Referência na cena musical nacional e apresentado pela Gerdau, o ‘Festival Internacional de Jazz de Ouro Preto – Tudo é Jazz’, considerado um dos maiores festivais de jazz do país e eleito entre os 10 melhores do mundo pela prestigiada revista norte-americana Down Beat, chega à vigésima primeira edição homenageando Nina Simone e Elza Soares. “O festival irá homenagear as mulheres pretas da música e da arte em cada cidade por onde passar – Belo Horizonte, Ouro Preto, Ouro Branco, Congonhas, Itabirito e Moeda. Essa homenagem acontecerá em tributos musicais e na exposição”, comenta o diretor geral e curador do evento, Rud Carvalho.

Este ano, a direção artística do Tudo é Jazz está por conta do artista e estilista Ronaldo Fraga, que assina a identidade visual do festival, as cenografias da exposição e dos palcos de todas as cidades. “Duas representantes máximas do jazz mundial, mulheres pretas, sobreviventes da desigualdade, duas desbravadoras, dois vulcões, duas esfinges que construíram trajetórias únicas no grito, na voz, na poesia, na música: Elza Soares e Nina Simone se conectam em muitos aspectos”, diz Fraga. Negras, mulheres, pobres, ativistas. “Ambas falavam pela voz e pelos olhos, a boca cantando o que os olhos enxergavam. Não há símbolo maior do jazz, essa música de resistência, do que Nina e Elza”, completa.

Durante três dias, a cidade de Ouro Preto, coração do Festival, será tomada por shows em variados palcos, cortejos e fanfarras pelas ruas, exposição na Casa de Gonzaga e oficinas musicais na Casa de Cultura Negra. Toda a programação é gratuita.

“É uma edição para celebrarmos a força e o brilho do feminino, de recriar a mágica e o clima dos antigos clubes de jazz”, diz Ronaldo Fraga. Os shows se passam durante o dia e à meia-noite os bares são tomados pelo jazz contemporâneo. “Nossa ideia é deixar a cidade em plena efervescência, como se a música não tivesse fim”, completa Ronaldo Fraga.

A EXPOSIÇÃO

A exposição intitulada “Nina Soares e Elza Simone” acontecerá na Casa Gonzaga, em Ouro Preto, de 03 a 15 de agosto, com entrada gratuita, na Casa de Gonzaga.

Coordenada por Ronaldo Fraga, é realizada em parceria com o projeto CURA – Circuito Urbano de Arte, um dos maiores festivais de arte pública do Brasil (em tamanho e relevância) e que deu origem ao primeiro e único mirante de arte urbana do mundo, localizado na Rua Sapucaí, no bairro Floresta, na capital mineira.

Para a mostra, as curadoras Janaina Macruz, Juliana Flores e Priscila Amoni convidaram artistas que criaram dez obras exclusivas, trazendo suas pesquisas e referências artísticas para homenagear as divas da música Nina Simone e Elza Soares. São elas: Juliana de Oliveira (@julianismo_), Ana Elisa (@aepintar), Fenix (@fenixartivista), Karine Mageste (@karinemagestenunes) e o coletivo Minas de Minas Crew (@minasdeminascrew). “O CURA recebeu com muita alegria o convite do Festival Tudo é Jazz para fazer a curadoria dos painéis em homenagem à Nina Simone e Elza Soares, as duas cantoras que inspiram essa edição. Buscamos nessa curadoria trazer somente artistas mulheres de Minas Gerais, entre nomes da nova safra da pintura contemporânea e artistas consagradas do graffiti mineiro. Todas as cinco artistas criaram dois painéis, cada um homenageando uma cantora. Acreditamos que trazer a arte para a cenografia do festival vai provocar ainda mais impacto no público, garantindo um espetáculo não só sonoro, mas também visual”, comenta Priscila Amoni.

SOBRE O TUDO É JAZZ

O Festival Internacional de Jazz de Ouro Preto – Tudo é Jazz é um evento artístico-cultural de música que, até a pandemia, acontecia anualmente, na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais. Desde o ano passado, quando completou 20 anos, expandiu suas atividades para Belo Horizonte e outros municípios do interior mineiro. Neste ano de 2023, serão contempladas as cidades de Itabirito, Ouro Branco, Congonhas e Moeda, além de Ouro Preto e a capital do Estado.

O Festival promove intercâmbio entre os mais variados estilos de jazz do Brasil e do mundo e já trouxe para o Brasil mais de 1.500 músicos que se apresentaram em teatros, praças públicas, cortejos, workshops e pocket shows.

O Tudo é Jazz reúne a tradição e a inovação, conectando artistas de gerações e nacionalidades distintas, levando ao público o que há de relevante na música produzida atualmente, não apenas no Brasil, mas também em outras partes do mundo. O urbano, o clássico e o contemporâneo se encontram neste espaço marcado pela pluralidade sonora onde o jazz é o fio condutor.

Em Ouro Preto, o Tudo é Jazz é realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e apresentado pela Gerdau, patrocínio da Cemig e apoio da prefeitura de Ouro Preto. A realização é da ALCE – Associação Livre de Cultura e Esporte (CA 2018.13608.0282) e produção da New View.

PROGRAMAÇÃO DO TUDO É JAZZ

03/08, quinta-feira 

Local: Casa de Gonzaga

Abertura do Festival:

20h – Exposição “Nina Soares e Elza Simone” – Dez obras exclusivas de grafite.

20h – Lançamento da biografia de Marco Antônio Araújo

20h30 – Show com o grupo Mambo Jazz

04/08, sexta-feira

Local: Palco Praça Tiradentes

19h – Show com Sílvia Gomes

20h30 – Show com Alma Thomas – EUA

22h – Tributo a Elza Soares – com Larissa Luz e Caio Prado

Jazz After Hours: às 23h59 – Duo Eleonora

Local: Clube Recreativo XV de Novembro – Rua Santa Efigênia, 26, bairro Antônio Dias

05/08, Sábado

Cortejos pelas ruas de Ouro Preto

11h30 – Cortejo com Barroco Jazz – Casa de Gonzaga até Largo do Cinema

14h – Magnólia – Largo do Cinema até o Largo do Rosário

Palco Largo do Rosário

15h – Alexandre Araújo

16h – Amaro Freitas

Palco Praça Tiradentes

19h – Túlio Mourão

20h – HappyFeet – Tributo a Nina, Ella e Billie

22h – Céu

Jazz After Hours: às 23h59 – Marco Boi e Giorgio Romano

Local: Clube Recreativo XV de Novembro – Rua Santa Efigênia, 26, bairro Antônio Dias

06/08, domingo

Cortejos pelas ruas de Ouro Preto

12h – Cortejo de tambores do SambaPretoChoroJazZ – Local: Largo do São Francisco até a

Praça Tiradentes

13h – Encontro do SambaPretoChoroJazZ com a Fanfarra da Escola Municipal Professora Juventina Drummond – saída da Praça Tiradentes até o Largo do Rosário

Palco Largo do Rosário

14h – Nath Rodrigues

15h – Afro Jazz

Informações para imprensa

Mercedes Tristão – 11 9.7096-5113

[email protected]

FICHA TÉCNICA:

  • Coordenação Geral: ALCE – Associação Livre de Cultura e Esporte
  • Produção: New View Entretenimento e Comunicação
  • Curadoria artística: Ronaldo Fraga
  • Curadoria musical: Rud Carvalho
  • Coordenação técnica: Suzana Martins e Tina Vasconcelos
  • Cenografia: Clarissa Neves e Paulo Waisberg
  • Design: Marina Sebba e Paola Menezes
  • Assessoria de imprensa MG: Infinita Comunicação e Christina Lima
  • Assessoria de imprensa nacional: Mercedes Tristão
  • Assistente de produção: Andreia Rocha e Fernanda Mares Guia
  • Cerimonial: Poliana Rozado
  • Site: Tatiana Souza
  • Redes Sociais: Marina Sebba e Graciliano Fraga
  • Fotografia e vídeos: Luan Lobão
  • Camarim: Fatima Regina
  • Gestão financeira: Carlos Santos
  • Chefe de palco: Claudio Castanheira
  • Técnico de luz: Ivan Gonçalves
  • Elaboração de projetos: Mariana Martins
  • Intérprete de Libras: Tatiana Quites

Fonte: Assessoria de comunicação do Tudo é Jazz

COMENTÁRIOS
Share.

Perfil publicador de releases e guest posts, sem autoria própria. Consulte a fonte ao final das matérias/artigos.