Prefeito de Mariana esclarece medidas de prevenção ao coronavírus

Na manhã de hoje (16), a prefeitura de Mariana realizou uma coletiva de imprensa a fim de esclarecer a situação acerca do coronavírus e suas medidas de prevenção. A reunião, que aconteceu no gabinete do prefeito Duarte Júnior, contou com a presença da imprensa, profissionais da saúde e do Secretário de Sáude da Prefeitura, Danilo Brito.

Apesar de ainda não ter nenhum caso confirmado do coronavírus na cidade de Mariana, as medidas de prevenção, tomadas até o momento, são de suspensão das aulas nas escolas e creches da cidade, por pelo menos uma semana. Até o momento, não houve a suspensão das aulas da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), dos campus de Mariana, ICSA e ICHS.

Além disso, a proposta é de que a Vale, a Fundação Renova e a Prefeitura coloquem os funcionários para trabalharem home-office, incentivando que outras áreas também adotem a medida.  Funcionários da Prefeitura com mais de 60 anos deverão trabalhar em local onde não há aglomeração, ficando afastados do público, em quarentena.

Outra medida é o cancelamento de todos os eventos da cidade, incluindo a Semana Santa, que recebe um grande número de pessoas, principalmente a população de risco, com mais de 50 anos de idade. Em relação ao turismo na cidade, de acordo com o prefeito, será feito um acompanhamento das pessoas que chegarem de outros estados à Mariana. Pessoas vindas do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília devem ficar por pelos menos sete dias em isolamento domiciliar, sendo devidamente monitoradas.

O hospital de Mariana já está equipado com respiradores, caso seja necessário receber algum caso suspeito. Na manhã de hoje (16), um morador da cidade realizou exames para a confirmação do vírus, após entrar em contato com uma pessoa infectada e apresentar sintomas suspeitos.

O chefe do executivo ressaltou que as medidas são de caráter preventivo a fim de que não haja casos da doença em Mariana. “Não existe algo mais importante que a vida humana, por isso, a prevenção é essencial. A nossa equipe médica já está organizada para dar assistência aos nossos cidadãos. É importante evitar espaços aglomerados e procurar a unidade de saúde em caso de agravamento de sintomas da doença”, afirmou Duarte Junior.

A médica e coordenadora técnica da UPA, Danuta Niquini, explicou que a letalidade da doença é de 0,2% no público jovem e de 16% nos idosos. “O resultado do exame é obtido em 24h e ele é indicado em caso de agravamento dos sintomas da doença. Mas é importante ressaltar que se deve evitar espaços com grande número de pessoas”, pontuou Danuta.

CORONAVÍRUS

Causada pelo vírus COVID-19, a infecção respiratória está classificada como pandemia pela OMS desde 11 de março. No estado de Minas Gerais, foram registrados quatro casos da doença pela Secretária de Estado de Saúde (SES-MG). Em Mariana, não há casos registrado da doença. Atualizações sobre medidas e possíveis infectados serão divulgados em boletins na página da Prefeitura de Mariana.

Leia também: Hospitais mineiros começam a adotar medidas de prevenção contra o coronavírus

Comentários