Ultimate magazine theme for WordPress.

Após acerto com o Grêmio, Thiago Neves sai como ídolo ou vilão do Cruzeiro?

Crédito da foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro

O jogador mais comentado do elenco do Cruzeiro no ano trágico de 2019, Thiago Neves, de 35 anos, acertou com o Grêmio de Porto Alegre, onde será treinado, mais uma vez, por Renato Gaúcho. O tricolor anunciou na manhã desta segunda-feira (27) a contratação do meia para atuar no clube gremista no ano de 2020.

Um dia antes do anúncio, foi exibida uma entrevista que Thiago Neves concedeu á Casagrande no Esporte Espetacular, em que as questões polêmicas do jogador foram tratadas e respondidas pelo jogador. Segundo o atleta, ele errou, mas não é o único culpado pelo rebaixamento inédio do Cruzeiro.

Toda essa movimentação envolvendo o antigo jogador do Cruzeiro faz com que os cruzeirenses enxerguem Thiago Neves como uma mancha ou um ídolo do clube?

Glórias

Após acerto com o Grêmio, Thiago Neves sai como ídolo ou vilão?
Crédito da foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

No dia 5 de janeiro de 2017, Thiago Neves acertou sua ida ao Cruzeiro e recebeu a camisa 30, assinando por três temporadas. Seu começo não poderia ser melhor, marcando seu primeiro gol com a camisa celeste no dia 1 de abril, em uma vitória por 2 a 1 em cima do maior rival Atlético, no Mineirão.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2017, Thiago Neves marcou seis gols, incluindo mais um contra o Atlético, além de duas assistências. Foi o melhor turno do jogador em uma edição da competição.

Além disso, ainda em 2017, Thiago Neves foi um dos principais nomes da incrível campanha celeste na conquista da Copa do Brasil de 2017, marcando o gol que classificou o Cruzeiro para a final, por coincidência ou não, contra o Grêmio, e marcando, também, o gol do título na disputa de pênaltis contra o Flamengo.

Em 2018 parecia que a relação entre Cruzeiro e Thiago Neves só aumentava. Vestindo a camisa 10, o jogador voltou a marcar contra o rival Atlético e foi bi-campeão invicto do Campeonato Mineiro. E ainda, foi decisivo nas quartas de final da Copa do Brasil, na qual a Raposa também foi bi-campeã.

Do céu ao inferno

Após acerto com o Grêmio, Thiago Neves sai como ídolo ou vilão?
Crédito da foto: Bruno Haddad / Cruzeiro

O que parecia ser uma relação de paixão e carinho entre o Cruzeiro e Thiago Neves, em 2019, se tornou um grande pesadelo. O jogador, que já era considerado ídolo da torcida, acabou se tornando o principal vilão do pior momento da história do clube celeste.

Com diversos problemas extra-campo, troca de treinadores, salários atrasados e complicações judiciais, o Cruzeiro foi caindo de produção drasticamente, levando-o para a briga contra o rebaixamento durante todo o Campeonato Brasileiro.

Por isso, o momento do torcedor cruzeirense era agarrar-se no que podia. Se agarraram na fé e na confiança nos jogadores que tinham escrito histórias tão bonitas vestindo a camisa azul. Então, Thiago Neves, o “camisa 10”, ídolo, era um dos atletas que, com certeza, davam esperanças de uma reação.

Entretanto, Thiago Neves, que sempre foi decisivo com a camisa azul, sumiu. O jogador acabou “se acovardando” e não mostrou o carinho que o torcedor do Cruzeiro esperava de seu ídolo. O atleta acabou causando intrigas no vestiário, boicotando o técnico Rogério Ceni, teve áudio divulgado pedindo para que seu salário seja pago dias antes de um jogo decisivo, e ainda, perdeu um pênalti na derrota decisiva contra o CSA em pleno Mineirão.

Além disso, Thiago Neves ainda chegou a ser desligado do Cruzeiro por Zezé Perrella após um vídeo do jogador curtindo uma festa de pagode em pleno Mineirão, enquanto a sua equipe perdia outro jogo decisivo contra o Vasco no Rio de Janeiro.

Com o rebaixamento se concretizando no final do ano, Thiago Neves foi parar no fundo do poço na história do Cruzeiro. Como ele mesmo disse, ele colocou seu nome na história do clube, porém, foram duas conquistas importantes, das quais a Raposa já somava outras quatro, o rebaixamento foi a primeira vez.

Leia também: Saiba mais sobre Roberson, o novo atacante do Cruzeiro

Comentários do Facebook