Rima em Prosa #7: Budah fala com exclusividade ao Mais Minas sobre lançamentos, cena capixaba e nova fase solo

A cena do Espírito Santo é uma das mais promissoras do rap nacional. Com bastante artistas jovens e cheios de potencial, o estado tem se consolidado no cenário brasileiro. Bem versáteis, os artistas de lá vêm ganhando destaque nas mais diversas vertentes da cultura. Um desses nomes de destaque é o de Brendah, ou melhor, Budah. Conhecida pelo vulgo que remete ao mestre da filosofia budista, ela é dona de uma voz encantadora e que vem mostrando força no R&B brasileiro. No canal da Altamira TV, lançou seu maior sucesso até aqui, que foi a faixa Quando Eu Te Ligar, em parceria com de Error27 e Jamal. 

Em entrevista à nossa coluna, a artista capixaba fala sobre a nova fase de sua carreira, o feat com Chris que será lançado essa semana, os problemas enfrentados pelos artistas de seu estado e muito mais. Confira: 

A cena do Espírito Santo 

MM: No ano de 2019 o rap capixaba cresceu de forma considerável. Além de você, artistas como Dudu, PTK, Vk Mac, César e outros ganharam muito destaque. Nas redes, a maioria demonstra ter um ótimo relacionamento. Nos bastidores também tem sido assim?

B: Sim, a gente sempre se deu muito bem. Dudu, César e Vk são do mesmo estúdio que eu, então é normal a gente se esbarrar bastante entre uma gravação e outra. Nossa relação sempre foi de amizade e espero que continue assim. 

MM: Se sim, você essa consideração essa união o principal fator para o crescimento da cena local?

B: O principal não, mas é bem importante essa junção. Acredito que o principal vai ser quando o público realmente consumir o que fazemos e perceber como somos grandes mesmo estando pertinho deles.

MM: Apesar de um evidente aumento na valorização dos artistas capixabas, é natural que vocês ainda lidem adversidades por estarem fora do eixo. Hoje, qual é o principal fator negativo que afeta vocês?

B: Falando por mim, com certeza é aquela velha história do contratante não querer pagar um cachê justo por sermos uma atração capixaba. Às vezes fechamos um valor abaixo do normal pra não perdemos a chance de mostrar nosso trabalho. Espero que isso realmente mude, porquê não é justo.

Rima em Prosa #7: Budah fala sobre lançamentos e fase solo
Crédito da foto: André Dantas

Aprendizados com a música, e feats

MM: Em um ano de tanto crescimento e trabalho, qual foi o maior aprendizado que você teve com a música em 2019?

B: Trabalhar com quem eu confio de olhos fechados, esse com certeza foi meu maior aprendizado. Foi um ano em que eu separei o que era interesse pelo que eu faço e oque era amor pelo que eu faço. 

MM: No mês passado você confirmou um lançamento com o Chris para o início de 2020. Um feat muito aguardado e que tem deixado os seus fãs bastantes ansiosos. Como foi estar trabalhando com ele? Já tem para esse lançamento? 

B: Sim, lançaremos dia 30 de janeiro. Trabalhar com o Chris sempre foi uma vontade, antes mesmo dele propor isso. A gente realizou um pedido de uma fã, na verdade várias. As pessoas pediam muito, então a gente gravou (a música) a distância e o clipe gravamos lá na terra dele, BH, que foi onde a gente se conheceu pessoalmente. Um cara muito engraçado e humilde, espero que possamos trabalhar juntos mais vezes. 

MM: Além de você, outra cantora extremamente talentosa de Vila Velha é a Morenna do Solveris. Existe alguma chance de vermos um feat das duas num futuro próximo?

B: Claro, eu e a Morenna temos algumas vivências juntas, é uma mulher muito experiente e a admiro bastante como artista e pessoa. Essa possibilidade é muito grande, a gente só tá esperando o momento certo. 

Assédio 

MM: Um tempo atrás, você relatou no Twitter um caso de assédio que sofreu por parte de um MC veterano da cena carioca. Na ocasião, várias mulheres disseram se identificar com o relato e contaram que também foram assediadas pelo mesmo rapper. Porém, um tempo depois, você apagou a postagem e não se comentou muito mais sobre esse assunto. O que se sucedeu dessa situação? 

B: Eu não apaguei, ela continua lá. Ele quis conversar e eu não, acredito que ele deva ter ficado escondido algumas semanas e depois vivendo normalmente. 

Nova fase e projetos para 2020

MM: No ano passado você acabou lançando um número relativamente baixo de músicas solo. Você tem alguma meta para aumentar esses números esse ano? Para 2020, você pensa na ideia de lançar um EP, mixtape, ou quem sabe até um álbum solo?

B: Sim, esse ano volto a ser uma artista independente, então eu mesma faço o meu planejamento. Temos alguns feats ao longo do ano, mas acredito que na metade dele, se tudo der certo, o álbum acontece. 

MM: Por fim, além do que nós comentamos na entrevista, o que mais o público pode esperar da Budah nesse novo ano que se inicia? 

B: Muita música, parcerias grandes, uma identidade nova, mais profissionalismo e mais independência, ou seja, o que o meu público quer, é o que eu quero também.

Expoente da cena capixaba, Budah entra em uma nova fase em 2020, apostando em uma pegada mais independente e com foco no seu crescimento como artista solo. Para marcar esse ano que se inicia, a cantora lançará no dia 30 de janeiro um feat com o Chris, popular rapper mineiro. Intitulada “Estar com você”, a canção será lançada no canal oficial da artista no YouTube.

Leia também: Rima em Prosa #6: Aka Rasta fala com exclusividade sobre produção, desconstrução, cena e projetos

Comentários