Recorde de frio em BH: Idoso é encontrado morto em praça

Um idoso de 61 anos, em situação de rua, foi encontrado morto na Praça Salermo, no bairro Aparecida, em Belo Horizonte, na madrugada de domingo para segunda-feira (7). Suspeita-se que a causa da morte tenha sido a baixa temperatura, registrada como a menor na capital mineira desde 1970. Os termômetros marcavam 5,7°C e a sensação térmica foi de um frio de -8°.

O homem foi identificado como Wilton Ribeiro de Freitas, foi encontrado no domingo por volta das 10h. Segundo vizinhos, o senhor tinha problemas de saúde, mas acreditam que a causa da morte tenha sido o frio. Ele tinha alguns cobertores doados, mas que não foram suficientes. A Polícia Civil, baseado no laudo do Instituto Médico Legal (IML), é quem determiná a causa exata do óbito.

O corpo de Wilton foi periciado e liberado para o enterro, que ocorreu na tarde dessa segunda-feira (8). A Polícia Civil disse que “a corporação investiga o caso e as circunstâncias da morte. A delegada do caso aguarda o laudo do IML, que deve ficar pronto em 30 dias, e apontará as causas do falecimento”.

Ainda de acordo com os moradores, Wilton era conhecido por todos, já que vivia na praça há cerca de três anos. Seu problema de saúde era relacionado ao uso excessivo de álcool. Um comerciante do bairro, disse que “ele sempre estava aqui na praça, as pessoas o conheciam de vista. No domingo de manhã, fomos surpreendidos com a informação de que ele morreu”.

Família do morador lamenta

O BHAZ conversou com a irmã da vítima, Conceição Maria Diniz, de 65 anos. Ela disse que era opção de Wilton morar na rua: “Nós já tentamos ajudar, mas ele sempre fugia e voltava para as ruas. Ele também não aceitava morar com a filha, que sempre tentou tirar ele das ruas”, relata.

A mulher conta que viu o irmão na praça pouco antes de saber que ele havia falecido: “Eu passei lá durante a manhã e ele estava passando muito mal. Na verdade ele já estava mal de saúde há alguns dias, mas se recusou a ser levado para o médico. Eu dei a ele um café e vim embora para casa, pouco tempo depois, me informaram que ele havia morrido”, conta a irmã.

Situação em albergues e abrigos

A temperatura mínima na capital chegou a 7,2°C com sensação de -8°C nesta segunda-feira (08). A tendência é continuar assim nos próximos dias. Atualmente, cerca de 4.500 pessoas se encontram em situação de rua na grande BH, segundo dados da prefeitura.

Um total de 1074 vagas em unidades de acolhimento institucional são oferecidas pela prefeitura da capital, mas só representa 23% das pessoas em situação de rua. Esse número é parcialmente indefinido, já que alguns fatores como migração e retorno à família fazem com que ele se altere.

O Albergue Tia Branca, localizado no bairro Floresta, estava com a fila de espera lotada nesta segunda-feira.

Em junho, foi publicado um chamamento público para abertura de uma unidade que oferecerá 50 vagas para mulheres. De acordo com a prefeitura, 340 bolsas-moradia também serão oferecidas para famílias em situação de rua.

Comentários