CrimesCruzeiroEsporteFutebolJustiçaPolícia Civil

Sede do Cruzeiro é alvo de buscas da Polícia Civil nesta manhã

Operação é uma sequência do inquérito instaurado pela Polícia que já investigam as práticas do clube

O dia começou agitado para os cruzeirenses. Isso porque, na manhã desta terça (09), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpre mandatos de busca e apreensão na sede do Cruzeiro. Além disso, o centro de treinamento Toca da Raposa e as casas do presidente Wagner Pires de Sá e do vice Itair Machado, também foram alvo das buscas.

A operação tem o objetivo de investigar denúncias de diversos crimes. São eles: falsificação de documento particular, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Além dos dois nomes citados acima, outros membros da diretoria do Cruzeiro também são investigados. Empresários e até mesmo membros de torcidas organizadas do clube podem estar envolvidos.

A investigação foi denominada como “Primeiro Tempo” e teve início por volta das 7h30 da manhã.

Entenda o caso

No dia 27 de maio, o Fantástico divulgou uma reportagem que revelava uma série de irregularidades administrativas do Cruzeiro. As denúncias iam de cessão irregular de direitos econômicos de jogadores (um deles com menos de 16 anos) a empresários até pagamento à empresas aparentemente laranjas. Remuneração de torcidas organizadas e aumentos de salário de funcionários em período curto também entraram na pauta.

Além dos motivos citados acima, a matéria também mostrou que alguns documentos indicavam descumprimento de regras da Fifa, CBF e Governo Federal. Apesar dos problemas terem aparecidos só agora, ele vem também de diretorias anteriores. Atualmente, o clube acumula uma dívida de 500 milhões.

Dias antes do clássico

Essa é mais uma bomba para a Raposa, mas dessa vez ela pode ser pior. Isso porque na quinta-feira (11), Cruzeiro e Atlético se enfrentam em um superclássico válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. O fato pode abalar os atletas que já não vivem uma boa fase em campo.

Nota do Clube

O Cruzeiro divulgou uma nota onde se manifesta sobre o caso. O clube informou que apoia as investigações, mas lamentou o fato de ser antes do superclássico. Confira a nota na íntegra:

“A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público manifestar seu apoio às apurações das denúncias feitas pelo programa Fantástico, da Rede Globo, no dia 26 de maio passado.

O Clube informa que entregou às autoridades toda a documentação solicitada para a investigação.

Lamentamos apenas que este fato esteja acontecendo exatamente às vésperas de uma decisão importante na Copa do Brasil.

O Cruzeiro Esporte Clube informa que continuará à disposição das autoridades competentes para quaisquer tipos de outros esclarecimentos necessários.

Belo Horizonte, 9 de julho de 2019″.

O que esperar do Cruzeiro após a parada para a Copa América?

Balanço Celeste: primeiro semestre das contratações para 2019

Fechar