O que você procura?


Doodle do Google homenageia Tebas, arquiteto negro que se destacou no período escravocrata

João Paulo Silva 30 de junho de 2020 às 22:29
Tempo de leitura
2 min

Joaquim Pinto de Oliveira, também conhecido como Tebas, nasceu em 1721 na cidade de Santos, em São Paulo. Esquecido pela história, ele prestou serviços às principais ordens católicas.

Os beneditinos, os carmelitas e os franciscanos contrataram Joaquim Pinto de Oliveira para construir o Largo São Bento, a Igreja da Terceira Ordem do Carmo e o Largo de São Francisco, respectivamente. Ele também serviu à Igreja Católica, construindo uma das torres e reformando a primeira Igreja da Sé.

Na década de 1750, Tebas havia se tornado um arquiteto altamente talentoso em São Paulo. Com o passar do tempo, ele foi modelando a cidade com construções que incluem o Mosteiro de São Bento e a fachada da Igreja da Terceira Ordem do Carmo. Ele continuou trabalhando por anos depois de ganhar sua liberdade, aos 58 anos, e viver até os 90 anos.

Consolidado como um dos maiores arquitetos brasileiros de sua época e em homenagem às contribuições de Tebas à cidade, em 2019 seu nome foi inscrito no antigo local do que é amplamente considerado um de seus trabalhos mais conhecidos, o Chafariz da Misericórdia, a primeira fonte pública de água de São Paulo que ele projetou e construiu em 1792.

Hoje, 30/06, o Google dedica um belo doodle a Tebas. Confira no link.

Última atualização em 6 de setembro de 2021 às 15:38