Raio-x: análise sobre os estreantes do Cruzeiro contra o Tupynambás

Até o momento, cinco jogadores foram contratados; todos eles debutaram pelo time azul contra o Tupynambás, neste domingo (2)

Em busca de montar um time competitivo para a Série B, o Cruzeiro já anunciou cinco reforços até agora, são eles: João Lucas, Filipe Machado, Everton Felipe, Jhonata Robert e Roberson. Na noite deste domingo (2), contra o Tupynambás, todos participaram da grande virada da Raposa em Juiz de Fora. Desta forma, apesar do pouco tempo, a torcida celeste já pôde conferir um pouco das características dos novos nomes, e imaginar o que eles podem oferecer à equipe estrelada.

Agora, confira uma análise individual sobre cada jogador.

João Lucas

O lateral-esquerdo deixou o Ceará rumo à Toca da Raposa bancado por Adilson Batista, que trabalhou com o atleta no alvinegro. Em sua estreia, o defensor mostrou boa consistência defensiva e se apresentou bem para o jogo. Nos cruzamentos, alternou entre erros e acertos.

Para a temporada celeste, pode ser uma peça importante.

Filipe Machado

Dentre os estreantes, foi o que teve a pior atuação. Além de chegar cercado de desconfianças por conta de sua carreira inconstante, o camisa 25 protagonizou muitos erros bobos no primeiro tempo, inclusive no segundo gol do Tupynambás. Contudo, na etapa final aparentou estar um pouco menos afoito e demonstrou maior firmeza em campo.

Precisa evoluir, mas pode ser boa opção de elenco.

Everton Felipe

Das contratações, talvez a mais famosa. O camisa 7 chega ao Cruzeiro com status de titularidade e um dos principais nomes do setor ofensivo do clube. No jogo, fez até boas jogadas, demonstrou qualidade, mas nada muito eficaz.

Deve melhorar e se afirmar com o passar dos jogos.

Raio-x: análise sobre os estreantes do Cruzeiro contra o Tupynambás
Créditos da foto: Fernando Priamo / Ligthprees/Cruzeiro

Jhonata Robert

O jovem de 20 anos começou a partida errando muito, algo natural pelo nervosismo e falta de entrosamento. Porém, com o passar do tempo, ganhou confiança e tentou fazer dribles e arrancadas. No fim, ainda foi coroado com um gol.

Tem qualidade e potencial para ser titular.

View this post on Instagram

É só o começo China Azul 🔵⚪️ JR49

A post shared by Jota Erre 🤪 (@jhonatarobert11) on

Roberson

Muito questionado pelos poucos gols em sua carreira, o camisa 37 demonstrou virtudes e defeitos. Finalizando, pecou em alguns lances. Todavia, se mostrou participativo e atuante no jogo associativo, ajudando na construção de jogadas, tanto que deu bela assistência para Maurício no terceiro gol azul

Sua experiência e versatilidade podem ajudar o Cruzeiro.

Sequência

Agora, resta observar a evolução dos novos jogadores e saber como Adilson Batista os utilizará.

Veja também: Cruzeiro sai perdendo, mas vira o jogo e bate Tupynambás por 4 a 2

Comentários estão fechados.