O que você procura?

36 empresas do setor de turismo de Catas Altas podem pedir crédito do Governo Federal

Rodolpho Bohrer 12 de maio de 2020 às 14:22
Tempo de leitura
2 min

Trinta e seis empresas do ramo de turismo de Catas Altas poderão ter acesso ao crédito oferecido pelo Governo Federal.

Isso porque essas companhias (meios de hospedagem e de alimentação, transportadora turísticas, agências de turismo e organizadora de evento) estão legalizadas por possuírem inscrição no Cadastur, um sistema de cadastro nacional que tem o objetivo de reunir todos aqueles que estejam legalmente constituídos e em operação.

Ao todo, o Ministério do Turismo está liberando R$ 5 bilhões para apoiar as empresas do setor durante este momento de pandemia. O recurso foi destinado ao Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

Em Catas Altas, as 36 empresas se legalizaram após a Prefeitura lançar uma campanha, incentivando o cadastro.

LEIA TAMBÉM:  Qual a previsão para liberar empréstimo pelo Caixa Tem e o Pronampe em 2021

Dessas companhias, 13 são meios de hospedagem; nove, transportadoras turísticas; 11 fazem parte dos empreendimentos de alimentação; duas são agências de turismo (02); e uma está cadastrada como organizadora de evento.

Além de incentivar a legalização no Cadastur, a Prefeitura trouxe para o município capacitações em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), visando melhorar a qualidade do atendimento ao turista na cidade.

O “Turismo Alta – capacitando para o futuro” é o maior projeto da história do município para o setor, com investimento de R$ 220.700 na realização de 21 capacitações, totalizando 876 horas entre palestras, workshops e cursos.

Cerca de 500 pessoas foram capacitadas, envolvendo empresários e profissionais que atuam no setor, alunos recém-formados no ensino médio, associações e comunidade em geral.

LEIA TAMBÉM:  Com saldo de 3.557 vagas, Itabirito é destaque na geração de empregos em 2020

“Sempre tivemos o turismo como um dos setores de maior importância para a economia do município. Por isso, fizemos várias ações com objetivo de profissionalizar o trade turístico. Neste momento de pandemia, não estamos em condições de receber os turistas, mas quando tudo isso passar, pode ter certeza, nossa cidade irá acolher a todos com carinho e segurança”, destaca o vice-prefeito Fernando Rodrigues Guimarães.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Última atualização em 6 de setembro de 2021 às 16:16