Ultimate magazine theme for WordPress.

Tardelli livre no mercado: seria uma boa para o Atlético?

Algo já se tornou comum na vida dos atleticanos em período de pré-temporada e que se repete em todos os anos: “Tardelli no Galo”. Nesta quinta-feira (16), o Grêmio anunciou a rescisão de contrato com Diego Tardelli, que chegou em 2019 ao clube do sul como a grande contratação para a temporada, mas que não rendeu nem perto do esperado na equipe gaúcha. Com o jogador livre no mercado, mais uma vez, a novela sobre o retorno do ídolo ao Atlético permeia sobre a cabeça de toda a torcida.

Diego Tardelli tem 34 anos e atuou com a camisa alvinegra em 2009, quando foi artilheiro do Campeonato Mineiro com 16 gols, do Campeonato Brasileiro com 19 gols e de toda a temporada brasileira com 39 gols. Além disso, o jogador atuou no futebol russo e do Catar de 2011 a 2013 e, após isso, em 2013, retornou ao Atlético e teve sua passagem mais vitoriosa no clube, conquistando um Campeonato Mineiro e uma Copa Libertadores no mesmo ano, e venceu a Copa do Brasil de 2014 em cima do maior rival, Cruzeiro.

E ainda, Diego Tardelli também teve convocações para a Seleção Brasileira durante os anos de 2009, 2010, 2013, 2014 e 2018.

O currículo do jogador e a história no Atlético falam por si só, mas, em pleno 2020, seria uma boa ideia trazer Diego Tardelli de volta ao Galo?

Decepção recente

Tardelli livre no mercado: seria uma boa para o Atlético?
Crédito da foto: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

A história de Diego Tardelli no Atlético é realmente muito bonita, mas nem tudo foram flores com o time alvinegro de Belo Horizonte. Em 2019, ao sinalizar interesse de retornar ao futebol brasileiro, após atuar por quatro anos no futebol chinês recebendo valores astronômicos de salário, o torcedor atleticano ficou muito entusiasmado com a volta do ídolo para o Galo.

Porém, o jogador se acertou com o Grêmio, pelo fato do time gaúcho ter oferecido um valor maior de salário e Tardelli ainda procurar “independência financeira”. Isso deixou o torcedor atleticano bastante irritado e magoado com Diego, pois já havia ficado tempo o suficiente no futebol chinês para ganhar valores altíssimos de salário durante anos. Insultos e denominações chamando o atleta de mercenário se tornaram comuns entre os atleticanos e uma mancha parecia ter aparecido na bela história envolvendo Tardelli e Galo.

Vale a pena perdoar Diego Tardelli?

Tardelli livre no mercado: seria uma boa para o Atlético?
Crédito da Foto: Bruno Cantini / Atlético

A questão sobre a torcida aceitar o jogador de volta ao clube é a mais repercutida entre conversas nas redes sociais, mas, afinal, não parece ser exatamente esse o ponto principal sobre o assunto.

Diego Tardelli está sem contrato e, teve mal desempenho no ano passado, portanto se desvalorizou no mercado. Além disso, a diretoria do Atlético já havia sinalizado ao menos dois reforços de peso para 2020 com suporte de investidores, mas, por enquanto, apenas um foi apresentado, o Allan do Liverpool.

As coisas parecem ir se encaixando. Tardelli precisando de uma reabilitação em seu final de carreira, e Atlético está sem um jogador de frente que seja matador. E ainda, a vinda de Roger Guedes parece cada vez mais distante pelo seu salário muito alto.

Com tudo isso, é evidente a necessidade de Atlético na vida de Tardelli e, também, o contrário. Entretanto, a realidade do Galo não permite que traga o jogador de volta e pague o mesmo valor que o Grêmio o pagava em 2019. Um salário que seja razoável para as duas partes é o mais correto, mas dando enfoque ao entendimento do jogador quanto a realidade do clube. É a hora de ver se Diego realmente ama o alvinegro de Minas ou se seu interesse em mercado é ainda maior.

Leia também: Livres no mercado: confira jogadores sem contrato que podem reforçar os times mineiros

Comentários do Facebook