Take a fresh look at your lifestyle.

Palpites Futebolísticos

Olá a todos e todas, ao contrário dos polêmicos temas que em geral comento, neste mês de Maio farei diferente, vou falar da coisa mais importante entre àquelas desnecessárias, o futebol, que é motivo da paixão de muitos e de ódio de alguns.

Nesta coluna e na próxima, comentarei brevemente sobre cada um dos 20 times que irão disputar a Série A do Campeonato Brasileiro, seguido de meu palpite sobre os que, em minha opinião, irão brigar de fato.

Atlético-GO: O novo time do gordinho Walter é o único representante do estado de Goiás na série A do Brasileirão, entretanto a fraca campanha no estadual já apresenta mais ou menos o que se pode esperar do time: nada de mais. Mesmo contratando mais alguns reforços experientes como Júnior Viçosa, Negueba e Roger Carvalho, o time deve ser rebaixado tranquilamente. Palpite: Lanterninha, ou seja, último colocado.

Atlético-MG: Sem dúvida o time possui as mais talentosas duplas de volantes (Rafael Carioca e Elias) e atacantes do país (Robinho e Fred), entretanto, o resto do time parece não dançar a mesma música dos quatro citados. Vítor, goleiro símbolo do time, volta de contusão depois de longo tempo parado e tende a ser uma quinta estrela, entretanto os zagueiros galináceos parecem seguir em uma má fase. Se a zaga seguir cometendo tantos erros individuais como foi no Campeonato Mineiro, o time pode não ir tão longe, uma vez que a brilhante dupla de volantes pouco marca. Curiosamente, os volantes Pierre e Leandro Donizete, símbolo de marcação pesada do time nos últimos anos parece fazer falta para o técnico Roger que, desde o início do trabalho, não consegue resolver o problema de pegada no meio de campo. Palpite: pode disputar o título, mas deve ficar com vaga na Libertadores.

Atlético-PR: O time de Autuori segue firme na luta pela classificação para a segunda fase da Copa Libertadores e pelo título paranaense. Com uma zaga firme formada por Thiago Heleno e Paulo André, um meia talentoso, Felipe Gedoz e o matador Grafite, a equipe pode sonhar de novo em voltar para a competição intercontinental a exemplo deste ano, mas desde que seu sólido time não tenha muitas contusões, afinal, as peças de reposição são fracas. Palpite: Disputa a vaga na Liberta, mas fica com vaga na Sul-americana.

Avaí: A equipe do ex-tenista Guga Kuerten conta com o experiente zagueiro Betão (ex-Santos e Corinthians) e o meia Marquinhos (ex-Santos).  Têm bons jovens, está buscando a contratação de reforços baratos como o volante Simião (ex-Ituano) e está disputando a final catarinense contra seu rival de Chapecó. No entanto, é muito pouco para quem quer ficar na elite do futebol brasileiro. Palpite: Vai brigar com o Atlético-GO pela lanterna do campeonato.

Bahia: Com a maior torcida do Nordeste o campeão brasileiro de 1988 quer voltar a ser grande. Recheado de jogadores com passagens em grandes equipes como o lateral da seleção colombiana Armero, o meia Allione (ex-Palmeiras) e os atacantes Maikon Leite (ex-Sport, Santos e Palmeiras) e Hernane Brocador (ex-Flamengo), o maior time da Boa Terra busca uma campanha sólida como há muito não faz. Sua maior disputa será com o rival Vitória por uma melhor colocação. Palpite: vai lutar pela vaga na Sul-americana e conseguirá.

Botafogo: o sólido time alvinegro tem uma das mais encaixadas equipes do campeonato. Fortalecido pela boa campanha que tem realizado na Libertadores, seu maior craque fica fora de campo, o treinador Jair Ventura, provavelmente o melhor da nova geração. Conta ainda com o bom meia Camilo, que fora de posição, não tem rendido o que jogou ano passado e o matador Sassá, que parece ter resolvido seus problemas extracampo. Sem dúvida é um time limitado tecnicamente, em especial nas duas laterais, além de não possuir peças de reposição confiáveis, mas tem um conjunto que, motivado, pode ir longe. Palpite: Buscará de novo a vaga na Libertadores, mas fica na Sul-americana.

Chapecoense: Ainda abalado pela tragédia sofrida em Novembro do ano passado quando o elenco inteiro foi vítima de um desastre de avião, a Chape segue na sua reconstrução. Porém, o novo elenco é muito fraco tecnicamente e sem nenhum grande destaque individual, à exceção do centroavante Wellington Paulista, tão amado como odiado por torcedores de Cruzeiro e Fluminense, entre outros. Palpite: deve ser rebaixado sem muito esforço, o que será uma pena tendo em vista o que houve com o time ano passado.

Corinthians: O treinador Fábio Carille parece ter conseguido montar um ferrolho capaz de fazer o time encarar frente a frente os melhores times do país, basta ver a vitória no clássico contra o Palmeiras com um jogador a menos no campeonato paulista deste ano. Entretanto, quando precisa sair para o jogo, o time tem problemas (como na recente eliminação para o Internacional na Copa do Brasil), pois o esquema não favorece os criativos meias Rodriguinho e Jadson. O ponto forte é o sistema defensivo extremamente sólido, com destaque para o excelente zagueiro Pablo. Este, inclusive, se não tivesse tanta concorrência no setor seria um jogador a ser lembrado por Tite em futuras convocações da seleção brasileira de futebol. Palpite: Tem tudo para disputar e conseguir a vaga na Libertadores.

Coritiba: De quase rebaixado em 2016 a candidato forte ao rebaixamento novamente. A grande sorte do Coxa é ter times mais fracos que ele na disputa do Brasileirão, o que deve favorecer-lhe para se manter na série A novamente. Com um ataque rápido (Rildo e Neto Berola) e o polêmico centroavante Kléber Gladiador como líder do elenco, a equipe conta ainda com Edinho, volante campeão mundial com o Internacional e o atacante Henrique Almeida, eterna promessa de craque que já foi eleito melhor jogador da penúltima Copa do Mundo Sub-20. Palpite: vai lutar para não ser rebaixada e não será.

Na próxima quinzena comento minhas impressões acerca dos outros 11 times.

Até a próxima.

Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe) é Biólogo e Professor, Especialista em Gestão Ambiental e Mestre em Sustentabilidade. Atualmente é Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela UFOP/MG.

Coluna do Peixe no Mais Minas

Close