Take a fresh look at your lifestyle.

Uma história de amor

Eu vivi um tempo em um mundo perfeito, onde os lábios se encontravam e os olhos viam a alma um do outro. Vivi um encontro de corações ardentes, promessas de amor e flores na primavera. Juras de amor com mil razões para amar. Um único amor, milhares de sonhos.

Na ausência, o sentimento de falta me consumiu. Doía quando eu lembrava que um dia eu fiquei longe, mas a dor acabava quando via no espelho do banheiro a mensagem “eu te amo!”. Tudo estava acabado ao meu redor, mas o espelho não, esse eu fiz questão de preservar.

Me precipitei e não vi onde pisei, provoquei feridas que não cicatrizaram. Histórias se perderam no meio do caminho. Intempestivo, joguei tudo pela janela, me arrastei na lama. O meu único pecado foi amar, e amei, amei com intensidade, amei com sagacidade.

Outro dia dos namorados, mais um ano sem você. Madrugada fria. O edredom aquece o meu corpo, mas a alma congela de saudades. Olho fixamente para o telefone na esperança de você me querer de novo. Eu sempre vou te querer, ainda que o sol deixe de brilhar. O telefone não toca, o sono vem.

Preciso me levantar e enfrentar a realidade. Preciso aceitar que o amor, mesmo que grande e intenso, um dia pode chegar ao fim. Mas tenho medo de abrir a porta e perceber que você não está lá, de abrir o guarda-roupa e ver que suas roupas não estão lá.

Se você não vem, preciso arriscar, jogar a cartada final. Numa última tentativa, preciso declarar o meu amor e te mostrar que juntos nos tornamos um.

Eu gosto do seu olhar, do seu sorriso, do toque da sua mão, do silêncio dos nossos corpos. Eu queria voltar no tempo para olhar novamente em seus olhos e enxergar o universo. Vejo as flores que você me deu, as fotos que tiramos, os vídeos que fizemos juntos e sinto a emoção de acreditar que tudo voltará a ser como era antes.

Se apresse, porque o tempo voa. Volte, por tudo aquilo que vivemos juntos e por todos os nossos momentos felizes. Preciso de você ao meu lado, antes que o tempo definhe meu corpo e apague minhas memórias.

Que pecado eu cometi para você se afastar assim de mim?

Talvez nós não soubemos nos conectar por inteiro, mas reconheço que havia algo. Havia sentimento entre nós dois que se tornou eterno enquanto durou. Assim como reconheço que existia sentimento, também reconheço que ele acabou. Hoje, digo adeus! Adeus a tudo o que vivemos juntos, adeus aos momentos felizes, mas nunca adeus ao amor. O amor é meu e irá comigo aonde quer que eu vá.

Uma história de amor pode ter um final triste ou feliz, mas o mais importante é vivê-la com intensidade, porque o amor é a chama que nos mantém vivos. Conhecer a sensação do amor e o significado do prazer em ter alguém que te ama. Viver uma história de amor é compreender que ela poderá ter um final feliz ou não, e você precisa aprender a aceitar os dois desfechos.

Feliz dia dos namorados!

Leia também: O último dia no rio Ganges