Perueiros fazem manifestação e deixam trânsito lento na BR-040; veja vídeo

Por

Uma manifestação envolvendo motoristas do transporte alternativo, também conhecidos como perueiros, deixa trechos da BR-040 com trânsito lento. Um grande contingente de policiais militares acompanha o protesto. A reivindicação dos manifestantes é que a profissão seja regulamentada. Eles se encaminham, neste momento, à Cidade Administrativa, sede do governo estadual.

A concentração dos motoristas começou por volta das 5h30, no trevo de Ribeirão das Neves, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. Por volta das 6h a carreata, que conta com cerca de 30 vans, começou a se mover em direção à Cidade Administrativa. Há manifestantes também na avenida Abrahão Caram, na região da Pampulha, e na Rodovia Fernão Dias.

Segundo o Twitter da concessionária Via 040, responsável pela rodovia, apesar dos policiais militares tendo chegado a fechar um trecho da estrada, no sentido Belo Horizonte, não há paralisações no trânsito. Apenas lentidão em alguns locais.

Os manifestantes seguem caminho em direção a Cidade Administrativa e deverão passar pelo Anel Rodoviário. Portanto, outros trechos de rodovias, como a avenida Cristiano Machado, devem apresentar lentidão nas próximas horas.

A reivindicação pela regulamentação da profissão se dá pelo alto número de apreensões de veículos e multas que vêm sido recebidas pelos motoristas de transporte alternativo. Os manifestantes afirmam que o serviço oferecido por eles é mais barato e de maior qualidade que os transportes público e por aplicativo. A manifestação tem caráter pacífico. Veja, no vídeo abaixo, o momento que a Polícia Militar fecha um trecho da estrada:

Atualização: não se sabe o motivo, mas a polícia militar, tropa de choque, fechou uma das pistas da BR no sentido Belo Horizonte próximo a manifestação dos motoristas do transporte alternativo (perueiros)

Posted by Plantão BR 040 on Wednesday, September 11, 2019

 

Tags : , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Postado em 11 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.