06 livros da nossa literatura que você precisa conhecer

por João Paulo Silva

Tudo o que é brasileiro não presta!

É difícil encontrar alguém que nunca tenha escutado comentários como os da frase acima. Há uma espécie de preconceito com tudo o que é produzido dentro do nosso país. Existe uma parcela de pessoas deste país verde e amarelo que insistem em afirmar que tudo o que vem de fora é melhor do que tudo o que é produzido aqui dentro. Infelizmente, isso acontece muito com a nossa música, com o nosso cinema e, principalmente, com a nossa literatura.

A propósito, vamos falar sobre a nossa literatura?

A literatura brasileira é riquíssima e nasceu com os primeiros escritos oriundos dos viajantes portugueses que chegaram ao nosso país, por volta de 1500. De lá para cá, ela sobreviveu à memória de um povo desmemoriado, a governos desinteressados, à ditadura, censuras, perseguições, etc.

Ainda assim, grandes escritores, cada um com suas características e no seu tempo, fizeram de sua paixão pelas letras combustível para manter viva a nossa desvalorizada literatura e eles continuam se esforçando para garantir a sobrevivência da arte literária.

Para os que acham que literatura estrangeira tem mais qualidade que a nossa, te apresento seis livros nacionais de autores contemporâneos que poderão mudar sua opinião:

1 – Bile Negra, Alexandre Loch

Bile Negra é o primeiro livro do escritor, psiquiatra e psicanalista paulistano Alexandre Loch e traz a luta de um indivíduo contra os vazios da existência, uma guerra travada por todo ser humano. É uma obra que trata principalmente da angústia. Loch apresenta a Teoria dos Quatro Humores mediante o protagonista e outros personagens que cruzam a trajetória de Iago. Neste livro, o leitor não encontrará um estudo de caso; Bile Negra é literatura.

2 – Estamos Aqui, Jéssica Paula

Com relatos da viagem à Etiópia, Sudão, Sudão do Sul e Uganda, a escritora e jornalista goiana Jéssica Paula nos convida a conhecer a história das pessoas que encontrou durante sua viagem ao Leste Africano e os desafios nos campos de refugiados. Ela chegou a ser expulsa de um estado em conflito, onde a presença de estrangeiros é proibida. No fim da viagem, Jéssica contraiu malária, mas vou em segurança.

“Eu sei porque você tá aqui. Você está aqui por causa da gente. Então, quando você voltar para o seu mundo, por favor, conte para eles que nós estamos aqui.” Frase dita por um dos muitos refugiados da guerra civil do Sudão.

3 – Götterdämmerung – os deuses não são eternos, de Grimaulde Gomes

A sinopse do livro questiona ao leitor: O que tem em comum o Titanic, a Virgem de Fátima os comunistas e os judeus? A resposta está no livro! Aliás, um livro que conta a história que a história não conta. Oto Friedmann, médico, ex-oficial da Gestapo e amigo de Hitler, relata a sua trágica trajetória dentro da Alemanha Nazista, passo a passo, em memórias direcionadas a sua filha Cláudia, exilada no Brasil. Götterdämmerung, os deuses não são eternos, é um livro do escritor mineiro Grimaulde Gomes.

4 – Pedras Negras, Cesar Luis

Em Pedras Negras, primeiro romance de Cesar Luis, registros antigos e velhas lendas – como a que trata de Atlântida e o seu misterioso sumiço – apresentam-se num intrigante entrelaçamento. Fernando Eastman, Rico e Lia tentam desenrolar uma emocionante trama andina. Manipulação de informações, política internacional, religião, astronomia, vida inteligente em outros planetas, sociedades secretas, projetos secretos de exploração espacial são os principais temas que movimentam a história.

5 – O Vitral – Guardiões da última profecia, de Fernando Valverde

Nas catedrais da Idade Média, o texto, a ação, a trilha sonora e o cenário dividiam estes dois objetivos: transmitir o poder de Deus e receber, em troca, o respeito, o temor e a obediência dos fiéis. Como parte do cenário, os vitrais apresentavam as narrativas bíblicas e, de quebra, a luz divina que rasgava impiedosamente as trevas. Desde então, os homens perderam a inocência. Os vitrais agora são sofisticados e nos alcançam para muito além das catedrais. Suas promessas nos chegam pela TV e internet.

6 – Poesia para encher a laje, de Renan

O livro trata de temas do cotidiano com reflexões sobre a realidade e uma forte carga de sentimentos. Cada poesia é um “murro” na cara. O livro traz produções escritas pelo poeta, rapper e geógrafo Renan Inquérito desde o ano de 2012 e tratam de assuntos atuais, sociais, cotidianos. Uma mistura de sentimentos que estampam a realidade na cara do leitor.

Eu tive a oportunidade de ler todos esses livros. Leia você também! Eles estão disponíveis nas melhores livrarias virtuais e você ainda conta com a facilidade de utilizar o CupomValido.com.br para conseguir cupons de descontos na compra deles em livrarias como Amazon, Cultura e Saraiva.

Utilizar os cupons é simples e fácil, basta escolher uma das livrarias parceiras e, na lista de cupons da loja, clicar em um dos cupons listados. O site possibilita cupons de dois tipos: cupons com código ou cupons através de link (sem código).

O CupomValido.com.br é totalmente seguro, pois ele apenas divulga as promoções e cupons, mas você finaliza a compra diretamente no site da loja escolhida. Todos os cupons são gratuitos e você não precisa se cadastrar para utilizá-los.

Leia também: Anjo Mau: ele pode estar ao seu lado

ARTIGOS RELACIONADOS

Logo Preta

Destaques

PARCEIROS