Take a fresh look at your lifestyle.

Cruzeiro perde para o São Paulo e a freguesia continua

Cruzeiro perde para São Paulo, por 1 a 0, no Morumbi e aumenta o mau retrospecto contra os paulistas no Brasileirão

São Paulo e Cruzeiro fizeram um jogo difícil de se assistir, na noite deste domingo (18), no Morumbi. Debaixo de muita chuva, as equipes apresentaram um futebol sofrível, com baixo nível técnico e poucas finalizações. O que fez a diferença ao fim da partida foi o gol do ex-cruzeirense Diego Souza, que ainda no primeiro tempo, após falha da defesa celeste, mandou um belo voleio para estufar as redes de Fábio e fazer o gol que daria números finais ao confronto.

O resultado reforçou a tônica que tem sido os confrontos entre Cruzeiro e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro. São 62 partidas entre as equipes, pela competição, com 35 vitórias paulistas, 15 empates e apenas 12 vitórias mineiras, com 57 gols a favor da equipe celeste e 94 a favor dos tricolores.

Mas se no Brasileirão o São Paulo leva grande vantagem, nos mata-matas a história é diferente. Em oito embates nesse formato, o Cruzeiro saiu classificado em seis ocasiões.

O jogo

Muito fraca tecnicamente, a partida teve poucos lances que exigiram algo dos goleiros Jean e Fábio.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos 15 minutos, num chute colocado do atacante Diego Souza, que obrigou Fábio a fazer grande defesa.

Logo no lance seguinte o Cruzeiro chegou com perigo. Após boa trama entre o ponta David e o lateral Egídio, o camisa seis cruzou e o argentino Hernán Barcos cabeceou próximo a trave de Jean.

E foi aos 31 minutos que o São Paulo abriu o placar. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Arboleda escorou de cabeça e a bola sobrou limpa para Diego Souza ajeitar e mandar um belo voleio, estufando as redes de Fábio.

Na volta para o segundo tempo, o São Paulo não demorou a assustar o torcedor celeste. Aos dois minutos, o volante Hudson arriscou de fora, obrigando Fábio a espalmar para escanteio.

Aos 33, mais uma vez o São Paulo chegou com perigo. Após cruzamento rasteiro, o jovem atacante Brenner achou o meia Nenê sem marcação, dentro da grande área celeste, mas o camisa 10 acabou isolando.

Após esse lance, as duas equipes até tentaram chegar, mas não conseguiram levar perigo ao goleiro adversário.

Tabela

Com o fim da partida, o Cruzeiro, caiu para a oitava colocação, com 49 pontos, a quatro do sexto colocado, Atlético-MG. Já o São Paulo, por sua vez, continua na quinta colocação, com 62 pontos, e se garantiu pelo menos na pré-Libertadores do ano que vem.

Próxima partida

O Cruzeiro volta a entrar em campo na quarta-feira (21), às 21h45, contra o Vitória, no Mineirão. Já o São Paulo, por sua vez, joga na quinta (22), fora de casa, às 20h, contra o Vasco.

SÃO PAULO 1 X 0 CRUZEIRO

Motivo: 35ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 18/11/2018 (domingo)

Local: Morumbi, em São Paulo-SP

Árbitro: Heber Roberto Lopes-SC (CBF-MTR)

Público: 14.058 presentes

Renda: R$ 380.708,00

Gol: Diego Souza, aos 31 min. do 1º tempo

São Paulo: Jean; Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo (Edimar); Jucilei, Hudson (Araruna), Nenê, Shaylon (Brenner) e Everton; Diego Souza. Técnico: André Jardine.

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Léo, Manoel e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Raniel), Robinho e Thiago Neves (Rafael Sóbis); David e Hernán Barcos (Sassá). Técnico: Sidnei Lobo.

Cartões amarelos: Reinaldo e Bruno Alves (São Paulo); Robinho e Edílson (Cruzeiro).

Close