Take a fresh look at your lifestyle.

Relembre os professores mais inspiradores do cinema

No dia 15 de outubro, celebramos o Dia do Professor. A homenagem foi criada em 1827, quando D. Pedro I criou o decreto o “Ensino Elementar no Brasil”, documento que estabelecia e regulamentava conteúdos de ensino e condições trabalhistas na área.

No entanto, a data de 15 de outubro só foi estabelecida em 1947 (120 anos depois) pelo professor paulista Salomão Becker. Anos mais tarde, a oficialização do dia foi feita pelo decreto federal nº 52.682, assinado pelo então presidente João Goulart.

Para homenagear estes queridos profissionais, separamos uma pequena lista de filmes que expõe histórias de professores inspiradores que marcaram os cinemas, reafirmando o papel transformador da educação e a importância do trabalho desempenhado por um docente

Confira:

Sociedade dos poetas mortos (1989)

Robin Willians, na pele do professor de literatura John Keating, encanto seus alunos quando começou a dar aulas na tradicional escola preparatória Welton Academy.  O professor passou a utilizar métodos para retirar os alunos de uma posição passiva para transformá-los em livres pensadores.

Sociedade dos poetas mortos (1989)
Robin Willians deu vida ao professor John Keating em Sociedade dos Poetas Mortos. (Foto: Reprodução)

Mentes perigosas (1995)

A professora LouAnne Johnson, interpretada pela atriz Michelle Pfeiffer, percebe que os métodos convencionais não chamavam a atenção de sua classe. Para reverter a situação e motivar seus alunos, LouAnne introduz temas relacionados ao cotidiano dos jovens, como o Karatê e as músicas de Bob Dylan.  Com essa estratégia, a professora consegue se aproximar dos estudantes, mostrando que é possível repensar as práticas pedagógicas.

Coach Carter: Treino Para a Vida (2005)

Em uma escola marcada pelas altas taxas de repetência e evasão, localizada em uma área pobre da cidade, o dono de uma loja de artigos esportivos aceita o convite para se tornar técnico do time de basquete.  Enquanto treinava o grupo para vencer as competições, o professore Ken Carter (Samuel L. Jackson) demonstrava preocupação com o desempenho escolar dos jovens.  A obra mostra como o professor acreditou no potencial dos alunos e desafiou que eles fossem além de suas limitações.

Samuel L. Jackson na pele do técnico Ken Carter em Coach Carter: treino para a vida. (Foto: Reprodução)

Matilda  (1996)

A pequena Matilda, interpretada pela atriz mirim Mara Wilson, era uma garota com altas habilidades, porem incompreendida pelos próprios pais.  No entanto, foi na escola que Matilda refúgio quando encontrou uma professora que notou seu potencial.  A personagem da professora Jennifer Honey ( Embeth Davidtz), em diversos momentos do filme, mostra como um atento e afetuoso pode ser importante na vida de um estudante.

Honey ( Embeth Davidtz), interpretou a professora Jennifer que, em diversos momentos do filme, mostrou como um um professor pode ser importante na vida de seu aluno. (Foto: Reprodução)

Preciosa – Uma História de Esperança (2009)

Aos 16 anos, a jovem Preciosa Jones (Gabourey Sidibe), que frequentemente era discriminada por ser negra e obesa, além de viver em um ambiente hostil, privada de uma série de direitos e violentada pelos pais, tem sua vida transformada ao encontrar uma professora. O encontro se deu quando, decorrente de sua segunda gravidez, Preciosa é expulsa de sua escola e vai para uma instituição educacional onde Mrs. Rain (Paula Patton), é uma professora que incentiva seus alunos a escrever para expressar o que estavam sentindo e enfrentar os desafios de sua via.

O Milagre de Anne Sullivan (1962)

Para ajudar sua aluna surda e cega se adaptar e aprender, a professora Anne Sulivan, interpretada pela atriz Anne Brancroft, é incansável. O filme é baseado na história real de Helen Keller, uma escritora e ativista social norte-americana reconhecida por ser a primeira surda e cega a receber um diploma de de bacharelado.

Ao longo da história, a professora Anne Sullivan questiona o papel da família no processo de ensino aprendizagem, destacando que os pais de sua aluna sentiam pena da garota e nunca estimularam seu aprendizado, como qualquer outra criança.

O Milagre de Anne Sullivan (1962)
A professora Anne Sulivan, interpretada pela atriz Anne Brancroft, é incansável para ajudar sua aluna surda e cega se adaptar e aprender. O filme é baseado na história real da escritora Helen Keller. (Foto: Reprodução)

Close