O que você procura?

Turista “previu” acidente em Capitólio a 10 anos atrás

No total, oito vítimas da tragédia já foram identificadas.
Rômulo Soares 10 de janeiro de 2022 às 16:02
Tempo de leitura
4 min
Foto: CBMMG
Foto: CBMMG

Em 13 de março de 2012, o médico Flávio Freitas publicou em sua conta no Facebook uma foto de um dos cânions do Lago de Furnas, em Capitólio, com uma rachadura. Como legenda, ele escreveu: “Essa pedra vai cair”.

Dez anos depois, a postagem viralizou por conta do desabamento do mesmo paredão registrado na rede social. Veja a publicação feita por Flávio Freitas em 2012:


Turista "previu" acidente em Capitólio há 10 anos atrás
Foto: Facebook / Flávio Freitas

Em entrevista ao jornal O Globo, Flávio Freitas disse que tirou a foto enquanto fazia um passeio de barco pelo local e a fratura da rocha chamou sua atenção. Apesar de não ser geólogo, para ele, o risco era “gritante”.

“Em uma dessas viagens, passei por esse local onde houve o acidente, um dos mais visitados ali em Capitólio, e aquela fenda me chamou atenção, porque realmente ela é extensa, larga. Visualmente, ela apresentava um aspecto perigoso. Fiz a foto na ocasião e escrevi: ‘Essa pedra vai cair’. E passou”, disse o médico de 52 anos.

Flávio também contou que, reconheceu o local no momento em que recebeu o vídeo do acidente. “Voltei nos meus álbuns do Facebook e achei a foto, que postei de novo e gerou toda essa explosão midiática. Não foi previsão, não foi nada. Foi uma constatação”, complementou ao jornal O Globo.

Além disso, a Defesa Civil de Minas Gerais foi avisada de um possível colapso das rochas ainda em 2019, por uma engenheira mineira, Carolina Takano, de 30 anos, que passou o réveillon daquele ano em Capitólio e fez um passeio de lancha pelo lago de Furnas, quando, em um determinado momento, viu um paredão cheio de blocos soltos. À época, o órgão disse que a demanda seria repassada à equipe técnica. O relato foi feito ao jornal O Tempo.

A Polícia Civil identificou na madrugada de segunda-feira, 10 de janeiro, outras três vítimas do acidente que deixou dez mortos em Capitólio. Os identificados foram Geovany Teixeira da Silva, de 37 anos; Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14 anos e Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35 anos.

Portanto, a lista atualizada das vítimas já identificadas na tragédia de Capitólio é:

  • Julio Borges Antunes, 68 anos, natural de Alpinópolis (MG);
  • Maycon Douglas de Osti, 24 anos, nascido em Campinas (SP);
  • Camila da Silva Machado, 18 anos, nascida em Paulínia (SP);
  • Sebastião Teixeira da Silva, 64 anos, natural de Anhumas (SP);
  • Marlene Augusta Teixeira da Silva, 57 anos, natural de Itaú de Minas;
  • Geovany Teixeira da Silva, 37 anos, natural de Itaú de Minas;
  • Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14 anos, natural de Alfenas (MG);
  • Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35 anos, nascido em Passos (MG).

Investigação

Ainda não se sabe o que provocou o acidente. Além da Polícia Civil, a Marinha informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas do deslizamento de pedras no Lago de Furnas.

O prefeito de Capitólio, Cristiano Geraldo da Silva (Progressista), disse que um acidente como este é algo inédito e, por isso, não há um estudo ou análise geológica sobre os paredões. No domingo, o chefe do poder Executivo municipal já tinha anunciado o fechamento do turismo aquático na cidade. Segundo ele, estão fechadas as entradas dos cânions e também do local conhecido como Cascatinha.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, 32 pessoas foram atendidas por causa do acidente, a maioria com ferimentos leves.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 10 de janeiro de 2022 às 16:04