O que você procura?

A importância da informática na terceira idade

Elis Bohrer 14 de setembro de 2021 às 15:25
Tempo de leitura
5 min
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

A população brasileira está envelhecendo rapidamente. Temos atualmente no país mais de 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Ainda de acordo com os dados fornecidos pelo Instituto, a população com mais de 60 anos já supera o número de crianças com até 9 anos de idade e a tendência é que esse número continue subindo, fazendo com que haja mudanças significativas no desenho da pirâmide etária brasileira.

Com o advento da internet e dos smartphones, que já fazem parte da vida de quase todos os brasileiros, pelo menos nos grandes centros urbanos, se faz urgente discutir a importância da informática na terceira idade e a inserção da população com mais de 60 anos no mundo online.

Mãe conectada

Fernanda Andrade, fisioterapeuta do Rio de Janeiro, conta que sua mãe de 70 anos sabe lidar bem com computadores, e-mails, aplicativos de mensagens, PIX, e-mails suspeitos de phishing, scanner e outras ferramentas tecnológicas. 

No entanto, o que mais a surpreendeu recentemente foi quando sua mãe compartilhou com ela, o documento do seu próprio carro pelo aplicativo “Carteira Digital de Trânsito”.

LEIA TAMBÉM:  Conheça a nova versão do WhatsApp Aero Atualizado e entenda por que ela é adorada pelos jovens

— Eu precisei usar o carro da minha mãe por alguns dias, e, de repente, recebi uma notificação no meu telefone. Quando eu fui ver, era uma mensagem perguntando se eu permitia receber um documento enviado pela minha mãe pelo aplicativo. Eu tinha o aplicativo, com a minha habilitação e o documento do meu carro nele, mas nem sabia que era possível compartilhar outros documentos. Conta com orgulho e espanto a fisioterapeuta carioca.

Golpe do novo número 

A história acima é uma exceção, e muitos idosos se sentem excluídos do mundo digital, e, por falta de conhecimento, são as vítimas preferenciais em diversos golpes digitais.

Recentemente um caso que ganhou destaque na mídia foi o da mãe da modelo Carol Trentini, que fez saques em sua conta corrente e até empréstimos, achando que estava ajudando a filha, mas na verdade era um golpe aplicado por um aplicativo de mensagens.

Como conectar pessoas com mais idade ao mundo digital de forma segura?

O primeiro e mais importante comportamento a se ter, é paciência. Nossos pais e avós nasceram em um mundo que nem existia computador, e-mail, smartphones, redes sociais, milhares de aplicativos, portanto é preciso ter calma e explicar detalhadamente como funciona cada coisa.

Vivemos em uma era de tanta informação, que até as pessoas mais jovens sofrem para absorver tanto conhecimento e isso tem afetado de forma significativa a memória de todos nós. 

LEIA TAMBÉM:  A pandemia e o avanço da tecnologia: saiba o que mudou

Tudo está na palma da mão: notícias, redes sociais, aplicativos de listas, aplicativos de mapas, aplicativos que te lembram de beber água, te lembram de fazer uma pausa no trabalho, ou seja, a nossa memória está sendo trocada por uma memória digital.

Então tenha paciência e explique detalhadamente como funciona cada item que seus pais e/ou avós tenham curiosidade e necessidade de usar, como:

  • Aplicativos de mensagens (WhatsApp, Telegram, Messenger…)
  • Redes sociais (Instagram, Facebook, YouTube)
  • Editores de texto (Word, Google Docs)
  • Diversos outros aplicativos que eles venham a conhecer e queiram usar
  • E-mails (como enviar, como anexar documentos, responder, cuidados ao abrir e-mails suspeitos)

Naturalmente eles não vão aprender tudo de uma vez e vão perguntar algumas vezes a mesma coisa. Tenha paciência, explique de novo e de novo. Peça que anotem as informações mais importantes para lembrarem depois.

Cursos de Informática para a terceira idade

Antes da pandemia, diversas universidades brasileiras ofereciam cursos gratuitos de informática básica aos idosos. 

Era uma oportunidade, além de aprender, de ter uma vida social, de interagir com outras pessoas e de criar novas amizades. 

No entanto, com todas as medidas de restrição de circulação de pessoas provocadas pela pandemia da Covid-19, sobretudo aos mais idosos, esses cursos tiveram que ser suspensos, mas ainda assim existem cursos de informática online, gratuitos e pagos, onde os idosos podem aprender ou aperfeiçoar seus conhecimentos.

LEIA TAMBÉM:  Mundo tecnológico: Onde a tecnologia wireless move a Internet das Coisas

A importância da informática na terceira idade – CONCLUSÃO

As pessoas da terceira idade, quando estão completamente lúcidas, não querem se sentir isoladas do mundo digital. Aliás, com eventuais distâncias físicas, é o mundo digital que aproxima o idoso da sua família e de amigos que também estejam presentes no mundo online.

Ensinar, ter paciência, incentivar que os seus pais ou avós façam um curso de informática online é abrir novos horizontes e perspectivas, e é dar a eles o direito e a alegria de fazerem parte desse “mundo novo” onde todos estão.

E quem sabe você não se surpreenda e conte com orgulho alguma história do seu pai ou da sua mãe, como a história da Fernanda que contamos no início desta matéria.

E você, tem pais e/ou avós conectados?

Conta pra gente nos comentários, alguma história inusitada que tenha acontecido com eles.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.