Férias de Inverno: 4 roteiros em Minas Gerais para curtir em família

Passeios por cidades históricas, experiências gastronômicas, refúgios de paisagens serranas exuberantes, festivais e esportes de aventura

0 comment

Com a chegada do Inverno e das férias escolares, iniciam os planos para escapar da rotina aproveitando o melhor da estação, especialmente em família. Por isso, a decisão do destino leva em consideração lugares com atrativos para todos os gostos e idades. Pensando nisso, destacamos quatro roteiros em Minas Gerais que mesclam opções como novidades gastronômicas, descanso em meio a natureza, diversão, aventura ao ar livre e passeios histórico-culturais.

No Estado em que o turismo mais cresce no país, segundo dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são muitas as cidades turísticas mineiras que conseguem reunir essa diversidade de experiências para adultos e crianças. Ainda contam com a vantagem adicional de serem próximas umas das outras, o que permite deslocamento terrestre fácil, e ao mesmo tempo não estão muito distantes da capital, Belo Horizonte. Ou seja, é atraente tanto para quem viaja de carro, quanto para os visitantes que chegam por via aérea.

Férias de Inverno: 4 roteiros em Minas Gerais para curtir em família
Crédito: Jean Rodrigues

Roteiro “Entre Serras: da Piedade ao Caraça”

Crédito: Edu Viero

Se o inverno já combina com boa comida e uma paisagem de campo, neste roteiro que passa pelas cidades de Catas Altas, Santa Bárbara, Barão de Cocais e Caeté, os visitantes ainda podem contemplar toda a beleza natural, história e espiritualidade presentes em dois importantes santuários de Minas.

Para aguçar o paladar, delícias como vinho de jabuticaba, quitandas, queijos e mel estão no centro das experiências oferecidas aos turistas. São promovidas verdadeiras imersões na gastronomia local, conhecendo a história e a produção de iguarias que são patrimônio cultural imaterial da região.

Já aos adeptos do turismo religioso, neste roteiro estão dois importantes santuários mineiros. Um deles é o Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, localizado a 48 km de Belo Horizonte, que é um cenário de riquíssima beleza natural no alto da Serra da Piedade. O outro é o famoso Santuário do Caraça, que fica no município de Catas Altas e encanta com seus mais de 11 mil hectares e um complexo com pousada, restaurante, trilhas, cachoeiras e muita história.

Como se não bastasse tantas opções diferenciadas, a região também é conhecida pelos esportes outdoor (como ciclismo, rapel, escalada, canoagem, trilhas, arvorismo e slackline) e pelo ecoturismo, com muitas belezas naturais a serem desbravadas. Só em Barão de Cocais são mais de 20 cachoeiras, além do Sítio Arqueológico da Pedra Pintada com pinturas rupestres de cerca de seis mil anos.

Roteiro “Entre Cenários da História”

Crédito: Edu Viero

Que tal levar as crianças e adolescentes em passeios que são verdadeiras aulas de história pelas cidades que remetem à época do Brasil colonial? As cidades de Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto e Mariana abrigam um conjunto de patrimônios impressionantes, que inclui igrejas, casas e centros históricos. Essa herança proporciona uma arquitetura singular, assim como muita cultura, artes e ofícios tradicionais da região, como jóias, pinturas, música clássica e barroca.

Os municípios também integram a recém lançada Rota das Artes, itinerário que conecta o Circuito do Ouro às experiências de outras importantes regiões, como Circuito da Liberdade e Destino Veredas. Entre as imersões proporcionadas nesta região estão a obra prima de Aleijadinho, no Santuário do Bom Jesus do Matosinhos, e também o Museu de Congonhas (na cidade de Congonhas), a Cerâmica Saramenha (em Ouro Branco), Ateliê Edney do Carmo (em Mariana) e no Restaurante Sebastião (em Ouro Preto).

Todo este acervo histórico se une às belezas naturais do roteiro: serras, cachoeiras, fauna e flora. Somado a isso, uma cultura com experiências e vivências tradicionais, como a construção de esculturas e objetos em pedra-sabão, incluindo projetos de artistas contemporâneos.

Roteiro “Entre Trilhas, Sabores e Aromas”

Crédito: Edu Viero

Neste roteiro encontramos outras experiências únicas e que são um deleite para os cinco sentidos. Percorrendo as cidades de Rio Acima, Itabirito, Nova Lima, Sabará, Raposos e Santa Luzia os turistas conhecem trilhas e cachoeiras lindíssimas, além de desfrutarem de outras delícias gastronômicas locais.

Algumas iguarias de destaque são a Queca (um bolo de natal inglês com frutas e patrimônio de Nova Lima), o reconhecido molho de jabuticaba de Sabará (conhecido como o “barbecue mineiro”) e o famoso pastel de angu de Itabirito.

Ainda em Itabirito, aproveite para curtir a Julifest, evento que tradicionalmente reúne milhares de pessoas, é sempre aguardado pela comunidade local e atrai muitos visitantes. A festa é uma celebração da cultura e identidade da cidade, proporcionando momentos de diversão e entretenimento para toda a família. A edição deste ano acontece entre os dias 11 e 14 de julho com shows de Ana Castela, Thiaguinho, Péricles, Lulu Santos, Maiara e Maraísa e outros.

Já para quem quer fugir do agito, a sugestão é conhecer o refúgio de paz e devoção do Convento de Macaúbas na cidade de Santa Luzia. Neste município, em comunhão com a natureza, também é possível encontrar uma rica arquitetura histórica, presente em museus, antigos casarões, igrejas e capelas. Construído entre os séculos 18 e 19, o famoso Solar da Baronesa é um dos casarões mais belos da época e abrigou D. Pedro II durante sua viagem por Minas Gerais.

Roteiro “Entre Ruralidades e Personalidades”

Como de costume, o turismo em Minas nos faz voltar no tempo e passear pela história. Mas neste roteiro ela ainda nos permite encontrar poesia pelo caminho! Itabira, cidade natal do maior poeta brasileiro, Carlos Drummond de Andrade, está repleta de homenagens a esta ilustre personalidade, como o Museu de Território Caminhos Drummondianos e o Memorial Carlos Drummond de Andrade.

Aqui a pedida é visitar a cidade entre os dias 4 e 21 de julho, quando acontece a 50ª edição do Festival de Inverno de Itabira. Um dos mais longevos eventos realizados de maneira ininterrupta em Minas, nesta edição contará com as atrações musicais de Paralamas do Sucesso, Maria Rita, Detonautas e Maneva.

Outros personagens que marcaram esta região são os tropeiros. E no distrito de Ipoema o Museu do Tropeiro reúne objetos que remontam a história e a cultura tropeira, inclusive com documentos desses comerciantes que viajavam pelas estradas do interior brasileiro.

Isso tudo, claro, em meio a cenários de grande beleza natural, como montanhas, matas, riachos e cachoeiras. Ainda em Ipoema, e também no distrito de Senhora do Carmo, é possível encontrar opções para os adeptos de esportes mais radicais em meio à natureza.

E pertinho dali, outra cidade típica mineira, Nova Era, localizada na bacia do Rio Piracicaba e fundada em 1703. Entre a Região Metropolitana de Belo Horizonte e o Vale do Aço, o município abriga o Museu Municipal de Arte e História, a Igreja Matriz São José da Lagoa, a Gruta de São José da Lagoa, a Lagoa São José e o Centro de Educação Ambiental da Lagoa São José.

Conheça mais sobre todos os roteiros

Todos esses roteiros estão sinalizados e fazem parte do Circuito do Ouro. Ao todo são 17 municípios com grande proximidade geográfica, semelhanças históricas e culturais promovidos através de diversas ações conjuntas de fomento turístico. A segmentação das rotas de visitação facilita a busca de informações e guia visitantes em atrações e experiências.

Os municípios atrelados à Associação do Circuito do Ouro, além de participarem das políticas públicas de turismo orientadas pela Instância de Governança Regional – que é responsável por orientar as cidades seguindo as diretrizes da Secretaria de Turismo e Cultura de Minas Gerais e do Ministério do Turismo – também se beneficiam do plano de trabalho estratégico da entidade.

Um dos importantes parceiros da associação é o cartão ELO, que ajudou na sinalização dos roteiros trabalhados, distribuição de material para os empresários parceiros, participação em festivais de turismo, capacitação de profissionais das prefeituras, parceiros e do trade em geral, com foco no atendimento ao turista, estratégias de marketing para o destino e muito mais.

*Texto de Andressa Griffante, da Assessoria de Imprensa do Circuito do Ouro, de MG. 

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS