23.3 C
Belo Horizonte
domingo, 4 dezembro 2022

Renova Excursão

Lula e Bolsonaro farão último debate na próxima sexta-feira, na TV Globo

Debate acontece dois dias antes do 2º Turno das Eleições 2022

Antes do próximo domingo, dia 30 de outubro, quando será eleito o Presidente da República do Brasil pela vontade democrática popular, Lula e Bolsonaro estarão presentes na sexta-feira, dia 28, na Rede Globo para fazerem último debate após a novela das nove. Os dois candidatos já se enfrentaram no atual mês de outubro, em um debate pela Band, no qual houve grande repercussão nas mídias sociais. O evento contará com regras essenciais para que não haja problemas e o clima não seja elevado. Será o segundo debate presidencial após o Primeiro Turno e aspectos de relevância serão apresentados pelos dois candidatos, em um dia que pode refletir muito para decisão do voto no próximo domingo.

A ideia é que o debate seja dividido em 4 blocos, de maneira que seja separado um tempo para temas livres e outra metade com pautas determinadas; o embate direto ocorrerá. Além disso, caso haja ausência de um dos candidatos, será determinado um tempo de transmissão de 30 minutos com uma entrevista para aquele que comparecer, mas, até momento, aparentemente os dois presidenciáveis comparecerão. Os eleitores e os expectadores de plantão poderão acompanhar o debate pela TV Globo, ou por outros canais da emissora, como, por exemplo, o Globoplay. Tanto Lula quanto Bolsonaro investiram nesses últimos dias, após o primeiro turno, todo o seu tempo na campanha eleitoral. Multidões os cercaram nas grandes capitais e também nos pequenos munícipios. Bolsonaro tem como apoio a maioria dos governadores e Lula agrega chapas com nomes importantes, como o de Simone Tebet e o de Ciro Gomes, os mais votados no Primeiro Turno depois de Lula e de Bolsonaro, além também de contar com alguns governadores, principalmente na região Nordeste.

Confira as principais causas e propostas defendidas pelos candidatos

Ambos os candidatos estão na busca pelo votos brancos e pelas abstenções. Com um número que ultrapassa os 30 milhões, a ideia do voto útil é divulgada pelos dois candidatos, mas as suas propostas continuam firmes, é importante analisá-las para entender os projetos de Governo para os próximos 4 anos.

Lula

– Imposto de Renda Zero: é a isenção do imposto de renda na faixa de 55 mil e descontos para a classe média.

– Bolsa Família de 600 reais e mais 150 reais por criança até 6 anos, de modo que o objetivo seja alimentar os mais pobres e rodar a economia.

– Minha casa Minha Vida: Projeto criado por Lula e companhia que visa garantir casas a aqueles que não têm condições de adquirir uma residência, de maneira a retomar o seu funcionamento.

– Ministério da Mulher: criação, em parceria com estados e municípios, da Rede Casa da Mulher Brasileira, com a delegacia da mulher, o Ministério Público, o atendimento psicológico e o abrigo para mulheres em situação de vulnerabilidade, assim enfatizando a defesa da mulher e promovendo a sua ascensão no mercado de trabalho. Mais ainda, melhorar os atendimentos à saúde da mulher com o objetivo de prevenir e diagnosticar doenças, principalmente o câncer.

– Creches de ensino em tempo integral, a fim de melhorar a qualidade da educação das crianças.

Bolsonaro

– Políticas que visam a geração de empregos e de renda, de modo que caminhem também com o avanço tecnológico e os estudos.

– Privatização de empresas estatais, com o intuito de reorganizar e contribuir para a economia do país, como a Eletrobras, por exemplo.

– Ampliar e dar assistências aos programas de mulheres, como por exemplo, o Caixa pra Elas, projeto da Caixa Econômica que visa o atendimento ao público feminino e oferece oportunidades sobre o empreendedorismo.

– Retomada de investimentos governamentais na infraestrutura do território nacional e na industrialização.

– Estratégia da Saúde da Família: ampliação do acesso básico da saúde, a fim de entender que a família e a base da sociedade, o fortalecimento da Rede de Atenção Materna e Infantil são pontos que precisam continuar.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: