O que você procura?


O estereótipo que precisa ser desconstruído em cada signo

Embora os signos possuam características bem marcantes é preciso compreender que padronizá-los pode ser perigoso.

Elis Bohrer 13 de outubro de 2021 às 18:34
Tempo de leitura
13 min
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Geralmente, e principalmente na internet, quando se aborda os 12 signos do Zodíaco usa-se bastante os estereótipos, ou seja, aqueles clichês que todo mundo já está acostumado, “Áries gosta de briga”, “Escorpião é vingativo”, e assim por diante.

Estereotipar algo ou alguém é fixar um padrão externo para algo complexo. Todos os seres vivos possuem suas especificidades, logo, categorizar a personalidade de uma pessoa embasado em seu signo não é uma prática muito inteligente. 

Embora os signos possuam características bem marcantes é preciso compreender que padronizá-los pode ser perigoso, pois cada um deles tem o seu lado bom e o seu lado ruim, ou seja o lado oposto (ascendente) que é aquele cuja a Terra projeta uma sombra e o lado que é virado para o Sol, esse o mais visível.

Outro fator que merece a atenção de todos os que creem em astrologia, que nada mais é do que crer que tudo o que ocorre no céu influencia na vida humana, é o mapa astral.

O mapa astral é um escrito que leva em consideração o fato de os planetas estarem sempre em movimento. Para que ele seja criado da melhor maneira possível é necessário ter posse de duas importantes informações: a data e o horário que a pessoa nasceu. Essas informações são úteis para que os astrólogos consigam saber qual era a exata posição das estrelas e astros no momento do nascimento da pessoa. Posteriormente toda a movimentação é acompanhada, esse profissional então vai traçando um mapa, que pode servir como uma orientação. Esse desenho leva em consideração as especificidades astrológicas de cada pessoa, seu nível de complexidade é grande.

Como podemos perceber, entender de astrologia não é apenas conhecer o seu signo superficialmente, é preciso estudar um pouco mais a fundo, inclusive os demais signos, as histórias e características de cada um. Embora não tenha base científica, os estudos sobre a astrologia são milenares, sendo datado em quatro mil anos antes de Cristo.

Por isso, algumas questões precisam ser desmistificadas, pois algumas pessoas podem ser vistas como pessoas más, simplesmente por possuir um determinado signo que, seja pela história mitológica ou pelo comportamento recorrente do seu grupo, foram assim rotulados. Mas a questão é bem mais complexa do que aparente.

O padrão comportamental de cada signo e o preconceito astrológico

Áries

O signo que também responde por “Satanáries” é o primeiro do Zodíaco. Ao longo do tempo seus nativos receberam a fama de serem briguentos, sendo comparados até mesmo com o cachorro de raça pinscher, aquele pequeno, porém muito bravo.

Contudo o que poucos destacam é o fato de o ariano ser uma pessoa que está frequentemente na defensiva, além disso tem o instinto protetor. Ou seja, pode estar sempre envolvido em discussões para se proteger ou proteger alguém, tal qual ao pinsher, um cão que está sempre protegendo sua casa e sua família, por isso é muito encrenqueiro.

Áries é o alfa, é onde as forças zodiacais começam, é um signo que pode ser visto como o nascimento de um bebê que ao respirar pela primeira vez dá um grande grito de liberdade. Essa é a sua essência, mas ela não deve ser confundida ou estereotipada pelos interessados em ganhar mais likes ou views internet adentro.

Regência: Marte, planeta da guerra.
Elemento: Fogo.

LEIA TAMBÉM:  A importância do mapa astral: Entenda porque você deve fazer!

Touro

O signo do “come e dorme” é muito maior do que sua fama. Nem sempre a voz do povo é a voz da deusa!

Embora os taurinos prefiram estabilidade, ou seja, eles precisam de segurança na vida e gostam de paz e tranquilidade, o que pode incomodar quem não gosta, são pessoas muito cativantes e amorosas, além de possuírem um humor sem igual.

É preciso parar de chamar os nativos em Touro de preguiçosos, lembrando-se sempre da história de sua concepção que está ligada ao rei de Creta, Minos, um líder que levou muitas conquistas econômicas para ilha.

Sem contar que o signo de Touro está intimamente ligado ao animal, que de preguiçoso não tem nada.

Regência: Vênus, deusa do dinheiro, amor e beleza.
Elemento: Terra.

Gêmeos

A fama do geminiano não é nada boa, ele é um dos signos que mais sofre preconceito no Zodíaco, principalmente pelo excesso de comunicação, muitos os chama de fofoqueiros.

Comunicadores natos, os nascidos em Gêmeos possuem uma missão que era para ser vista como simples, mas é muito mal julgada pela sociedade, eles são responsáveis por comunicar. Logo, estará sempre contando alguma notícia, repassando fatos, acontece que nem sempre ele recebe formação para tal e pode se atrapalhar no meio do caminho.

A tolerância é uma palavra chave que resolve problemas e evita conflitos. Sabendo que o geminiano é o falador do grupo, melhor deixar para lá, até porque ele não fala, parece que vai morrer sufocado.  

Mas atenção, nem todas as pessoas de Gêmeos são assim, falantes. Então, tenha cautela ao pré-julgar uma pessoa pelo seu signo.

Regência: Mercúrio, planeta da comunicação.
Elemento: Ar.

Câncer

O estereótipo do signo de Câncer sem dúvida é o choro. Eles são os “emocionados”, as pessoas que estão sempre à flor da pele. Mas isso tem uma explicação e um momento.

Cancerianos são regidos pela Lua, em razão disso dependendo da fase do satélite esses nativos vão se emocionar. A intensidade das emoções fica por conta do tamanho da Lua, sendo um dos maiores do céu.

Mas do lado bom ninguém fala, não é mesmo? O canceriano é muito voltado para a família, ele pode, inclusive, abrir mão de suas liberdades para cuidar de um doente na família, é aquela pessoa que gosta de passar o final de semana assistindo filme com os pais, afim, são verdadeiros parceiros.

Por isso essa conversa de que é melancólico não precisa ser vista como um defeito, e sim como uma qualidade de uma pessoa que, sobretudo, é sensível às questões alheias, sentindo empatia.

Regência: Lua, deusa da luminosidade.

Elemento: Águia.

Leão

“Fulano se acha o centro do universo”, comumente alguém fala assim sobre o leonino, conhecido por possuir uma exacerbada autoestima. De fato, eles se destacam pela boa aparência, gostam de se vestir e perfumar bem e que mal há nisso? Só pessoas muito invejosas ou sem amor próprio podem se incomodar com a autoestima alheia. Então parem de prosseguir os nativos em Leão.

É preciso se conscientizar de que o leonino é o Sol, é regido pelo astro rei, não adianta tentar competir com eles, pois além de belos, são ágeis e muito fortes. “Aceita que dói menos”.

Em contraponto são as pessoas responsáveis pelas grandes construções, por colocar em prática planos engavetados, eles vão lá em fazem o trabalho que muitos, por preguiça ou desleixo, optam por não fazer.

Então antes de falar mal de um leonino é preciso “comer muito arroz com feijão”, pois a força física e mental que eles possuem é pra poucos.

Regência: Sol, deus da onisciência.
Elemento: Fogo.

LEIA TAMBÉM:  Os signos que preferem conviver com bichos do que com gente

Virgem

A “infernal” organização do virginiano parece incomodar muitos outros signos, principalmente, os relaxados do Zodíaco. Mas você já parou para pensar como deve ser assim, ver as coisas fora do lugar e não suportar? Para além disso, já imaginou que esbórnia esse mundo seria sem eles?

Pois bem, antes de julgar um virginiano veja quantas pessoas essa pessoa já ajudou, comece a enxergar o seu lado positivo e justo, pois no final das contas eles só estão atrás disso, justiça, por isso sentem tanta necessidade de organizar as coisas. É que esse mundo está tão virado de pernas pro ar que acaba irritando demais quem tem senso de equanimidade.

Muito inteligentes, os virginianos se organizam por não querer perder tempo na vida sem saber onde estão suas coisas, sem gerir o seu tempo e sem educação financeira. Há um “mood” controlador por trás disso? Há. Mas não tenha dúvidas, eles otimizam muito mais suas vidas do que muita gente. Em contraponto, quanto mais organizados do lado de fora, menos organizadas estão suas emoções.

Regência: Mercúrio, deus dos negócios.
Elemento: Terra.

Libra

Os “librianjos” são conhecidos por serem sonsos, principalmente em questões relacionadas ao amor e indecisões. Eles são aqueles que deixam transparecer que estão a fim de alguém, mas quando a pessoa chega junto, faz o desentendido, no fundo estão mais em busca de aprovação do que tudo.

O nativo no signo de Libra gosta de ser elogiado, eles se arrumam muito, passam horas pensando em uma roupa, fazem planos com os elogios alheios. Mas no fundo, quem não gosta de um “biscoito”?

Libra é um signo muito conectado com a harmonia, seus nativos pensam muito em cores, e combinações, em fundos musicais, eles gostam de ver as coisas fluírem, o que pode gerar muita ansiedade, em um pré-evento por exemplo.

Regência: Vênus, amor.

Elemento: Ar.

Escorpião

Escorpianos são os mais temidos do zodíaco por possuírem características bem marcantes, inerente ao signo, são elas: vingança, amargura, ciumento e invejoso.

Essa fama pode facilmente ser derrubada quando analisamos um pouco mais a fundo o signo Escorpião, que nada mais é do que um signo intenso. São aquelas pessoas “8 ou 80”, não existe nada pouco para eles, não entram em um relacionamento se não for para se doar e receber tudo o que pede uma relação.

Diante da apatia que estamos vivendo nos dias atuais, os escorpianos são pessoas mais que necessárias para equilibrar uma geração que pode até amar, mas costuma reprimir seus sentimentos. São eles quem mostram que somos humanos, passíveis de erros.

Podem sofrer muito com isso, pois tudo o que recebem dão de volta, inclusive se são magoados, não sabem lidar, enquanto não matarem, a dor fica dentro deles. “Com ferro fere, com ferro será ferido”.

Por isso a má fama de odiosa. Mas, tem um lado muito interessante, são fiéis e leais as pessoas que amam, família, amigos e o amor são tudo para ele. O escorpiano é capaz de dar a própria vida pelas pessoas por quem sente apreço, isso é muito bonito.

Regência: Plutão, deus da morte. 

Elemento: Água.

Sagitário

O signo da festa, da diversão e também da falta de limite. É assim que Sagitário é definido. Contudo seus nativos nada mais são do que pessoas otimistas e o mundo precisa disso também. Pense em um mundo formado apenas por pessoas responsáveis, “corretinhas”, talvez, seria bastante sem graça, não acha? (Os virginianos respondem: não, risos.)

LEIA TAMBÉM:  Signos: origem e significados

Para o sagitariano nada nunca vai dar errado, eles amam conhecer lugares, pessoas e descobrir algo novo, por isso são bastante estudiosos. Não tem medo de nada, nada mesmo. Ele vai, se der certo bem, se não der certo amém.

São muito livres, porém podem ter dificuldades em iniciar relacionamentos mais profundos, isso abrange a família, inclusive. Pode ser o filho desgarrado. Mas nem por isso se esquecem das pessoas. É que sua vida “tá rolando” rápido demais, são muitas emoções e ele tem pressa em viver.

Regência: Júpter. deus do trovão.
Elemento: Fogo.

Capricórnio

A narrativa mais conhecida para o capricorniano é de que ele é objetivo, ou seja, enquanto não alcança o que quer, não descansa. Por isso tem relação muito linkada com o trabalho. Muitas vezes dando a impressão de que se preocupam mais com o trabalho e dinheiro do que com as pessoas, então recebem a terrível fama de frios.

Mas acontece que a sua felicidade está muito associada a suas realizações, na maioria das vezes suas realizações refletem também nas pessoas que ele ama. Ele acaba sendo mal compreendido.

O capricorniano pensa muito no futuro, por isso antes de entrar em relações ele pensa duas, três, dez vezes. São muito responsáveis, inclusive sentimentalmente. Dificilmente um nativo em Capricórnio vai brincar com os sentimentos de alguém.

Regência: Saturno, deus do tempo.
Elemento: Terra.

Aquário

As pessoas que nascem em Aquário têm antipatia do senso comum, então, às vezes pecam por sempre querer estar nadando contra a corrente, recebendo assim a fama de “do contra”.

Podem ser chamados de “rebeldes sem causa”, de o que aparecer, mas no fundo essa mania de contrariar está associada ao medo de cometer alguma injustiça irremediável. Eles são questionadores, mas não o fazem por mal, é porque, antes, são cuidadosos.

Então precisamos compreender melhor as pessoas, antes de sair às chamando de “xaropes”. Muitos estão em busca de um mundo mais igual e menos injusto, pense nisso.

Aquarianos também são professores natos, eles gostam de deixar marcas de conhecimento nas pessoas, e uma das formas que encontra para fazer isso é indagando. O que inicialmente pode parecer irritante, mas acredite, conhecimento nunca é demais e você jamais vai esquecer sobre o que ele te fez refletir.

Regência: Saturno, deus do tempo.
Elemento: Ar.

Peixes

O “bobo” do zodíaco tem mais a ensinar do que todos os signos que o vê dessa maneira. O signo de Peixes entende muito cedo que é preciso um lado lúdico, sonhador para que a vida não se torne insuportável.

Diferente do que muitos pensam, o pisciano não é bobo, ele é sensível, consegue compreender e aceitar as pessoas como elas são e não vive tentando mudar o mundo, um grande ensinamento.

Os rumores de que o pisciano é o mais traído talvez possa até ser fundamentada, pois eles, sem abrirem a boca, através dos próprios erros dos outros ensinam as pessoas a serem um pouco melhores.

Eles são muito esperançosos, tem imaginação forte e às vezes saem até desse plano, há astrólogos que acreditam que os piscianos, por carregar a bagagem dos 12 signos em suas costas, conseguem se desconectar nesse plano e se conectar diretamente com os astros. Então podem também parecer mais atrapalhados em relação às coisas terrenas, mas na verdade eles são muito evoluídos.

Regência: Netuno, deus das águas.
Elemento: Água.