É tudo ou nada: só a vitória garante a sobrevivência do Atlético na Libertadores

A palavra desistir não está no dicionário atleticano. E hoje (23), o Galo vai com tudo para a partida contra o Nacional, do Uruguai. O jogo será no Mineirão, às 21h30 e vencer é a única saída para o clube, mas ainda não garante a sobrevivência na Libertadores.
A fase do Atlético não está nada boa. Em quatro jogos válidos pela fase de grupos da Libertadores, o Galo conseguiu apenas uma vitória. Entre as derrotas, está a goleada de 4 a 1 sofrida para o Cerro.
Ainda abalado com a perda do título mineiro para o rival Cruzeiro neste fim de semana, na Libertadores, além de precisar vencer de qualquer maneira hoje e o próximo jogo, o Atlético não depende só de si.
A equipe mineira tem que torcer para que o Nacional não marque nenhum ponto e ainda precisa tirar a diferença de seis gols. Uma vitória por 2 a 0 hoje no Mineirão seria perfeita para a equipe, mas alcança-lá vai se tornar mais difícil com algumas baixas no time.
Para garantir a sobrevivência na competição, o técnico interino Rodrigo Santana não vai poder contar com o experiente Réver e nem com Igor Rabello. A dupla titular da zaga atleticana foi vetada pelo departamento médico. Outros problemas são o meia Cazares, e o atacante Geuvânio. O meia foi vetado pelo departamento médico e o atacante não está inscrito na fase de grupo da Libertadores.
Contando com a torcida a seu favor, o canto do Eu Acredito! que ajudou o Galo em edições passadas da competição promete embalar o jogo de hoje à noite.
Ficha técnica – Atlético-MG x Nacional
Motivo: Quinta rodada da fase de grupos da Libertadores 2019
Data e hora: Terça-feira, 23 de abril, 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Mineirão Belo Horizonte – MG
Provável escalação do Atlético-MG: Victor; Guga, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos;José Welison; Elias, Chará, Luan e Maicon Bolt.Técnico: Rodrigo Santana.
Provável escalação do Nacional:Luis Mejía, Guillermo Cotugno, Guzman Corujo, Felipe Carvalho, Matias Viña; Rafael García, Gabriel Neves; Santiago Rodríguez, Sebastián Fernández; Gonzalo Castro e Gonzalo Bergessio. Técnico: Álvaro Gutiérrez.  
Transmissão:
Arbitragem: Fernando Rapallini Assistentes: Diego Bonfa e Gabriel Chade.

Comentários