Ronaldinho é eleito o maior meia de Minas do século XXI em votação

O meio de campo da Seleção de Minas do século XXI está formado. Após escolher a dupla de volantes, a última votação escolheu o trio do meio de campo da equipe dos melhores do estado dos últimos 20 anos. Foram eleitos Alex pelo lado do Cruzeiro, Dátolo e Ronaldinho Gaúcho pelo lado do Atlético, sendo o “Bruxo” escolhido como o maior da posição.

Até agora, o time está escalado com VictorMarcos RochaLeonardo Silva e RéverSorín, Ricardinho e Leandro Donizete, e agora, Alex, Dátolo e Ronaldinho Gaúcho.

A disputa para eleger o trio de meio de campo da Seleção de Minas do século XXI foi uma das mais acirradas da nossa série de enquetes. Foram três escolhidos pelo lado do Cruzeiro: Ricardo Goulart, Éverton Ribeiro e Alex; e quatro pelo do Atlético: Luan, Ronaldinho Gaúcho, Dátolo e Cazares.

Lembrando que o Galo teve quatro concorrentes, um a mais que o rival, por ter dado empate entre os dois meias gringos atleticanos na enquete da Seleção Alvinegra do século XXI. O mesmo aconteceu para o lado azul quando foi votado a dupla de zagueiros, em que o teve três jogadores concorrendo e o Atlético apenas dois.

A disputa foi acirrada entre Alex, ex-Cruzeiro, e Ronaldinho, ex-Atlético. Ambos foram extremamente vitoriosos em Minas Gerais e tiveram uma grande relevância também fora do país. Entretanto, o principal meia candidato da Raposa foi para a Europa após ter se destacado no Brasil, já Ronaldinho chegou para marcar a história do Galo após ter ganhado vários títulos e ter se consolidado na história do futebol mundial.

Ronaldinho teve 53,5% dos votos e Alex 40%, já Dátolo ficou em terceiro com 3,7% dos votos. Pensar em um meio de campo desses é ter certeza de qualidade técnica e pensamento diferenciado dentro do gramado.

Eleito o melhor jogador do mundo por duas vezes e pentacampeão da Copa, Ronaldinho Gaúcho não só é um dos maiores atletas a vestir a camisa do Galo, como também da história do futebol mundial. O jogador chegou em Minas no ano de 2012, desacreditado após temporadas ruins na Europa e no Flamengo.

Ronaldinho e o Atlético precisavam se reerguer para o futebol e o casamento deu muito certo. Rapidamente o jogador se encaixou no time e vestindo a camisa 49 liderou o Galo no Brasileirão daquele ano, que terminou com o vice-campeonato atleticano.

Em 2013, já com a camisa 10, o meia voltou a demonstrar um grande futebol, sendo um dos principais destaques das conquistas do Campeonato Mineiro e da Copa Libertadores daquele ano.

Deixou Minas Gerais em 2014, após uma vertiginosa queda de rendimento. Com a camisa do Galo, Ronaldinho conquistou um Mineiro e uma Copa Libertadores, em 2013, e a Recopa Sul-Americana, em 2014. Individualmente foi eleito o Bola de Ouro do Brasileirão de 2012, melhor jogador da Copa Libertadores de 2013 e melhor jogador da América do Sul, também em 2013.

Comentários