DicasEconomia

Como declarar imposto de renda 2019?

Ainda não sabe como declarar o imposto de renda 2019?

Se você está entre os que não estão isentos da receita, é importante ter paciência e um bom planejamento, principalmente se esta é a primeira vez que você estará fazendo a declaração.

Nesse ano de 2019 a Receita Federal passou a fazer uma nova exigência, da qual o declarador do imposto deverá informar o número do CPF de seus dependentes.

Ao contrário do que acontecia no passado onde só era necessário em casos de crianças de no mínimo 8 anos.

Por isso é sempre importante se atualizar quanto as exigências para que faça tudo corretamente e não tenha problemas no futuro.

Ao longo do texto iremos explicar através de um passo a passo simples como declarar o imposto de renda, confira já:

Como declarar o imposto de renda?

Se é a primeira vez que irá declarar o imposto, é normal que fique várias dúvida na cabeça. No entanto, o processo é tão simples que todos os passos podem ser realizados dentro de sua casa via internet.

Abaixo você pode conferir um pequeno passo a passo que irá lhe guiar durante todo o processo:

Tenha todos os documentos em mãos

Para fazer a declaração do imposto de renda é necessário que junte todos os documentos necessários, que vão além dos mais comuns, como o RG, CPF e título de eleitor.

Além desses, você irá precisar:

  • Caso obteve algum contrato de trabalho no ano de 2018 é necessário o informe de rendimento do empregador;
  • Se possuir investimentos, é necessário o Informe de rendimento da corretora;
  • Informe do rendimento do banco;

Quando já estiver com todos os documentos juntos, será necessário que obtenha alguns comprovantes de suas despesas durante o ano.

Como por exemplo, gastos com faculdades, escolas, doações ou até mesmo consultas médicas.

Entretanto, lembre-se que os documentos deverão estar tanto com o seu nome como com o do recebedor, além do CPF ou CNPJ e endereço do mesmo.

Também devem estar presentes todas as informações acerca do beneficiário, seja este seu ou de um dependente.

É necessário que outros tipos de comprovantes também sejam apresentados, tais como, carros ou imóveis que estejam em seu nome.

Todos esses documentos, como os comprovantes são importantes para que a receita federal consiga conferir se as suas aquisições batem com o valor da renda declarada por você.

Quando for para a prática certifique-se de estar com todos os documentos prontos, comprovantes de gastos e renda corretos, dessa forma, além de atingir o objetivo com sucesso, você evita passar por problemas com a receita.

Preenchendo o gerador da Receita

Depois de ter todos os documentos e comprovantes necessário em suas mãos, é hora de ir para o segundo passo de como declarar o imposto de renda.

Você irá precisar baixar o gerador da declaração através do próprio site da Receita Federal.

Clicando aqui  você irá direto para o site, onde poderá realizar o download da versão mais recente.

Após abrir o link e baixar  o gerador e instalá-lo, inicie o programa e clique em “Criar nova declaração”.

Caso já tenha feito alguma declaração de imposto de renda no ano anterior, você terá que preencher inicialmente o número do recibo da declaração feita no passado.

Mesmo que você não tenha mais acesso ao número por perdê-lo, é possível recuperá-lo através da pasta gravada dentro da pasta do sistema IRPF em seu PC.

No entanto, se estiver com um computador novo, precisará entrar em contato com a receita federal de sua localidade para que consiga fazer a recuperação desse número.

É importante pois esta deverá ser a primeira que você deverá disponibilizar.

Com o número do recibo em mãos, o próximo passo será preencher outras informações importantes, tais como, suas informações pessoais.

Basta preencher o campo conforme as informações que vão sendo solicitadas.

Através dos informes recebidos, será possível que você confira quais são os rendimentos tributáveis.

Continue preenchendo todas as informações, e coloque o saldo do ano passado e do ano atual, na parte de Bens e direitos.

Faça a escolha de um modelo

Você deverá escolher entre o modelo completo ou simplificado, abaixo confira uma descrição sobre os mesmos:

Modelo Simplificado: No modelo simplificado é feito um desconto de 20% em relação ao cálculo do imposto.

Modelo completo: No modelo completo, é necessário que sejam lançados todos os gastos dedutíveis no sistema, de forma separada.

Envio da declaração do imposto de renda

Finalmente após ter preenchido todas as informações solicitadas e escolhido o modelo, chegou o momento de realizar o envio de sua declaração.

Tenha os dados bancários anotados, será preciso informa-los, pois caso haja uma restituição do Imposto de Renda, é lá que você irá recebe-lo.

Uma vez com o arquivo enviado pela Receitanet, um comprovante da declaração será gerado.

Através do comprovante você poderá verificar o número do recibo, o mesmo que será solicitado quando for realizar uma nova declaração no ano seguinte.

Por isso é importante guardar bem este documento ou no mínimo anotar o número do recibo, pois o mesmo será necessário.

Caso esteja devendo algo para a Receita, será mostrando para você a quantia devida, além da emissão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais, para que você realize o pagamento do saldo devedor.

É possível pagar todo o valor em uma única parcela, ou dividi-la, entretanto, nesta última opção irá ocorrer uma cobrança de juros.

Se eu não declarar o imposto de renda o que pode acontecer?

Caso você não cumpra com as suas obrigações, não declarando o imposto de renda, poderá passar por diversas consequências com a justiça.

Atrasar o prazo para a declaração também gera prejuízos, uma vez que você terá que pagar uma multa.

Multas por atraso

Aqueles que declararem o imposto de renda depois do prazo estipulado pela Receita Federal estará sujeito à cobrança de multas.

O valor da multa varia muito, podendo chegar a custar 20% do valor total do seu imposto.

Por isso é importante ficar atento ao prazo da Receita e estar preparado financeiramente para não ocorrer atrasados e terminar pagando um valor ainda maior que o planejado.

Fechar