DestaqueEsporteMariana

Veja como foi a final do Iron Biker Brasil 2019

Este domingo (15) foi o quarto e último dia do Iron Biker Brasil 2019, competição de Mountain Bike que contou com mais de dois mil inscritos de diversas categorias. O evento ocorreu no município de Mariana e agitou o fim de semana na cidade.

A largada da final da competição foi dada na manhã deste domingo, e competiram os grupos A (percurso completo) e B (percurso reduzido). Os atletas começaram a chegar ao som de uma banda marcial, por volta de 12:30h. O evento recebeu atletas de 23 estados brasileiros em 30 categorias, entre profissionais e amadores.

O realizador da competição, Lucas Fonda, conta que o evento deixou um saldo muito positivo. “Entregamos mais um bom evento, a 27° edição do Iron Biker. Muito feliz de estar aqui em Mariana mais uma vez, deu tudo certo, nenhum competidor se feriu gravemente e o clima ajudou. A preocupação que tínhamos era com o calor, mas os dois dias de competição foram nublados, tudo correu maravilhosamente bem”, conta. Lucas ainda observa que o Iron Biker está se tornando cada vez mais um evento família, pois há opções de lazer para todos. Deste modo, o esporte une a toda a família de uma maneira saudável.

Campeões

Os vencedores elite – Crédito da foto: Maic Costa/Mais Minas

O grande vencedor da categoria Elite Masculina foi o suíço Lukas Kaufmann e a campeã da Elite Feminina foi a atleta Letícia Cândido. A diferença do tempo de chegada entre eles foi entre 3 e 8 segundos. Eles suaram a camisa, enfrentaram muito calor e poeira no desafio deste ano. Depois de liderarem a etapa de sábado, neste domingo também fizeram bonito e repetiram a boa vitória do dia anterior. Os dois ciclistas agora carregam o título de tricampeões da prova. Além disso, foram premiados veteranos, marianenses e o rei e rainha da Montanha Ingá.

Kaufmann comentou a prova e elogiou os adversários. “Por ser um percurso mais curto deste domingo, o ritmo também foi mais forte. O nível técnico da competição foi o grande desafio deste ano novamente. Enfim, consegui um bom desempenho, apesar do calor. Foi um prazer poder disputar novamente o Iron. É uma honra poder ganhar”, disse.

Letícia Cândido chegou ao Iron Biker com o desafio de se tornar tricampeã da prova. E a mineira de Ouro Branco conseguiu. Ela liderou os dois dias de maratona e cravou o ótimo resultado na competição. “Estou feliz demais, era meu objetivo do ano, depois da lesão que sofri. Treinei muito forte e gostaria de repetir o resultado no ano que vem. Sei que será ainda mais difícil, virão competidores mais fortes. Ser tricampeã me deixa contentíssima”.

Top 5 Elite

Elite Masculino
1º Lukas Kaufmann (Belo Horizonte – MG) – 5h07min
2º Halysson Ferreira (Patrocínio – MG)- 5h10min
3º Nicolas Machado (Patrocínio – MG) – 5h20min
4º – Daniel Zoia (Viçosa – MG) – 5h22min
5º – Diogo Castro (Manhuaçu – MG) – 5h24mun

Elite Feminino
1º Letícia Cândido (Ouro Branco – MG) – 6h21min
2º Paula Gallan (Ituaçú – BA) – 6h33min
3º Ana Luísa Panini (Indaial – SC) – 7h05min
4º Sheila Gomes (Curitiba – PR) – 7h23min
5º Maria Tavares (Lauro de Freitas – BA) – 7h29min

Mulheres no Iron Biker

Muitas mulheres participaram da competição, e uma delas foi a Hegena Costa, que representou com orgulho a categoria feminina. Para ela, estar no Iron Biker é uma superação enorme: “a gente começa devagar e vai melhorando a cada dia, pra mim é uma alegria terminar uma prova como essa. Quando você vê que termina bem, não tem palavras”. A competidora ainda afirma que o Iron Biker foi super bem organizado, vai deixar saudade e que no ano que vem estará novamente na competição.

Letícia Cândido, atleta que venceu a categoria Elite destacou a maior participação feminina no Iron Biker e no mountain bike brasileiro. “Ver essa participação crescendo é muito importante e benéfico para o esporte como um todo. E pude ver isso no Iron Biker. Diversas mulheres, de diversos cantos do Brasil, disse”.

Já para Carla Ribeiro, foi uma prova muito linda. “A sensação que eu tenho é de superação, eu e minha parceira viemos de quase mil quilômetros de distância, viemos pra Minas Gerais para fazer bonito, pegamos o terceiro lugar da dupla feminina, conta.

Incentivo a criançada

Veja como foi a final do Iron Biker Brasil 2019
As crianças também puderam se divertir – Crédito da foto: Kinderlly Brandão/Mais Minas

Para a diversão das crianças, foi instalado na praça Minas Gerais, local dos shows e da largada, um pequeno circuito para que elas participem do evento. A instalação feita de madeira atraiu os pequenos durante toda a competição. Além disso, algumas crianças e jovens competiram ativamente no percurso, como o Pedro, que tem 12 anos e disputou a prova junto com seu pai.

O menino conta que é a primeira vez que participa da prova e que se cansou bastante, mas pretende competir mais vezes. Já o pai do garoto, Luiz Henrique Juliani diz que é inexplicável a sensação de participar. Segundo ele, houve muita preparação juntamente com o filho.

Premiação do Iron Biker

Veja como foi a final do Iron Biker Brasil 2019
Vencedores do Iron Biker Brasil – Crédito da foto: Maic Costa/Mais Minas

A premiação do evento ocorreu a partir das 15h, na praça Minas Gerais. Foram premiados com medalhas os atletas que completaram os dois dias de maratona e com troféus os cinco primeiros colocados de cada uma das 24 categorias individuais e os cinco primeiros colocados nas 9 categorias de duplas.

O prêmio em dinheiro chega ao total de R$19.600, para as 2 categorias Elite (Masculino/Feminina), sendo que os primeiros lugares receberão a quantia de R$3.800.

Toninho Fernandes e Sandra Nehmy receberão troféus itinerantes em homenagem aos melhores atletas brasileiros nas categorias Elite masculina e feminina que passam a registrar seus nomes nos 24 anos de história do Iron Biker Brasil. Também haverão premiações para os cinco melhores atletas de Mariana (masculino e feminino).

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar