Quinta-feira Santa: a celebração da Última Ceia

Na Quinta-feira Santa, é celebrado a Última Ceia de Jesus com seus discípulos antes de sua crucificação. É celebrado também o lava-pés. O chamado Tríduo Pascal, nome dados aos dias finais da Semana Santa, começa na noite de Quinta-feira Santa e vai até a manhã do domingo de Páscoa. Liturgicamente, o Tríduo Pascal é uma única celebração.

A Quinta-feira Santa tem um alto status na liturgia como um dia de comemoração do último sacramento e o estabelecimento associado da Eucaristia pelo próprio Jesus e é parte integrante da Semana Santa.

Segundo a Bíblia, o que aconteceu na Quinta-feira Santa?

Segundo as tradições bíblicas, Jesus celebrou a Páscoa com os discípulos na véspera de sua crucificação. Jesus partiu o pão e distribuiu o vinho e instruiu-os a fazer isso em sua memória no futuro. Jesus já sabia que Judas Iscariotes o trairia e que ele morreria (Mt 26,21). O Evangelho de João também conta como Jesus lavou os pés dos discípulos em sinal de caridade e humildade (João 13: 5-15).

Após o sacramento, Jesus e os discípulos foram ao Monte das Oliveiras. Lá, Ele profetizou que Pedro o negaria três vezes antes que o galo cantasse pela manhã. Então, Jesus foi com três dos discípulos ao jardim de Getsêmani para orar. Jesus pediu aos discípulos que ficassem acordado enquanto Ele orasse, mas eles acabaram adormecendo. Segundo o Evangelho de Lucas, a angústia de de Cristo foi tão grande que “seu suor tornou-se gotas de sangue, que corriam até o chão”. Mas, ao mesmo tempo, Ele aceitou a vontade de Deus.

Quando Jesus retornou aos discípulos adormecidos, Judas chegou ao jardim Getsêmani com soldados armados. Como um sinal de quem eles deveriam prender, Judas deu um beijo em Jesus e a previsão de traição foi cumprida. Os soldados capturaram Jesus e o levaram para interrogatório perante o Conselho Superior (Mt 26: 45-50).

Os eventos da Quinta-feira Santa são de importância central na fé cristã. A última ceia de Jesus com seus discípulos também foi o começo de uma nova aliança entre Deus e o povo com Jesus como mediador.

Importância da data

Na celebração da Quinta-feira Santa, a instituição da Eucaristia e da Ceia do Senhor é comemorada de maneira especial na Igreja Católica.

O ritual de lavar os pés faz parte da cerimônia, seguindo o exemplo de Jesus e como um símbolo de caridade ativa. O sacerdote escolhe doze pessoas previamente para lavar os seus pés, assim como Cristo com seus discípulos.

Leia também: Por que as imagens são cobertas na Quaresma?

Comentários