Técnico demitido, invasão de campo e jogos com portões fechados: Cruzeiro parece cada vez mais próximo do rebaixamento

Por Davi Guimarães
0 comment

Com a derrota para o Coritiba no último sábado (11), o Cruzeiro se complicou na tabela e aumentou as chances de retornar à Série B do Campeonato Brasileiro. Além do péssimo momento dentro de campo, a demissão de Zé Ricardo e invasão da torcida, uma SAF completamente perdida na gestão do clube são fatores que podem deixar a equipe mineira cada vez mais próxima do descenso.

Ronaldo esteve na Vila Capanema em Curitiba. Foto: Mauro Horita/Staff Images
Em 10 jogos, Zé Ricardo venceu 3 partidas, empatou 2 e perdeu 5. Foto: Mauro Horita / Staff Images / Flickr

Sobre o Jogo

Precisando mais do que nunca da vitória, o Cruzeiro viajou à Curitiba pressionado. Com protestos na Toca da Raposa II, ameaças e intimidações aos jogadores no aeroporto, a equipe celeste só tinha uma missão na Vila Capanema: Vencer ou vencer.

Entretanto, em mais um péssimo jogo do sistema ofensivo, a equipe pecou muito nas conclusões das jogadas e parou duas vezes no travessão, e na jogada mais clara de perigo no jogo, Matheus Pereira, livre dentro da área, errou o cabeceio.

Aos 34 do segundo tempo, o Cruzeiro chegou a marcar com Bruno Rodrigues, levando o torcedor celeste à loucura. Porém, após análise do árbitro de vídeo, o juiz voltou atrás e anulou o gol.

No último minuto do tempo regulamentar, o coxa marcou com Robson, gol que selou a vitória alviverde e deu inicio à uma batalha campal no estádio. Fato que só prejudica as duas equipes.

Confira os melhores momentos da derrota do Cruzeiro em Curitiba.

Briga entre torcedores

Após o gol do Coritiba, torcedores do Cruzeiro que estavam localizados atrás do gol de Rafael Cabral, pularam o alambrado furaram o sistema de segurança e invadiram o gramado. Em questão de minutos, a torcida coxa branca também invadiu o campo e deram início à cenas lamentáveis que, com toda certeza, irão prejudicar e muito as duas equipes na competição.

Vale lembrar que Império Alviverde e Máfia Azul (torcidas organizadas envolvidas na briga) são rivais e, por esse motivo, a segurança foi reforçada durante toda a estadia celeste no Paraná. Entretanto, de nada adiantou, e a partida teve de ser paralisada por cerca de 30 minutos.

É muito provável que as duas equipes tenham que disputar o restante das partidas em casa com os portões fechados, o que pode impactar muito na briga do Cruzeiro contra o rebaixamento. Afinal, a equipe tem um confronto decisivo em casa contra um rival direto, o Vasco da Gama, e o apoio da torcida é fundamental nesses tipos de jogos.

Cruzeiro deve ser punido e não deve receber torcedores nas suas partidas em casa.

Técnico demitido e SAF completamente perdida

Na noite de domingo (12), o Cruzeiro informou o desligamento do técnico Zé Ricardo, do auxiliar Cléber dos Santos e do preparador físico Fábio Eiras. Agora, a SAF corre contra o tempo para buscar um novo nome antes do duelo de sábado (18), diante do Fortaleza na Arena Castelão.

Cruzeiro informou na noite de domingo (12) o desligamento do técnico Zé Ricardo

Os dois principais alvos da diretoria 5 estrelas são: Vanderlei Luxemburgo e Roger Machado. A diferença entre os dois nos aspectos táticos e técnicos só escancaram o despreparo da gestão de Ronaldo e Pedro Martins na montagem do elenco para a temporada 2023.

Vale lembrar também que ao assumir a gestão de futebol do Cruzeiro, Ronaldo desligou Vanderlei Luxemburgo – Técnico da equipe em 2021 e que salvou o Cruzeiro da queda para a Série C – alegando aspectos financeiros e principalmente, de metodologia de jogo.

A incoerência, somados ao despreparo de Pedro Martins, Paulo André e Ronaldo Nazário podem custar caro. Com o final da rodada 34, as chances de permanência do Cruzeiro estão na casa dos 69%, estando à frente somente de Bahia e Goiás, com 50% e 6% respectivamente.

Reta final do campeonato promete grandes emoções

Com a possível confirmação das partidas com portões fechados, o Cruzeiro vai enfrentar muitos desafios quando jogar em casa. O retrospecto que já não é bom, pode piorar e muito, visto que a equipe enfrenta um rival direto na luta contra o Z-4 , um candidato ao título e outro que luta por vaga na Libertadores. Confira a sequência de jogos do Cruzeiro como mandante:

22/11 – Cruzeiro x Vasco

30/11 – Cruzeiro x Athletico

06/12 – Cruzeiro x Palmeiras

Já como visitante, a situação também não é nada fácil. A equipe enfrenta Fortaleza, Goiás e Botafogo. Todas essas equipes praticam um futebol muito mais convincente do que a raposa. O cenário não parece nada animador e o Cruzeiro precisará juntar forças de onde não tem para evitar a segunda queda para a série B em sua história.

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS