AtléticoCruzeiroFutebolOlhar Esportivo

Quinta-feira muito louca no futebol!

Parece nome de filme de Sessão da Tarde, mas define bem o que foi a última quinta-feira, dia 26, no futebol brasileiro, afinal de contas, aconteceu de tudo, ou quase tudo, por aqui. Vamos aos principais acontecimentos:

Palmeiras de Mano aplica goleada de 6×2

O time de Mano Menezes, treinador famoso por buscar apenas resultados mínimos e que chegou questionado ao Palmeiras exatamente por esse motivo, aplicou a maior goleada do time no campeonato e segue 100% com o novo treinador e na cola do líder. Quem diria hein?

Atlético eliminado da Sul-americana

Embora tendo revertido o placar do primeiro jogo, o Atlético acabou eliminado, na disputa de pênaltis, pelo modesto Colon, da Argentina. O Galo que eu cobrava regularidade e acreditava que poderia ser campeão da Sul-americana, caso alcançasse essa regularidade, alcançou a regularidade mas no sentido contrário, afinal de contas, o time agora só perde e quando vence é eliminado mesmo assim. Em Minas ninguém ri de ninguém. Que fase hein?

Cuca pede demissão no São Paulo

Depois de apenas poucos meses no comando do São Paulo, tendo recebido alguns reforços importantes e mesmo assim não obtendo resultados, Cuca pediu demissão do São Paulo e disse ter sido xingado pela primeira vez como treinador, foi chamado até, segundo o mesmo, de cabelo de boneca (convenhamos que este foi até engraçado). O São Paulo é o terceiro clube que mais trocou de treinadores nos últimos anos e mesmo assim as coisas não andam pelos lados do Morumbi, ou será que as coisas não andam exatamente por esse motivo? Fernando Diniz é a nova aposta, será que agora vinga?

Treinador e jogador brigam na beirada de campo

Ao ser substituído pelo treinador Oswaldo de Oliveira, o jogador Ganso saiu de campo chamando o mesmo de burro e foi chamado de vagabundo. É incrível como os jogadores de futebol acham que o mundo gira em torno dos mesmos e não respeitam hierarquia. Os dois ameaçaram partir para as vias de fato, mas foram contidos pelos companheiros. Que papelão hein? Quem sai perdendo nessa é o Fluminense, que luta para não cair no Brasileirão.

Ceni deixa o Cruzeiro

Após apenas 8 jogos no comando do Cruzeiro, Rogério Ceni não foi páreo para a panelinha dos medalhões no Cruzeiro. E que panela de pressão virou o Cruzeiro hein? O clube hoje é terra de ninguém, terra arrasada, onde todo mundo manda e ninguém manda ao mesmo tempo. O time segue a cartilha direitinho para o rebaixamento, está difícil ser otimista. A atual diretoria já rebaixou o nome do gigante Cruzeiro, mesmo que o time não caia para a segunda divisão. Pobre Cruzeiro, pobre cruzeirense. Pra quem dizia que jogador não derruba treinador, o Cruzeiro e Ganso estão aí para provar o contrário.

Isso foi um pouco do que aconteceu apenas na quinta feira, difícil até escolher a manchete da sexta feira.

E aí foi louca ou não foi?

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar