Prefeitura de Contagem interdita agência bancária por não distribuir máscaras

A equipe de fiscalização formada por Guarda Civil, equipe de Posturas e Procuradoria-Geral de Contagem, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, interditou, na segunda-feira (13), uma agência bancária que não cumpriu as determinações estipuladas pelo Decreto Municipal 1.358 de distribuir máscaras de proteção contra o novo coronavírus, não disponibilizar um funcionário para organizar as filas e não estar atendendo a distância mínima de dois metros entre cada cliente. A agência, localizada na avenida Coronel Camargos, também foi multada em R$ 30 mil.

Além das determinações já citadas, o Decreto determina que esses estabelecimentos também devem fornecer a clientes álcool em gel para a higienização das mãos na entrada da agência e disponibilizar um funcionário para controlar o acesso das pessoas. As medidas mais rígidas visam um combate mais extenso ao coronavírus.

Os bancos e agência lotéricas tiveram o prazo de uma semana, entre os dias 6 e 13 de abril para adequação às determinações do Decreto. Demais estabelecimentos que, após os prazos de adoção de medidas expirarem, não estiverem cumprindo com as obrigatoriedades para o funcionamento, assim como a agência, serão interditados e multados.

A agência bancária interditada permanecerá fechada até se adequar as determinações do Decreto. Caso não o faça, só poderá abrir quando este não estiver mais em vigor. A população de Contagem pode denunciar aglomerações de pessoas ou estabelecimentos que não estejam aderindo às normas de funcionamento ligando no número 153.

Coronavírus em Contagem

De acordo com o Informe Epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Contagem na tarde de ontem (13), na cidade existem 20 casos confirmados e 2.449 casos em investigação. Um óbito também está sendo investigado. Nenhuma morte foi confirmada.

Veja também: Moradores de Nova Lima só poderão sair de casa usando máscaras

Comentários