The news is by your side.

Atleta de Ouro Preto representará a cidade em Mundial de Atletismo na Suécia

Márcia Ferreira Guimarães foi convocada para representar o Brasil no Mundial Master de Atletismo em Gotemburgo, na Suécia, e vai representar Ouro Preto no exterior.

Com exclusividade, a atleta conversou com o Portal Mais Minas para falar sobre a expectativa e os objetivos dentro da competição, confira:

Expectativas para o Mundial

Apesar de ter sido convocada no ano passado, a ida ao mundial ficou impossibilitada por conta dos altos custos da viagem. Apesar disso, Márcia segue otimista com a nova oportunidade representando o seu país na categoria, ressaltando que a preparação está sendo bem feita e que a ansiedade está controlada, apesar das altas expectativas para a prova.

“Como eu já tenho mais de 26 anos de corrida, a ansiedade tá bem controlada. Quanto aos treinamentos, está tudo bem alinhado. Treinamentos, fisioterapia, parte nutricional… Recentemente também fiz os exames médicos que pediram, agora é só aguardar a viagem pra competir!”

Mesmo confirmada no mundial, a atleta ainda não definiu as provas que vai disputar. Com modalidades de 100, 200, 400, 800, 1500 e 5000 e 10000 metros rasos, Márcia ainda estuda as melhores possibilidades para a prova, mas ressalta que segue se preparando para a competição que acontece em agosto de 2024.

“Como estou focada no mundial, esse ano dei uma diminuída nas competições. No mundial, vou treinar pra prova que eu tenho capacidade de ganhar. Se eu achar que posso vencer os 100, eu vou focar nessa distância”.

Custo da viagem

A atleta, que concilia a rotina de treinos com o trabalho na Guarda Civil de Ouro Preto ressalta que, apesar da força de vontade para seguir adiante no esporte, em vários momentos o alto custo das competições acabam se tornando um fator impedidor, como na convocação de 2023.

Márcia trabalha como Guarda Civil Municipal na cidade de Ouro Preto. Foto: Acervo Pessoal

Márcia não recebe nenhum incentivo no custeio das provas e tenta, por conta própria, levantar a quantia para custear sua ida à Suécia, que pode chegar ao custo de 15 mil reais.

“Não tenho apoio de empresa e nem da prefeitura. Infelizmente não conseguimos o benefício do Bolsa Atleta. Estamos correndo atrás de patrocínio e também estamos contando com ajuda de amigos e colegas.

Além disso, também estou realizando rifas e livros de ouro (caderno personalizado para coletar assinaturas de pessoas que doarão alguma quantia em dinheiro para ajuda ajuda nos custos da viagem)”.

Vaquinha

Para contribuir nos custeios da viagem, Márcia pede a contribuição dos atletas da região e das pessoas que a admiram. Corredora assídua das provas da região, a população ouropretana já reconhece de longe, quando a atleta aparece pelas ruas históricas da cidade para a realização dos seus treinos.

Márcia em uma de suas conquistas na corrida. Foto: Acervo Pessoal

Para contribuir com a ida de Márcia para a Suécia, basta realizar uma doação, em qualquer quantia, através do pix (31) 98788-8182, em que consta o nome completo da atleta: Márcia Ferreira Guimarães.

A preparação da atleta vem sendo compartilhada em seus perfis nas redes sociais, que você pode acompanhar clicando neste link.