto seja composta por membros de diferentes áreas funcionais.

Além disso, acaba que os membros da equipe funcional são compartilhados entre projetos.

Por consequência, acaba oferecendo uma maior flexibilidade para atender às necessidades mais específicas de cada projeto.

Quais são as vantagens e desvantagens do organograma matricial?

Dentre as principais vantagens e desvantagens, podemos mencionar as seguintes:

Vantagens do organograma matricial

O organograma matricial apresenta diversas vantagens em relação a outros modelos de estrutura organizacional, tais como:

  • Maior flexibilidade e agilidade para atender às necessidades específicas de cada projeto;
  • Melhor comunicação e colaboração entre as equipes do projeto;
  • Melhor utilização dos recursos humanos e financeiros da empresa;
  • Maior motivação e engajamento da equipe de projeto;
  • Melhoria na qualidade dos resultados dos projetos.

Desafios do organograma matricial

Apesar de suas vantagens, o organograma matricial também apresenta alguns desafios que precisam ser superados para garantir o sucesso do modelo.

Dentre eles, podemos mencionar os seguintes:

  • Conflitos de autoridade e responsabilidade entre o gerente de projeto e o gerente funcional;
  • Dificuldade em gerenciar os recursos humanos compartilhados entre os projetos;
  • Necessidade de equilibrar a demanda por recursos e a disponibilidade dos mesmos;
  • Dificuldade em manter a cultura e os valores da empresa em um ambiente de constante mudança.

Como implementar um organograma matricial?

A implementação de um organograma matricial exige uma análise cuidadosa das necessidades e objetivos da empresa, bem como da cultura organizacional e dos recursos disponíveis.

Mas, primeiro de tudo, o ideal é definir claramente os objetivos e as metas da empresa, bem como os projetos necessários para alcançá-los.

Em seguida, deve-se identificar as competências e habilidades necessárias para cada projeto e para cada área funcional da empresa. Com base nisso, os próximos passos são:

  1. Designar um gerente de projetos responsável por cada projeto, definindo claramente suas atribuições e responsabilidades;
  2. Formar as equipes de projeto, selecionando os membros com base em suas competências e habilidades específicas;
  3. Definir as regras e procedimentos de comunicação, colaboração e compartilhamento de recursos entre as equipes de projeto e as áreas funcionais da empresa;
  4. Garantir a compatibilidade entre as práticas e valores da empresa e as demandas específicas de cada projeto;
  5. Monitorar e avaliar continuamente os resultados dos projetos e do modelo de organograma matricial como um todo, buscando identificar oportunidades de melhoria e correção de desvios.

Tenha em mente que, por mais que o organograma matricial possa ser muito benéfico, é vital que ocorra tudo adequadamente no momento da sua implementação.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS