19.5 C
Belo Horizonte
quarta-feira, 28 setembro 2022
Portal Mais MinasPolíticaConheça os candidatos e as candidatas ao Governo de Minas Gerais

Conheça os candidatos e as candidatas ao Governo de Minas Gerais

Marcada por uma disputa que, muitas vezes, agrega uma corrida entre dois fortes candidatos, as Eleições do estado de Minas Gerais, no ano de 2022, parecem repetir uma história semelhante aos anos de 2006 até 2014, nas quais às concorrências à eleição obtinham dois nomes com a maioria dos votos, principalmente no que diz respeito ao ano de 2014. Nesse sentido, de acordo com as pesquisas divulgadas pelo DataTempo, Romeu Zema e Alexandre Kalil surgem com a maioria das intenções de votos. Contudo, sendo eles nomes com alta popularidade, existem outros candidatos para se analisar, ou seja, quem sabe uma surpresa nos espera, com o fito de não existir o tal dualismo político. 

Confira abaixo, um breve resumo sobre os 10 candidatos ao Governo de Minas Gerais

 Lorena Figueiredo (PSOL – Partido Socialismo e Liberdade)

Defensora do meio ambiente nas suas declarações, a candidata é formada no curso de História pela Universidade Federal de Juiz de Fora, tem 56 anos e é professora. Além disso, nunca exerceu carreira política, mas já disputou eleições para Deputada Federal e à Prefeitura de Juiz de Fora. Apesar de não ter sido eleita, Lorena é participante de movimentos socias e defende as bandeiras relacionadas ao feminismo, ao meio ambiente, ao combate à fome, à democracia e à fiscalização da atividade mineradora, a fim de regulá-la, para que não haja exploração em excesso. Enfim, essas são uma de suas propostas no seu Plano de Governo.

Alexandra Kalil (PSD – Partido Social Democrático)

Natural de Belo Horizonte, Kalil deixou o cargo de prefeito da cidade para concorrer ao cargo de Governador no Estado de Minas Gerais. Empresário nos ramos da construção, o candidato estudou o curso de Engenharia Civil, mas não se formou, além de ter sido ex-dirigente do clube Atlético Mineiro. As principais pautas defendidas por ele no seu Plano de Governo estão relacionadas às infraestruturas das cidades e a dos sistemas de fiscalização. Investimentos na área da saúde e do regime de recuperação fiscal do estado são efetivamente difundidas nas suas falas. Ademais, outro tema abordado por Kalil está no que diz respeito à segurança pública, segundo ele, com o auxílio da tecnologia, seria possível examinar em um nível mais alto às criminalidades.

Carlos Viana (PL – Partido Liberal)

Com 3.568.658 milhões de votos no ano de 2018, Carlos Viana foi eleito Senador de Minas Gerias. Nesse sentido, é um nome que tem grande possibilidade de conseguir a cadeira de Governador devido à sua carreira política. Jornalista, nascido em Braunas-MG, com 59 anos e especializado em marketing, o candidato, no seu Plano de Governo, possui 34 propostas e oferece ênfase às áreas de infraestrutura nos municípios e à educação. Dessa forma, ele acredita que, com a implementação de distritos industriais, a economia do estado poderia se potencializar para gerar rendas e empregos, a fim de que o estado de Minas Gerais seja um dos protagonistas na economia nacional. Com relação à educação, investimentos nas áreas técnicas seria um diferencial, de modo que se caminhasse conforme à economia, os profissionais seriam especializados nas várias áreas dos empregos técnicos.

 Cabo Tristão (PMB – Partido da Mulher Brasileira)

Policial Militar, nascido em Juiz de Fora-MG, casado e com 36 anos, o candidato também é analista de sistemas e pós-graduado em Gestão Pública, mas nunca seguiu carreira política. Além disso, Tristão é ex-bolsonarista, mas nos dias de hoje, já não pratica tal intenção. Um fato curioso é que o policial estava presente quando o atual presidente sofreu uma facada em 2018. As principais propostas do policial no seu Plano de Governo estão relacionadas à educação e à saúde. Assim, ele vai lutar por investimentos nas escolas de modelo militar, e implementaria um sistema de rastreamento móvel de câncer nos transportes urbanos, de maneira que registraria a população com maior vulnerabilidade das doenças.

Romeu Zema (NOVO)

Atual Governador de Minas Gerais, Romeu Zema é o primeiro governador eleito pelo partido NOVO e também começou como político, pela primeira vez, no ano de 2018. O candidato é formado em Administração, empresário, nascido em Araxá-MG e com 57 anos, busca a sua reeleição neste ano. As principais propostas defendidas por ele no seu Plano de Governo está no que diz respeito à ampliação de procedimentos cirúrgicos nos hospitais e à reforma de escolas estaduais, além da privatização de empresas estatais para geração de empregos, como defendido em 2018, durante a sua campanha.

Vanessa Portugal (PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado)

Pela terceira vez, Vanessa é candidata ao Governo de Minas Gerais e já disputou eleições para Deputada Estadual, Vereadora e à Prefeitura de Belo Horizonte. Com 52 anos, nascida em Boa Esperança-MG, a candidata é servidora pública, mas não exerceu carreira na política. Nesse sentido, com 92 páginas no seu Plano de Governo, as principais propostas colocadas à mesa, que dizem respeito aos seus objetivos, estão relacionadas à estatização de empresas e, principalmente das mineradoras, para que haja controle das produções sob ordem do Estado. Além disso, também aborda temas relacionados ao auxílio de trabalhadores, com a ajuda mensal aos desempregados e defende jornadas de trabalho de 30 horas semanais.

Renata Regina (PCB – Partido Comunista Brasileiro)

Natural de Belo Horizonte-MG e fotógrafa, a candidata tem 36 anos e está se iniciando nas disputas políticas. Entre as principais propostas no seu Plano de Governo, a isenção de tarifas de água e de luz para desempregados e a ampliação das redes das escolas públicas são as ideias mais difundias na sua campanha. Ademais, também acredita em conselhos populares, ou seja, um programa que defende direções eletivas para tomada de decisões por pessoas, nos bairros, nos trabalhos e nas comunidades.

Indira Xavier (UP – Unidade Popular)

Defensora da mulher e coordenadora de movimentos sociais, a candidata é natural de Maceió- AL e tem 38 anos. Indira coordena o Movimento de Mulheres Olga e também a Casa de Referência da Mulher, que ajudam no atendimento de vítimas da violência contra às mulheres. No seu Plano de Governo, investimentos em empresas estatais, como por exemplo, a estatização do transporte urbano coletivo e a revogação do Novo Ensino Médio são uma das estratégias de investimentos que chamam mais à atenção nas suas falas, além da criação de empresas públicas para a geração de empregos.

Lourdes Francisco (PCO – Partido da Causa Operária)

Professora, aposentada, artesã e natural de Grão Mongol-MG, a candidata tem 60 anos de idade e nunca seguiu carreira política, porém já atuou em movimentos socias que ajudaram às pessoas atingidas por acidentes das barragens. Em relação ao seu Plano de Governo, as propostas que chamam mais à atenção estão no que diz respeito à dissolução da Polícia Militar e a criação de um banco estatal único. Segundo ela, é preciso permitir que os trabalhadores tenham autodefesa e que, com um banco do Estado, os impostos se diminuiriam, ou até mesmo não seria existiriam.

Marcus Pestana (PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira)

Natural de Juiz de Fora-MG, o candidato tem 63 anos e é economista, além de já ter sido vereador, deputado estadual e federal e ocupar o cargo de Secretário Estadual de Planejamento e Saúde. No que se refere ao seu Plano de Governo, propostas relacionadas aos investimentos no sistema de inteligência da Polícia Militar e parcerias com a iniciativa privada são ideias difundidas pelo candidato. Conforme Marcus, é preciso superar os gargalos econômicos do Estado através de parceiras do público/privado e o fortalecimento da modernização inteligente e com respeito na Segurança Pública.

Para conferir os documentos completos do Plano de Governo dos candidatos, basta acessar o site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: