Em 24h, bombeiros atendem pelo menos 57 chamadas relacionadas a chuvas em Minas

por Rômulo Soares

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) informou que nas últimas 24 horas (de 06h do dia 18/10 às 06h de hoje 19/10), foram atendidas pelo menos 57 chamadas em todo o estado relacionadas à chuva da última segunda-feira, 18 de outubro.

Em 24h, bombeiros atendem pelo menos 57 chamadas relacionadas à chuvas em Minas
Foto: PMOP

Foram registrados pelos bombeiros chamadas relacionadas a vistorias em risco de alagamento, enxurradas e deslizamento. Também houve o empenho dos militares em ocorrências relacionadas a árvores caídas em via pública e salvamento de pessoas ilhadas.

Em Belo Horizonte, a chuva forte provocou o bloqueio de ruas e avenidas por causa do risco de transbordamento de córregos. Na Região Noroeste, no bairro Coração Eucarístico, a rua Joaquim Silvério ficou alagada e carros foram tomados pela água.

Na Região Oeste de BH, as avenidas Silva Lobo (bairro Nova Granada) e Francisco Sá (Prado) estão entre as mais atingidas pela chuva. Na Região Nordeste, o bloqueio aconteceu na Rua Areia Branca, no bairro Ribeiro de Abreu, pois o córrego Ribeirão do Onça corria o risco de transbordar.

Já na Região da Pampulha, o córrego do Ressaca estava com o nível acima da média, o que provocou a interrupção do trânsito na Avenida Heráclito Mourão de Miranda. No Barreiro, o córrego Ferrugem ameaçava a Avenida Tereza Cristina que foi bloqueada.

No bairro Taquaril, na Região Leste de Belo Horizonte, uma casa corre o risco de desabar. Segundo o Corpo de Bombeiros, as chuvas provocaram rachaduras com cerca de dois centímetros de espessura. Dois adultos e três crianças moram no local. A Defesa Civil foi acionada.

Acumulado de chuva em BH:

  • Barreiro: 38,2 (37%)
  • Centro Sul: 57 (54%)
  • Leste: 93,2 (89%)
  • Nordeste: 61,2 (59%)
  • Noroeste: 57,4 (55%)
  • Norte: 32,6 (31%)
  • Oeste: 59,2 (57%)
  • Pampulha: 53 (51%)
  • Venda Nova: 14,6 (14%)

Ouro Preto

Em Ouro Preto, os distritos de Cachoeira do Campo e Amarantina vêm sofrendo com as fortes chuvas. Um comunicado da Defesa Civil informou que alagamentos estão deixando pessoas ilhadas em várias partes do distrito de Amarantina.

O Rio Maracujá, que passa pelos distritos de Cachoeira do Campo e Amarantina, transbordou devido a chuva de aproximadamente 200 mm de chuvas nas últimas 24 horas na região. Há duas guarnições do Corpo de Bombeiros no local, de acordo com a Defesa Civil.

ARTIGOS RELACIONADOS

Logo Preta

Destaques

PARCEIROS