O treinador português Pepa que deixou comando técnico do Cruzeiro após a derrota por 3×0 diante do Grêmio em Porto Alegre, se despediu de Belo Horizonte nesta terça-feira, quase um mês após a definição de sua saída. Mesmo após a demissão, o português continuou vinculado ao Cruzeiro até a última semana, por conta de algumas indefinições para a rescisão do contrato.

Pepa se despediu de Belo Horizonte via Instagram. Foto: Instagram/Reprodução

Agora com tudo definido, o treinador deixa o Brasil rumo ao seu país, onde já recebeu algumas sondagens. Recentemente, o Chaves entrou em contato com o treinador para sondar a possibilidade de Pepa assumir a equipe na sequência da temporada. O time português é o lanterna da primeira divisão nacional e ainda não pontuou no campeonato.

Retrospecto no Cruzeiro

Pepa assumiu o Cruzeiro após a saída de Paulo Pezzolano, que deixou o clube rumo ao Real Valladollid após a eliminação no Campeonato Mineiro. Com um longo período para treinamentos até o início do Brasileirão, Pepa começou sua trajetória no futebol brasileiro com o pé direito, em uma vitória por 3×2 fora de casa, diante do Bragantino em amistoso preparatório. Mesmo com as derrotas nos 2 primeiros jogos diante de Náutico e Corinthians, a raposa emendou uma sequência de 4 vitórias consecutivas, se classificando para as oitavas de final da Copa do Brasil e chegando ao G4 do Campeonato Brasileiro.

Pepa comandou o Cruzeiro em 25 partidas: Venceu 7, empatou 8 e perdeu 10. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Porém com o decorrer do trabalho, o time mesmo jogando bem não conseguia transformar as boas exibições em um resultado positivo, o que proporcionou uma grande queda na tabela e uma enorme pressão ao setor ofensivo celeste. Antes da demissão, Pepa passou por uma grande sequência negativa de 7 jogos sem vitórias, com o ataque marcando apenas 5 gols nessas partidas.

A queda de rendimento e o problema de relacionamento com alguns atletas do plantel, foram o estopim para a saída do português. Depois de vencer o Santos, Nikão, em entrevista ao GE, cutucou o ex-treinador e exaltou o trabalho do novo comandante da equipe, Zé Ricardo:

Eu vim de um treinador em que eu tinha uma certa distância, mas chega o Zé, que tem uma característica que, para mim, é mais importante em um treinador: a gestão de grupo.

Nikão, meia do Cruzeiro.

COMENTÁRIOS
Share.

Graduando em Jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto. Colunista de Cidades do Portal Mais Minas, com passagens por Fora das 4 Linhas e Vai que Tô Te Vendo.