SaúdeTecnologia

Doodle do Google homenageia os 136 anos do nascimento de Georgios Papanikolaou

Médico grego foi o criador do teste de Papanicolau e completaria 136 anos nesta segunda-feira (13)

Georgios Papanikolaou é mais conhecido como o homem que descobriu método de detecção de tumores cancerosos na vagina e colo do útero que ele inventou e que hoje leva o seu nome: o exame de papanicolau.

Ele nasceu na cidade de Kymi, na ilha de Eusébia, na Grécia, em 1883. Seu pai, Nicholas Papanikolaou, era um médico clínico geral e político, tendo sido senador e prefeito de Kymi. Em 1898, Georgios ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade de Atenas, com a idade de 15 anos. Ele recebeu seu diploma em 1904, com 21 anos.

No mesmo ano, ele foi convocado para o serviço militar. Naquela época, seu pai sugeriu, entre outras coisas, que ele deveria seguir o caminho de um médico militar, que ele rejeitou, por não ter interesse em clinicar.

Ele era proficiente. Em Atenas, durante seus estudos, ele expandiu sua educação aprendendo línguas estrangeiras, como o francês, que era considerada essencial para pessoas cultas.

Depois de completar seus estudos na Faculdade de Medicina, ele retornou a Kymi, onde passou a se questionar a razão pela qual ele se tornou médico, já que ele não queria exercer essa profissão. Todos os dias, em inúmeras caminhadas, em Kymi, ele se aproximava da filosofia. Friedrich Nietzsche desempenhou um papel importante em sua maneira de pensar.

Em 1923, ele aplicou seu método às mulheres, para estudar as funções genitais normais e depois para diagnosticar o câncer do colo do útero, o conhecido Teste de Papanicolau. Sua primeira comunicação sobre o uso do método para o diagnóstico do câncer do colo do útero, em 1928, foi aceita com muito ceticismo.

As investigações foram posteriormente estendidas para as alterações citológicas no câncer cervical e endometrial cujas conclusões, publicadas em 1943, em conjunto com o professor de ginecologia Ermpert Traoust, resultaram numa monografia especial intitulada “Diagnosis of uterine cancer by the vaginal smear”.

A publicação deste trabalho teve como objetivo estimular o interesse médico global e desencadear o uso do teste direto do método em vários hospitais. Em 1944, foi aplicado pela primeira vez ao sistema urinário e depois ao sistema digestivo e a outros sistemas do corpo.

Facebook Comentários

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios