3 Nomes que podem pintar como técnico do Cruzeiro em 2024

Por Davi Guimarães
0 comment

Com a certeza de que o Cruzeiro não corre mais nenhum risco de queda para a Série B, a tranquilidade parece ter voltado a tomar conta da Toca da Raposa. A partida contra o Palmeiras marca o último jogo do comando técnico interino de Paulo Autori e Fernando Seabra. Autori, ao que tudo indica, deve deixar o Cruzeiro, enquanto Seabra deve retornar o seu foco à categoria Sub-20.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Por esse motivo, a SAF de Ronaldo Fenômeno já pode começar a trabalhar em busca de novos nomes para comandar a equipe celeste na temporada 2024. Mas qual o treinador ideal para a Raposa?

No momento, são ventilados 3 possíveis nomes para o comando técnico da equipe: Gabriel Milito, Fernando Gago e Thiago Carpini. O Mais Minas separou este artigo para contar um pouco do estilo de cada técnico e como eles se encaixariam dentro do perfil da equipe, confira:

Gabriel Milito

Aos 43 anos, Gabriel Milito está sem clube desde que deixou o Argentinos Juniors, em agosto de 2023. Após fazer sucesso em sua carreira como atleta profissional, Milito busca repetir a dose na área técnica, apostando em um estilo de jogo que muito agrada a gestão do Cruzeiro, com muita troca de passe, triangulações e mudança de posição dos atletas em momentos distintos da partida.

Milito segue a linha do Jogo de Posição criado por Rinus Michels, no carrossel holandês, e que no futuro foi aprimorado por Johan Cruyff e Pep Guardiola. Vale lembrar que por muito tempo, Gabriel Milito foi atleta de Guardiola no Barcelona. Apesar disso, o técnico sempre rechaçou a ideia de ser um “discípulo” de Pep.

não me considero um discípulo dele como muita gente diz, mas tive o privilégio de ser treinado por ele e ter aprendido bastante. tenho muitos conceitos dele, mas também de cada um que me treinou ao longo da carreira

Gabriel Milito após assumir o Estudiantes, primeirocluve da carreira de treinador, em 2015
Confira uma jogada do Argentino Jrs que simboliza muito bem o estilo de jogo de Gabriel Milito

Fernando Gago

Outro nome que vem ganhando destaque na Toca é o de Fernando Gago. Com um enorme sucesso como jogador, Gago conseguiu realizar um ótimo trabalho como treinador comandando o Racing. Com um estilo de jogo muito propositivo, Gago costuma dar liberdade aos seus jogadores e com um estilo muito parecido com Milito, construindo o jogo desde o campo defensivo, com boas trocas de passe e a constante presença dos volantes para inverter o jogo e se aproximar como opção mais viável de passe em diversos setores do campo.

Desde a sua saída do Racing, Gago não assumiu nenhuma equipe. Recentemente, o treinador foi sondado pelo Boca Juniors.

O Footure, canal especialista em análise tática, decupou diversas partidas do Racing de Fernando Gago para entender como é a metodologia do argentino.

Thiago Carpini

Mais um adepto do Jogo de Posição e que se tornou um dos grandes fenômenos de 2023, Carpini tem um estilo de jogo muito semelhante aos argentinos, mas recentemente vem sendo apelidado como “O novo Fernando Diniz”. Após o sucesso com o Água Santa no Campeonato Paulista, Carpini aceitou a proposta para comandar o Juventude na Série B e foi responsável por uma linda arrancada do Jaconero, tirando a equipe da parte de baixo da tabela, até conquistar o tão sonhado acesso à Série A.

Vale lembrar que, após a saída de Pepa, Carpini foi sondado pelo Cruzeiro mas preferiu dar continuidade ao trabalho com o Juventude.

Retrospecto de Thiago Carpini sob comando do Juventude
Confria a análise tática de Thiago Carpini no Juventude
Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS