Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em setembro

Setembro foi, com toda certeza, o mês mais movimentado de 2020 no rap nacional. Os últimos 30 dias foram insanos para a cena brasileira, que recebeu alguns dos maiores discos do ano. Para se inteirar sobre todas essas produções, confira agora a matéria que fizemos destacando todos esses grandes trabalhos:

BK’: O Líder em Movimento

– Lançado dia 08/09

– Dez faixas

– Sem feats

Depois de muita espera, BK’ acaba com a angústia dos fãs e lança O Líder em Movimento, o seu terceiro e tão aguardado disco. Depois dos clássicos Castelos & Ruínas e Gigantes, a expectativa para esta nova produção era altíssima, e o rapper não decepcionou. Quem assina as batidas do projeto de dez faixas são os produtores JXNV$, Nansy Silvvz e Deekapz. O álbum contou com grande recepção e movimentou a cena, mexendo com o público e também com outros artistas.

Bonde da Stronda: Motorhead

– Lançado dia 25/09

– Sete faixas

– Sem feats

Está disponível nas principais plataformas Motorhead, o novo EP de trap do Bonde da Stronda. Composto por Diego Thug e Léo Stronda, o grupo vem apostando nesta vertente já há algum tempo. Este novo trabalho dos veteranos tem sete faixas e traz diversas referências ao mundo do automobilismo. Volvo, Cadillac, Jaguar e Evoke são alguns dos carros que dão nome às faixas do disco, que conta com Ecologyk, NoyaNoBeat, Pascon, Nathan Villa e Felipe Pipo na produção.

Mikezin: O Escolhido

– Lançado dia 04/09

– Sete faixas

– Feats: Sueth, Duzz, Alva, Kawe e mais

Cria e destaque da Batalha da Aldeia, Mikezin acaba de lançar o seu primeiro disco pelo selo musical do coletivo paulista. Trazendo sete faixas e vários feats, O Escolhido fala bastante da trajetória do rapper, que mesmo bem jovem já alcançou grandes marcas em sua carreira. Sueth, Duzz e JayA Luuck são alguns dos artistas que participaram da produção.

Cynthia Luz: Não é Só Isso

– Lançado dia 18/09

– 11 faixas

– Feats: Projota, Ice Blue, Froid, Tassia Reis e DJ Cia

Não é Só Isso foi o primeiro lançamento da Alaska, a nova gravadora brasiliense comandada por Froid e Cynthia Luz. Este é o quarto trabalho da carreira de Cynthia, que já havia lançado Do Caos ao Nirvana (2017), Efeito Violeta (2018) e Sol (2019) anteriormente. O álbum conta com produções de Dallas, Neo Beats, Papatinho, Froid, Keviin e DJ Cia; além de feats de Projota, Ice Blue e outros.

Duzz & LR Beats: Aquecendo a Nave

– Lançado dia 10/09

– Quatro faixas

– Feats: Abayomi e OkGucciboy

Autor dos discos Auto-Retrato e Entre o Céu e o Esgoto, de 2018, Duzz prepara, para 2021, Além dos Satélites: Missão Renova, um álbum que, segundo ele, terá mais de 30 faixas. Para preparar o terreno para esse novo trabalho que vem por aí, o músico acaba de lançar, em parceria com o produtor LR Beats, Aquecendo a Nave, um EP de quatro faixas. Os rappers Abayomi e OkGucciboy, e o beatmaker Ecologyk também contribuem com o projeto. 

Marcelo D2: Assim Tocam os Meus Tambores

– Lançado dia 27/09

– 12 faixas

– Feats: Djonga, Sain, Baco Exu do Blues, Don L e mais

Um dos maiores nomes da história da música brasileira, Marcelo D2 é outro veterano que lançou álbum novo neste mês que se passou. Produzido via lives na Twitch, a mais popular plataforma de streaming do momento, Assim Tocam os Meus Tambores é o oitavo trabalho solo do rapper. Aqui pudemos ver a união de Marcelo com o seu público, que pôde acompanhar todo o desenvolvimento do projeto, que surgiu ao longo do período pandêmico. O disco conta com grandes participações, incluindo feats de nomes como seu filho Sain,  Djonga, Don L, entre outros.

Matuê: Máquina do Tempo

– Lançado dia 10/09

– Sete faixas

– Sem feats

Matuê estava sumido das redes sociais. Durante os últimos meses, poucas informações sobre o rapper foram veiculadas. Mas, tudo mudou no início de setembro. De forma surpreendente, diversos boatos e ações publicitárias a respeito do novo disco do músico começaram a aparecer no Twitter e no Instagram. Então, no dia 10/09, o rapper quebra a internet com o lançamento de Máquina do Tempo, o seu primeiro trabalho de estúdio. O álbum em poucas horas já acumula dezenas de milhões de visualizações e quebrou recordes no Spotify, se tornando a maior estreia brasileira na plataforma, superando Kisses, da Anitta. Produzido por Pedro Lotto, Celo e Wiu, o disco não traz nenhum feat e conta com sete faixas em sua composição.

Lil Whind: Piauí

– Lançado dia 25/09

– 11 faixas

– Feats: Hungria Hip Hop, RAPadura e Matheus Gadelha

Um dos humoristas mais populares do Brasil, Whindersson Nunes já vinha há muito tempo trabalhando no lançamento de seu novo personagem, o Lil Whind. Como forma de emplacar esse novo alter ego, o artista lançou Piauí, o seu primeiro disco de trap. Trazendo grandes participações, o álbum produzido por Caio Passos conta com onze faixas e um enorme marketing em cima. Hungria e RAPadura são alguns dos rappers que fazem feat no projeto. Até aqui, as faixas Piauí e Trap do Gago são as mais ouvidas de sua tracklist.

Hot e Oreia: Crianças Selvagens

– Lançado dia 10/09

– 10 faixas

– Feats: Black Alien e Nath Rodrigues

Nos últimos anos, Hot e Oreia se estabeleceram como uma das grandes referências criativas do rap nacional. Agora, em Crianças Selvagens, temos mais uma confirmação desse grande talento. Composto por dez faixas, este é o álbum de estúdio da dupla, que já havia lançado Rap de Massagem em 2019. O veterano Black Alien e a promissora Nath Rodrigues participam do disco, que conta com a direção musical de Daniel Ganjaman.

Kalli: Delorean

– Lançado dia 11/09

– 12 faixas

– Feats: Guxta, Dree, Tangi, Two Mouse e mais

Totalmente inspirado na clássica série de filmes De Volta Para o Futuro, o rapper mineiro Kalli lançou, no dia 11/09, o seu primeiro disco. Delorean traz em seu nome uma referência ao clássico carro oitentista dirigido por Doc Brown e Marty McFly nos longas da franquia. O álbum de estreia do músico conta 12 faixas e tem sua produção assinada pelo beatmaker  Nabuscadoouro. Guxta e Tangi são alguns dos artistas que participam do projeto.

Gigante No Mic: Realismo Sujo

– Lançado dia 11/09

– 12 faixas

– Feats: Dhono, Insan Diego e Fabio Brazza

Integrante do grupo Atentado Napalm, Gigante No Mic acaba de lançar seu primeiro álbum. O rapper já vinha investindo em sua carreira solo há um tempo, já tendo até mesmo lançado, em 2018, uma mixtape chamada Eu e a Minha Habitual Falta de Moderação. Neste novo disco, que conta com a produção de Dropallien, o rapper faz grandes referências a vertente literário do realismo sujo e ao escritor alemão Charles Bukowski. Realismo Sujo tem 12 faixas e traz participações de Dhono, Insan Diego e Fabio Brazza.

Inquérito: iSOLamento

– Lançado dia 22/09

– Nove faixas

– Feats: Alice Lisboa, Audino Vilão e Liah Vitória

Buscando retratar suas experiências durante a quarentena e o período de pandemia, o rapper Inquérito acaba de lançar seu oitavo disco. iSOLamento conta com nove faixas e tem sua produção assinada por Pop Black, DJ RM, DJ Raffa, Nixon Silva e Wesley Camilo. O isolamento social e a saudade dos tempos ‘normais’ são alguns dos temas abordados no álbum, que conta com feats de Alice Lisboa, Audino Vilão e Liah Vitória.

Comentários estão fechados.