16.5 C
Belo Horizonte
terça-feira, 28 junho 2022

Umbigo (ou coração) de banana: confira receitas gostosas para essa iguaria

 A enorme flor roxa é deliciosamente comestível em saladas, sopas e ensopados

Receita de carne de porco defumada

Por Sam Sifton/NYTimes - Pegue as melhores...
Portal Mais MinasReceitasÉ ELA! Conheça a Pavlova, sobremesa neozelandesa e australiana (receita fácil)

É ELA! Conheça a Pavlova, sobremesa neozelandesa e australiana (receita fácil)

A Pavlova suspira e inspira! Suspira pois é feita de suspiros, e inspira pois traz uma delicadeza tanto no visual como no sabor. Também não era para menos, a receita foi feita para homenagear uma bailarina russa, Anna Pavlova, que ganhou o mundo no final do século  XIX. 

Sim, assim como a história da bailarina de sucesso mundial, o doce é antigo e tradicional nos países Nova Zelândia e Austrália, que disputam há séculos a autoria original.

Ela é uma torta com casca de suspiro, porém macia por dentro. Ou seja, é crocante e suave ao mesmo tempo, com sabor leve. Em cima ganha frutas vermelhas. O que poucos sabem são os segredos incutidos na massa, que após ir ao forno perfuma a casa inteira.

Depois do merengue, chegou a vez da pavlova se tornar tendência entre os confeiteiros que adoram estar “na moda”. Entretanto, não precisa ter medo de se aventurar na receita, pois com as medidas corretas e um toque de carinho, você nosso leitor ou leitora pode preparar em casa mesmo.

Imagina surpreender seus familiares ou visitas com uma torta que além de saborosa entrega beleza à mesa? Além disso, é um doce que traz o aconchego de uma sobremesa feita para comer coletivamente, ao lado das pessoas que amamos.

Diferentemente dos doces tradicionais, a pavlova se destaca pois é uma opção equilibra os sabores, não sendo nem doce demais e nem sem gosto demais. Estando o suspiro feito na medida correta, forma furinhos que fazem com que a massa derreta da boca. Tudo isso associado a frutas como morango, uva, amora, cereja ou framboesa. Ela é diferenciada!

LEIA TAMBÉM:  Festa Junina: aprenda a fazer uma versão de Quentão com “cachaça de banana”

Harmoniza muito bem com datas comemorativas como Natal, Pascoa, aniversário de casamento, o próprio casamento e outros.

Agora que já “rasgamos a seda” para o bolo da Austrália ou Nova Zelândia, eles que lutem (risos), vamos ao que interessa aqui: como fazer uma pavlova no Brasil.

Receita de pavlova

O merengue (suspiro)

Limpe o recipiente que vai usar com limão, para se certificar de que nenhuma gota de gordura interfira na sua receita, sim, a gordura atrapalha a receita do merengue.

Ingredientes para o merengue

6 claras (160 gramas)
240 gramas de glaçúcar
8 gramas de amido de milho
1/4 de colher de chá de cremor de tártaro (opcional)

Fazendo o merengue

1 – coloque as claras na batedeira
2 – coloque uma pitada de cremor de tártaro
3 – comece batendo em velocidade baixa/média
4 – ao perceber a formação de espuma, comece a acrescentar levemente o glaçúcar até acabar
5 – com a receita mais firme acrescente o amido de milho
6 – bata por mais ou menos três minutos
7 – coloque papel manteiga na forma
8 – se tiver saco de confeitar, pode colocar a receita dentro, pois ele vai facilitar na hora de desenhar o círculo, se não tiver, coloque a mistura na forma de maneira que faça um círculo, o objetivo é chegar ao formato de guirlanda
9 – leve ao forno em 150º por cerca de 1h (a 1h15)
10 – observar se deu rachadas e está crocante por fora e macio por dentro
11 – desligar o forno, porém deixar a receita lá dentro para secar um pouco mais

LEIA TAMBÉM:  Festa Junina: aprenda a fazer uma versão de Quentão com “cachaça de banana”

O recheio (creme)

Ingredientes

50g de açúcar
400ml de creme de leite fresco, nata ou chantilly

Vamos fazer

1 – utilizando novamente a batedeira, coloque o creme de leite fresco e comece a bater

2- quando ele estiver engrossado um pouco comece a colocar o açúcar, sempre batendo

3 – você vai perceber que chegou no pinto, quando ficar bem firme, mas cuidado para não passar do ponto e acabar ficando duro demais

As frutas vermelhas

Frutas vermelhas a gosto, para decoração. Quem preferir pode fazer uma geleia com frutas vermelhas para colocar em cima, porém não faz parte da receita original.

Montando a torta

Com o merengue e o recheio prontos, chegou a hora mais divertida dessa receita, a montagem.

Por ser uma torta imponente, o visual deve ser considerado, por esta razão fazer boas escolhas é importante, o resultado será visto por todos.

1 – entre o furo e a borda da torta fica um espaço, que na normalmente afunda, é nessa parte mais funda que é acrescentado o recheio e por cima as frutas vermelhas (quem optou pela geleia dele colocar a geleia por baixo, o recheio por cima e frutas por cima)

2 – na receita original são utilizadas somente as frutas vermelhas, mas muitos confeiteiros optam por frutas como kiwi, figo, acerola, pêssego, entre outras. E mudam o recheio também, para mousse de chocolate, maracujá ou morango. Quem faz as alterações deve estar ciente de que está descacterizando a torta original, entretanto pode se surpreender com novos sabores.

LEIA TAMBÉM:  Festa Junina: aprenda a fazer uma versão de Quentão com “cachaça de banana”

2 – as frutas vermelhas podem ser cortadas ou colocadas inteiras, seja criativo!

Conclusão

Sua pavlova está pronta e como podemos perceber, não é nenhum bicho de sete cabeças, com paciência e atenção, é possível fazer essa belezinha e arrancar suspiros de quem vai experimentar pela primeira vez, ou mesmo os veteranos no bolo.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: