Prefeito de Congonhas suspende eventos religiosos presenciais

O prefeito de Congonhas, Zelinho, decretou nesta sexta-feira (27) a suspensão dos eventos presenciais de celebração religiosa, missas, cultos e atividades dessa natureza até a próxima terça-feira (31), devido à pandemia do coronavírus. A Prefeitura Municipal informou que o decreto foi conversado com os líderes religiosos e representantes das igrejas e também foi definido que esses eventos deverão ser realizados por transmissão online nas mídias sociais e rádios.

Ainda de acordo com o decreto do prefeito Zelinho, nenhuma atividade que provoque a aglomeração de pessoas deve acontecer neste momento, por causa do estado de calamidade pública em saúde declarado pelo Estado de Minas gerais e diante das recomendações da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Além disso, O SINE de Congonhas suspendeu todos os serviços presenciais, mas mantém contatos virtuais disponíveis para o trabalhador, que pode ser atendido pelo telefone 3731-1727 de 7h às 16h. As empresas tem como meios para disponibilizar vagas, quando necessário e se possível, o telefone e e-mail.

No boletim diário da Secretaria Municipal de Saúde de Congonhas divulgado nesta sexta-feira (27), foram registrados 125 casos prováveis de infecção do coronavírus. Isso porque a Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais definiu novos quesitos para investigação do COVID-19, como pessoas que procuraram os serviços de saúde com sintomas de febre e/ou qualquer sintoma respiratório ou pessoas assintomáticas que vieram de áreas de riscos, como Belo Horizonte, São Paulo ou Rio de Janeiro.

Desses, estão em investigação 109 casos da doença. e já foram descartados 16 casos suspeitos. Nenhum caso de coronavírus ainda foi confirmado na cidade.

Veja também: Conselheiro Lafaiete soma 107 casos suspeitos de coronavírus

Comentários