Entre os dias 8 e 13 de Fevereiro, o Centro Histórico de Mariana recebe o Carnaval inspirado e decorado no folclore local baseado nas histórias de pessoas que afirmam ter visto alguns personagens desde a época em que Mariana era um pequeno arraial de Nossa Senhora do Carmo. A programação oficial das festividades ainda não foi divulgada, mas de acordo com as últimas publicações da Prefeitura Municipal, em breve ela será disponibilizada para a população.

O que já se sabe é que os tradicionais desfiles de bonecões e escolas de samba serão inspirados no Caboclo D´água, Maria Sabão, Procissão das Almas, Capitão Jack, Mãe do Ouro e a Noiva de Furquim, cujo as caricaturas foram desenvolvidas pelo artista plástico Camaleão, que tem uma grande relação com a cidade.

Para a elaboração do tema, o artista teve muita liberdade para trabalhar no tema do Carnaval 2024, relembrando suas histórias de quando criança, quando visitava Furquim e ouvia as lendas locais que se perpetuam, passando de geração a geração.

Eu tive a oportunidade e a liberdade de não ter uma preocupação histórica e ter uma licença poética na construção desses nossos fantasmas. Eu busquei lá na minha época de Furquim em que tinha uns casos de assombração que eu ne dormia. Então aqueles casos ficaram na minha memória e eu consegui retratar isso de uma maneira bem divertida esse ano.

Camaleão, artista plástico

Conheça a história de alguns personagens do Carnaval “Fantasias da Nossa História”

Caboclo D´água

Criatura que assombra os pescadores e navegantes no Ribeirão do Carmo. A origem sobre a forma do Caboclo d´agua não é unanimidade. O discurso mais utilizado é que se trata de uma mistura de galinha, largato e macaco.

Maria Sabão

Mulher escravizada que moraga em Passagem de Mariana e que confeccionava sabão com dorfura de abacate para lavar roupa dos demais escravizados. A lenda sobre essa figura é que quando faltava abacate, ela utilizava a gordura de crianças desobedientes.

Capitão Jack

Soldado inglês que trabalhou na Mina da Passagem durante o Ciclo do Ouro e faleceu após uma explosão. Desde então, pessoas afirmam que já avistaram um homem montado em um cavalo falando inglês nos arredores da mina.

Procissão das Almas

Na madrugada de Sábado de Aleluia os mortos saíam em procissão pelo Centro Histórico. Certa vez, durante a procissão, uma mulher observava a rua quando um dos integrantes deixou com ela uma vela acesa e deisse que voltaria para buscá-la. Ao voltar, a mulher viu que a vela se transformou em um osso.

Mãe do Ouro

Moradores da área rual de Mariana alegam que avistam uma luz amarela durante a noite rasgando os céus próximo às áreas do garimpo. Quem já avistou o feixe de luz afirma que a luz faz mal para os olhos e pode cegar. Esse fenômeno, desde então, ficou conhecido como Mãe D´ouro.

Noiva de Furquim

Segundo a lenda, às vésperas do seu casamento uma mulher sofreu um acidente na rodovia próximo ao distrito de Furquim. Desde o ocorrido, motoristas alegam ver uma moça vestida de noiva procurando uma aliança na beira da pista. Muitos contam que já ofereceram carona à noiva, mas que minutos após entrar no carro, ela desapareceu.

COMENTÁRIOS
Share.

Graduando em Jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto. Colunista de Cidades do Portal Mais Minas, com passagens por Fora das 4 Linhas e Vai que Tô Te Vendo.