Em Ouro Preto, outdoor exaltando Sérgio Moro como "herói nacional" é retirado após sua saída do governo Bolsonaro

A saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça, junto de seu conflito com o presidente da República, Jair Bolsonaro, trouxe uma divisão dentro do próprio grupo de direitistas em todo o Brasil, inclusive em Ouro Preto.
Um outdoor do agora ex-Ministro Sérgio Moro intitulando-o como “Herói Nacional”, que foi inaugurado no ano passado em frente ao portão principal da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), foi retirado após o ex-juiz ter anunciado sua saída do governo Bolsonaro.
No dia 3 de agosto de 2019, o grupo intitulado Direita Minas – Ouro Preto inaugurou um outdoor do Ministro Sérgio Moro exaltando-o como herói nacional. E mais, o local é simbólico, uma vez que está em frente ao portão principal da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), tradicional reduto de movimentos sindicais, sociais e estudantis.
Na ocasião, Murilo Dolabela, do grupo Direita Minas – Ouro Preto, falou para a reportagem do Mais Minas que essa iniciativa surgiu em defesa do então Ministro da Justiça, Sérgio Moro, que, segundo ele, foi “brutalmente e injustamente atacado pela esquerda nacional. “A cidade de Ouro Preto, por ser um grande polo universitário, esta há décadas sofrendo a influência da doutrinação ideológica marxista/comunista que tenta iludir a população que é majoritariamente cristã e a favor da manutenção das tradições nacionais e municipais”, afirmou Murilo.

Em Ouro Preto, outdoor exaltando Sérgio Moro como "herói nacional" é retirado após saída do governo Bolsonaro
Crédito da foto: Mais Minas

E ainda, na ocasião, a inauguração do outdoor contou com a presença do Deputado Estadual Bruno Engler (PSL).
Entretanto, neste momento, após o conflito entre o ex-Ministro Sérgio Moro e Presidente da República Jair Bolsonaro, o outdoor não é mais encontrado naquela localidade.
Em Ouro Preto, outdoor exaltando Sérgio Moro como "herói nacional" é retirado após saída do governo Bolsonaro
Crédito da foto: Mais Minas

Saída de Sérgio Moro

Desde as eleições em 2018, Sérgio Moro e Jair Bolsonaro sempre mantiveram uma relação cordial, que fortaleceu o grupo da direita no Brasil, principalmente após a prisão do ex-Presidente Lula. Com a eleição de Bolsonaro, o ex-juiz ocupou o cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública do governo.
Entretanto, na última sexta-feira (24), Sérgio Moro anunciou sua saída do governo, após um ano e quatro meses no cargo. Ele alegou que tomou essa decisão após Bolsonaro decidir trocar o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, indicado ao posto pelo ex-Ministro.

Com a saída de Sérgio Moro, é a nona vez que um ministro deixa o cargo no governo Bolsonaro – desses, seis saíram do governo e três continuaram (Onyx Lorenzoni saiu da Casa Civil e foi para a Cidadania; Floriano Peixoto saiu da Secretaria Geral e foi para a presidência dos Correios; e Gustavo Canuto deixou o Desenvolvimento Regional e foi para a presidência da Dataprev).

Comentários