Funed realizou mais de 12 mil exames para o coronavírus em 45 dias

A Fundação Ezequiel Dias (Funed), um dos principais institutos de pesquisa de Minas Gerais, já realizou 12.872 exames para testar o coronavírus no estado, nos quais 11.606 obtiveram o resultado, estando os demais pendentes. Os números referem-se às amostras coletadas entre os dias 12/03 e 28/04.
Os resultados processados pelo exame RT-PCR (método laboratorial) ficam disponibilizados no sistema Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL), em que somente profissionais autorizados possuem acesso. Posteriormente, o resultado é divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, assim como pelas prefeituras dos municípios que testaram.
Os percentuais de contribuição dos laboratórios parceiros, considerando o total de amostras recebidas na Funed e resultados liberados no sistema, são:
Hemominas: 1.421 amostras (11%)
UFMG Pampulha: 664 amostras (5,2%)
UFMG Nupad: 221 amostras (1,7%)
“Importante ressaltar, por fim, que nem todos os casos suspeitos óbitos têm amostras coletadas ou mesmo são encaminhadas à  Funed. Sendo assim, os números do boletim epidemiológico publicado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) refletem os dados de todo o estado de Minas Gerais e não somente as análises realizadas na Funed”, informou a Funed ao Mais Minas.

Retomada das atividades econômicas em Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou no início da tarde desta quarta-feira (29), o projeto Minas Consciente, que consiste em orientações do estado para a reabertura gradual e segura das atividades econômicas.
O pronunciamento de Zema sinaliza mudanças no posicionamento do estado quanto ao isolamento social, antes defendido pelo estado. O governador justificou a iniciativa ao que ele acredita ser um número inexpressivo de casos no estado. “Em Minas há centenas de cidades que sequer tiverem um caso e nem óbito” ele também disse que, “4% dos leitos continuam ocupados com casos suspeitos ou confirmados para coronavírus. Temos margem de segurança no estado”, disse Romeu Zema.
Zema frisou que tudo está sendo realizado com cautela: “O que nós estamos fazendo em Minas é com segurança”, disse o governado. Porém o prefeito de cada cidade tem a liberdade para retomar as atividade quando decidirem que é o momento ideal, e  alguém não fizer o melhor é que fique em isolamento. “Vai caber a cada prefeito estra decidido o momento adequado”.
A cartilha oferecida pelo estado orienta qual é a forma mais segura que cada ramo de atividade deve trabalhar para prosseguir funcionando.
Minas Gerais ocupa a quarta a colocação dentre os 27 estados brasileiros, quando se fala em menor índice de óbitos por coronavírus para cada 100 mil habitantes.
Durante a coletiva de imprensa, Zema também falou sobre o programa Protege Minas, feito para facilitar o acesso e aquisição das prefeituras aos equipamentos de segurança utilizados por profissionais de saúde da linha de frente no combate ao novo vírus.
De acordo com o governador, kits com máscaras cirúrgicas, luvas, gorros e aventais serão repassados para as prefeituras a preço de custo. Visando atender 170 mil colaboradores da saúde em Minas. A distribuição dos kits será realizada pela Defesa Civil do estado.
Zema finalizou a transmissão ao vivo falando sobre o destino da verba de indenização que a Samarco pagou ao estado. De acordo com o filiado ao Partido Novo, 747 respiradores serão adquiridos com a verba, e os aparelhos chegarão no estado nos próximos meses.

Coronavírus em Minas Gerais

Subiu de 71 para 80 o número de óbitos decorrentes do coronavírus em Minas Gerais, e outras 95 mortes estão sendo apuradas pela Secretaria de Estado de Saúde.
Segundo o informe epidemiológico divulgado na manhã de hoje (29), no estado há 1.758 casos confirmados para a doença.
Brasil
A soma de casos no Brasil é assustadora. De acordo com o Ministério Público, o país já registrou 71.886 casos confirmados e 5.017 pessoas já morreram pela Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

Comentários