Take a fresh look at your lifestyle.

Com reservas, Atlético empata e é eliminado da Copa Sul-Americana

0

Atuando com o time reserva, com exceção de Victor e Otero, que começaram jogando. Atlético não faz gols, fica no zero a zero com o San Lorenzo, e é eliminado da Copa Sul-Americana 2018.

A partida aconteceu na noite dessa terça-feira (08), no Independência e, para se classificar, o Atlético precisava vencer por 2 ou mais gols de diferença, e uma vitória simples por 1 a 0 levava a decisão para os pênaltis. Porém, mesmo diante do grande desafio, a comissão atleticana decidiu entrar em campo com o time quase 100% reserva. Deste modo, os times atuaram com:

Atlético – Victor; Iago Maidana, Bremer; Lucas Cândido, Samuel Xavier (Marquinhos); Elias (Gustavo Blanco), Yago; Otero, Tomás Andrade (Bruno Roberto), Erik; e Alerrandro. (Téc. Thiago Larghi)

San Lorenzo – Navarro; Senesi, Coloccini; Gabriel Rojas, Paulo Diaz; Mercier, Robert Piris, Moyano; Botta (Barrios), Gudiño (Alexis Castro); Reniero (Gonzalo Rodríguez). (Téc. Claudio Biaggio)

Primeiro tempo – O Atlético conseguiu encontrar mais oportunidades do que o adversário para abrir o placar na primeira etapa, conseguindo criar pelo menos três boas chances de gol, duas delas com Erik. Na primeira, o atacante conseguiu ficar frente a frente com o goleiro do time argentino, porém não conseguiu finalizar após tropeçar no lance. Já na segunda jogada, depois de entrar na área, Erik conseguiu fazer o chute, mas acabou sendo bloqueado pela zaga do San Lorenzo.

Outro lance de perigo para o Galo foi com o garoto Alerrando. O atacante recebeu cruzamento do argentino Tomás Andrade dentro da área e acertou bom cabeceio, buscando o canto alto direito do goleiro Navarro que ficou apenas olhando, porém a bola passou por cima do gol, levando muito perigo no lance.

Segundo tempo – O Atlético recomeçou a partida criando jogadas de perigo e, aos 2 minutos, Otero cobrou falta, a bola não pegou muita força, mas ganhou bastante efeito e quase enganou o goleiro Navarro, que acabou conseguindo fazer a defesa. Aos 25 minutos, o juiz deixou de marcar pênalti claro para o Galo. No lance, Erik cruzou a bola rasteira na área, o zagueiro Coloccini tentou cortar de carrinho, mas passou da bola e, com os braços abertos, visivelmente, tocou a bola com a mão, cortando o cruzamento, mas o árbitro, bem perto do lance, não considerou a jogada faltosa e mandou o jogo seguir.

A partida seguiu e, Elias, a exemplo do primeiro tempo, estava apagado no jogo, errando passes, e a torcida começou a gritar por Gustavo Blanco, e assim, aos 27 minutos, Thiago Larghi ouviu a voz das arquibancadas colocando Blanco no lugar de Elias. E também aos 27, o técnico atleticano também trocou Tomás Andrade pelo jovem da base Bruno Roberto.

Fim de jogo – O Atlético ficou, de fato, mais agressivo após as substituições, porém sem conseguir marcar gol, sofrendo alguns contra ataques do time argentino. O juiz deu acréscimo de 5 minutos e o Galo conseguiu criar mais duas jogadas de ataque, ambas em bola parada, aos 47 e aos 50 minutos. Nas duas oportunidades, até o goleiro Victor virou atacante, o arqueiro atleticano disparou para área em busca de acertar um bom cabeceio. Na primeira, a bola passou muito alta, atravessou a área e saiu para fora. Já na segunda, o goleiro até conseguiu tocar na bola, porém de mão, provavelmente levado pelo instinto de quem atua na posição. E assim, aos 50 minutos, terminou a partida, 0 para o Atlético, 0 para o San Lorenzo.

Como venceu a primeira partida na Argentina por 1 a 0, o San Lorenzo se classificou para a próxima fase da competição, eliminando, consequentemente, o time do Atlético.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 0 x 0 SAN LORENZO
Motivo: Copa Conmebol Sul-Americana (1ª Fase / Volta)
Data: 8/5/2018
Hora: 21h45
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Público: 13.517
Renda: R$264.295,00
Árbitro: Julio Bascuñan (CHI)
Auxiliares: Carlos Astroza (CHI) e Christian Schemann  (CHI)
4º Árbitro: Eduardo Gamboa
Assessor de Árbitros: Jose Buitrago (COL)
Cartões amarelos: Maidana, Yago, Tomás Andrade (Atlético); Gudiño, Mercier, Reniero, Botta, Senesi, Piris da Motta (San Lorenzo)

Atlético
Victor; Samuel Xavier (Marquinhos), Bremer, Maidana e Lucas Cândido; Yago, Elias (Gustavo Blanco) e Tomás Andrade (Bruno Roberto); Erik, Alerrandro e Otero. Técnico: Thiago Larghi.

San Lorenzo
Navarro; Coloccini, Paulo Díaz, Gabriel Rojas, Senesi, Mercier, Piris da Motta, Moyano, Botta (Nahuel Barrios), Gudiño (Castro), Reniero (Rodríguez). Técnico: Claudio Biaggio.

Leia também:

Comentários

Facebook
error: Conteúdo Protegido!