“Uma das maiores decepções de toda a minha carreira”, desabafa Dilsinho após ter gravação de DVD cancelada em Ouro Preto

por Rodolpho Bohrer

O cantor Dilsinho desabafou após vir à tona todo o imbróglio envolvendo o evento de gravação do DVD do músico que ocorreria na Praça Tiradentes, em Ouro Preto, neste domingo, 10, mas que foi embargado pela Justiça após uma Ação Civil ser ajuizada pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério Público de Minas Gerais. Na decisão, o juiz cita a falta de autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e os riscos que um evento desse porte poderia representar para o patrimônio histórico da cidade.

Ouro Preto: "Uma da maiores decepções de toda a minha carreira", desabafa Dilsinho após ter gravação de DVD cancelada
Foto: reprodução

A decisão judicial pegou muitas pessoas de surpresa, já que a estrutura do show já estava sendo montada. No Instagram, Dilsinho informou que a montagem da estrutura na Praça Tiradentes só foi iniciada após autorização da prefeitura de Ouro Preto e que ficou sabendo da suspensão do evento pelo noticiário, já que não recebeu nenhuma intimação formal. O cantor ainda escreveu que essa foi uma das maiores decepções de toda a sua carreira.

+ Prefeitura de Ouro Preto passa vergonha nacional ao tentar fazer “na marra” evento na Praça Tiradentes e colocar patrimônio histórico em risco

Confira a íntegra do desabafo de Dilsinho:

Vamos lá,

Entre o dia 08 e 09 de julho estive em Ouro Preto para comemorar o aniversário de 312 anos da cidade, shows esses que acontecem corriqueiramente por todo o nosso país, shows em momentos especiais e nós fazemos vários. No dia desse show tivemos uma noite muito marcante, havia sentido uma energia muito boa, e do palco brinquei com o público de que senti uma vontade de “registrar um próximo encontro que tivéssemos”. As pessoas estavam felizes, cataram [cantaram] todo o repertório e imaginei que poderíamos voltar a qualquer momento.

Passada a semana do show, comecei a receber mensagens dos fãs para voltar a Ouro Preto pra gravar um audiovisual ou alguma coisa aqui, recebi mais mensagens com essa “cobrança” boa do público do que geralmente recebo, então pensei, “realmente que noite aquela”, quando vamos voltar a Ouro Preto?!

Pedi a minha equipe para que entrasse em contato aos órgãos responsáveis pela realização do evento que fizemos e perguntasse quando haveria uma outra possibilidade de nos encontrarmos para que eu de alguma forma registrasse esse encontro.

Prontamente a Prefeitura de Ouro Preto citou a semana da Independência, onde ocorreriam diversas apresentações e é uma semana muito importante para as pessoas de Ouro Preto, Minas Gerais e na história do Brasil.

Eles sugeriram algumas datas e entre elas o dia 10 de setembro. Demonstraram total interesse pra que voltássemos e eu logo pensei, meu Deus, é corrido menos de 2 meses para montar e oficializar tudo, mas seria um grande desafio.

Desde então a minha equipe passou a vir pra Ouro Preto toda semana, começamos a mobilizar diversos profissionais da área. empresas, envolver centenas de pessoas pensando se seria uma possibilidade real que gravássemos um projeto em Ouro Preto.

Quem me acompanha sabe que eu sou movido a esses desafios e estávamos no período de show do projeto DIFERENTÃO.

Os dias foram passando, fomos nos organizando e fidelizando com os parceiros locais e de fora, minha equipe veio mais vezes a Ouro Preto conversar com as pessoas daqui da cidade, comerciantes, cidadãos de Ouro Preto, Polícia Militar, bombeiro, toda a cidade e tivermos uma abertura e recepção muito calorosa.

Dito isso, resolvemos seguir e encarar esse desafio, consegui encontrar um conceito que fizesse sentido entre a minha história e a história e público de Ouro Preto, idealizamos todo um projeto visual pra que a cidade fosse exaltada e anunciamos um vídeo no dia 22 de agosto comunicando a realização do DIFERENTÃO 2 em Ouro Preto.

Esse ano estou completando 10 anos de carreira, carreira essa embasada na responsabilidade, com muito trabalho e grandes conquistas, construímos um alicerce e uma experiência não só em gestão artística, publicidade, marketing mas como na realização de eventos e shows.

Toda a parte burocrática, documentação, aval dos órgãos envolvidos, autorizações fora dadas pela Prefeitura. Não fizemos NADA ilegalmente, tivemos os melhores profissionais da área para a realização do projeto, cumprimos com todas as normas legais de um evento, da cidade e até as “novas” que nos foram solicitadas. Nós só iniciamos as montagens com autorização da Prefeitura.

O projeto começou a tomar uma proporção muito grande, graças a Deus, graças a vocês e sentíamos que seria um marco para todos. Um dos maiores acontecimentos da cidade na atualidade, conseguimos levar o nome do turismo de Ouro Preto a novas pessoas, conseguimos movimentar ainda mais a economia turística da cidade, todos os hotéis foram reservados, os meus fãs de todo o Brasil vieram e estavam vindo pra cá, estávamos esperando um recorde de público na gravação.

Desde o início o meu intuito foi de retribuir o carinho que recebi do povo de Ouro Preto, dos meus fãs e quero deixar claro que esse show não tem cunho político algum, não tenho interesse em beneficiar A ou B, muito menos lucrar financeiramente com a gravação, nem prejudicar a história e os cidadãos de Ouro Preto.

Depois de tudo aprovado, decidido e acordado, não medi esforços pra que acontecesse o maior show que Ouro Preto já viu. Focamos em entregar uma experiência única, diversas pessoas trabalhando durante esse tempo de sol a sol sem parar, fiquei longe da minha família, não tivemos um dia se quer [sequer] de descanso entre ensaios, shows, compromissos e pra quem acha que é fácil, não é.

Fomos surpreendidos com a suspensão da gravação pelas notícias. Em nenhum momento fui intimado oficialmente.

Tentamos até o último momento, confesso a vocês que essa é uma da maiores decepções de toda a minha carreira.

Escolhi uma cidade que não é a capital, justamente por ter sido acolhido, justamente pra quebrar essas barreiras que existem entre as cidades grandes e os interiores, fiz tudo, tudo, com a melhores intenções desse mundo e mesmo assim tenho que vir aqui dizer aos meus fãs e a cada um de vocês que se planejaram durante esse tempo, que saíram de longe, que enfrentaram dificuldades pra chegar, que estão aqui, que infelizmente eu não consegui.

Éramos para estar aqui falando do quanto esse dia seria especial, de quantas vidas seriam impactadas, quantos empregos estaríamos gerando, quanto público e dinheiro estaríamos trazendo pra cidade e eternizar o nome de Ouro Preto na minha história, levar o nome de Ouro Preto pra todo lugar e não vai ser assim que vai acontecer.

Infelizmente, não vai ser hoje, mas não por mim!

Peço desculpas a todos e espero que algum dia as pessoas que causaram esse transtorno entendam o mal que elas fizeram!

ARTIGOS RELACIONADOS