Duarte Jr. deve anunciar em breve desistência de pré-candidatura em Ouro Preto

Repactuação da Tragédia de Mariana pode retirar Duarte Júnior da disputa em Ouro Preto

0 comment

O deputado federal Duarte Júnior (Republicanos) confirmou ao Mais Minas que pode desistir de sua pré-candidatura à Prefeitura de Ouro Preto. A decisão final será tomada amanhã, 19 de junho, em reunião com seu partido, o Republicanos.

Em breve conversa ao Mais Minas, Duarte Júnior declara:

Duarte Jr. deve anunciar em breve desistência de pré-candidatura em Ouro Preto
Duarte Júnior -Crédito: José Cruz/Agência Brasil

“Eu preciso conversar com meu Partido para tomar essa decisão, conversei com muitos amigos de OP. Quando fui para Brasília, minha intenção era demostrar que estava preparado para o desafio de organizar a repactuação, era meu sonho, mas a vida muda rápido, Ouro Preto me abraçou e hoje vivo a dúvida”.

Duarte Júnior, que atualmente ocupa uma cadeira na Câmara de deputado federal, está considerando abandonar a disputa após ser indicado pelo seu partido para que ele acompanhe a repactuação dos acordos relativos à tragédia/crime de Mariana. A informação foi publicada primeiro pelo O Diário de Ouro Preto, jornal local da cidade.

Em 5 de novembro de 2015, durante a tragédia de Mariana, Duarte Júnior era o prefeito da cidade e enfrentou o caos econômico e social resultante do maior crime ambiental da história do Brasil. Desde que assumiu seu cargo na Câmara dos Deputados, ele manifestou o desejo de “fazer o melhor trabalho possível para ser indicado para acompanhar a Repactuação”.

Apesar de ter colocado seu nome como pré-candidato à prefeitura de Ouro Preto desde outubro do ano passado, Duarte Júnior oficializou sua pré-candidatura em 20 de maio. Seu nome ganhou força entre a população e é considerado viável como nome de oposição ao atual governo por diversos grupos políticos.

Recentemente, as empresas Vale, Samarco e BHP Brasil apresentaram uma nova proposta de acordo, incluindo um pagamento total de R$ 140 bilhões, com R$ 82 bilhões destinados aos governos federal, estaduais (Minas Gerais e Espírito Santo) e municipais, além de R$ 21 bilhões em novas obrigações.

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS