Barão de CocaisMineraçãoVale

Vale afirma: Talude pode cair mas não deve atingir barragem em Barão de Cocais

A movimentação da estrutura na mina Gongo Soco já ultrapassa 23 cm, mais de 15 cm a mais que na semana passada

Marcelo Barros, Diretor de Operações da Vale, divulgou um vídeo nas redes sociais oficiais da empresa fazendo um panorama sobre as informações referentes à barragem da Mina do Gongo Soco, em Barão de Cocais. No vídeo, Marcelo afirma que há possibilidade que o Talude da mina deslize para a cava da mina, não atingindo assim, a barragem de rejeitos.

Segundo informações da Agência Nacional de Mineração (ANM), o maior deslocamento registrado ocorreu nesta terça (28). A movimentação foi de 23,9 cm. Na última segunda-feira (27), a movimentação do talude era de 21,8 cm.

Entretanto, mesmo com o talude, provavelmente, não atingindo a barragem, o nível de risco de rompimento da estrutura, nomeada Sul Superior, continua no 3. De acordo com a Vale, o risco de nível 3 indica rompimento iminente.

Ainda de acordo com a nota da empresa mineradora, as obras no Talude foram suspensas, pelo risco aos trabalhadores. Já as obras de contenção, para caso a barragem se rompa, continuam. Veja o vídeo do Diretor de Operações da Vale:

Obras e prevenções pela Vale

Em nota, a mineradora afirmou que está fazendo obras de contenção caso a barragem venha a se romper. Veja um trecho da nota:

 “A maior das obras é a construção de uma espécie de bacia que, no caso extremo de rompimento da barragem, ajudaria a reter parte dos rejeitos de minério. Além disso, estão sendo colocadas telas e blocos de granito para diminuir a velocidade do rejeito”

De acordo com a vale, os moradores das áreas de Autossalvamento já foram todos realocados. Mais de 3 mil animais também foram evadidos dos locais de risco. Ainda segundo a empresa, diversas peças de Arte Sacra,que estavam em zonas de risco, foram realocadas.

A vida em Barão

Moradores de Barão de Cocais ficaram apreensivos com as notícias que a barragem da cidade poderia se romper. De acordo com uma das moradoras “Estamos vivendo em um clima de morte”. O prefeito da cidade Décio Geraldo dos Santos (PV), chegou a ajoelhar em uma sessão da câmara dos vereadores. Décio pediu ajuda para a cidade de Barão de Cocais: “seu povo está precisando de ajuda, o povo de Barão está morrendo das várias formas possíveis.”

Movimentação do talude

O Talude da mina de Gongo Soco em Barão de Cocais vem movimentando cada vez mais. Antes a estrutura se movia de 3 a 4 cm por dia, depois, na última quinta-feira (23), a movimentação subiu para 5 a 10 cm diários. Agora, o talude já se movimenta mais de 20cm por dia.

Facebook Comments

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios