A muleta que inutilizou as pernas!

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Vale é obrigada a retirar animais de área de barragem em Ouro Preto

Após elevação do nível 2 de emergência na mina Doutor, em Ouro Preto, ocorrida na última quarta-feira, 1º de...

Cadastro para receber auxílio emergencial de R$ 600 começará na terça-feira (7)

O Governo Federal lança na próxima terça-feira (07.04) um aplicativo para os trabalhadores sem cadastro nos programas sociais inserirem...

Como higienizar compras feitas por delivery durante a quarentena

Os brasileiros que já estavam se adaptando aos aplicativos que oferecem o serviço de delivery de comida pronta, como...

Praça da Liberdade e Parque JK são interditados pela Prefeitura de Belo Horizonte para evitar aglomerações

A partir do próximo sábado (4), a Praça da Liberdade, no bairro Funcionários, e o Parque JK, no bairro...

Lateral-direito Patric anuncia sua saída do Atlético para o Sport

O lateral-direito Patric, até então jogador do Atlético, foi anunciado como novo reforço do Sport Recife. O anúncio foi...

O Var, como o próprio nome já diz, veio para ser um auxílio ao árbitro, que quase sempre carrega o fardo da culpa por menor que seja o erro cometido, em lances as vezes até quase imperceptíveis.

O VAR deveria ser aquele auxílio que impediria, nos casos em que as pernas (árbitro) se embaralhassem, ou tropeçassem, de cair ou mesmo caso chegassem a cair o auxiliar a se levantar.

Mas o Var acabou virando uma muleta utilizada todo o tempo, e acabou inutilizando as pernas. As pernas já não andam sem se escorar na muleta. As muletas não deixam cair, mas não permitem que você ande com naturalidade e te tornam muito mais lento.

Em alguns casos, e não tem sido poucos, principalmente aqui no querido brasileirão nosso de cada dia, o Var deixou de ser muletas e virou cadeira de rodas. O árbitro não toma mais nenhuma decisão por si só, nem mesmo as mais simples, seguindo a linha de raciocínio que venho desenvolvendo: o árbitro já não anda mais  com as própria pernas.

Se é pra ser assim não precisamos mais de um árbitro profissional dentro de campo (embora infelizmente nossa arbitragem não seja profissionalizada), coloca você ou eu ou qualquer um outro dentro de campo e o VAR vai nos conduzindo.

O Var é uma ferramenta muito boa, e já provou por várias vezes ser necessário, mas precisa ser bem melhor utilizado.

Var utilize com moderação! Seria um bom slogan.

 

- Advertisement -