Defensores afirmam que “desfile” com crianças é grave violação aos direitos humanos

Por

Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef) publicou uma nota sobre o episódio do desfile de crianças e jovens de 4 a 17 anos na passarela de um shopping de Cuiabá para se apresentarem para possíveis pais adotivos.

Segundo a nota dos defensores e defensoras federais, “o ato representa grave violação aos direitos humanos ao tratar as crianças como um objeto de apreciação, podendo ocasionar graves efeitos psicológicos devido à exposição. Sabemos que, lamentavelmente, o processo de adoção no Brasil é bastante moroso e precisa ser aprimorado, mas é inaceitável qualquer ação que trate pessoas, de qualquer idade, raça ou religião, como uma mercadoria.

Por fim, a Anadef repudia o ato e afirma seu papel na garantia dos direitos humanos e na defesa, em todos os graus, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita, aos prejudicados”.

O evento ‘Adoção na Passarela’ que causou repulsa da Anadef foi organizado pela Associação Matogrossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) e pela Comissão de Infância e Juventude da OAB do Mato Grosso e aconteceu na última terça-feira (21).

Tags :

Postado em 22 de maio de 2019