AtléticoBelo HorizonteBH e RegiãoCopa do BrasilCruzeiroEsporteFutebolMinas GeraisNotíciasPlantão PolicialPolícia MilitarViolência

Torcedores são presos na Savassi por briga após o clássico de ontem

Um torcedor ficou ferido após levar uma cadeirada

O clássico de ontem (17), entre Atlético e Cruzeiro, não teve os ânimos exaltados somente em campo. Torcedores de ambos os times se envolveram em uma briga generalizada na Savassi. Um torcedor ficou ferido e outros três foram presos. Apesar de ter vencido a partida por 2 a 0, o Galo não conseguiu se classificar e foi eliminado da competição.

Após o fim do jogo, os torcedores se concentraram na Savassi, quando duas brigas começaram. Segundo depoimentos de quem estava no local, houve uma terceira briga e a situação saiu do controle, se tornando generalizada.

A Polícia Militar precisou ser acionada e conseguiu por fim na confusão. Porém, o torcedor Rafael Corte ficou ferido, após ter levado uma cadeirada. Os indivíduos presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes e para a Companhia de Polícia Militar no centro de Belo Horizonte.

  Lojas do BH Shopping oferecem 18 vagas de trabalho

Brigas no Horto

Do mesmo modo, aconteceram brigas no bairro Horto, perto do Independência. A confusão teria começado depois que o ônibus do Cruzeiro passou pelo local e torcedores arremessaram objetos no veículo. A Polícia Militar teve que conter a briga e atingiu um homem com bala de borracha, na perna.

Segundo os próprios militares, o homem teria pedido ajuda aos policiais que se recusaram. O torcedor precisou procurar ajuda médica por conta própria e registrou um boletim de ocorrência após o fato.

Morte no estádio 

Torcedores são presos na Savassi por briga após o clássico de ontem (17)
Luciano Oliveira de Palhares, de 34 anos – Crédito da imagem: Reprodução/TV Globo

O torcedor Luciano Oliveira de Palhares, de 34 anos, estava no Independência com o filho de 5 anos, quando teve um mal súbito. Ele foi socorrido e reanimado ainda no estádio, depois foi encaminhado ao Hospital João XXIII, mas não resistiu e veio a óbito.

Fechar