ColunasNutrição e AlimentaçãoSaúde

Gorduras: o bem e o mal juntos num único nutriente

As gorduras são nutrientes que pelo senso comum possuem uma conotação negativa, porém deve-se enfatizar que elas também apresentam importante papel no fornecimento de energia, bem como na absorção de vitaminas.

Nos rótulos alimentares pode-se observar basicamente três classificações para as gorduras: Gorduras totais, Gorduras Saturadas e Gorduras trans.

As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gordura contidos em um alimento, tanto de origem animal quanto vegetal. São importantes na absorção das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K.

As gorduras saturadas são encontradas nos alimentos de origem animal, como carnes, leite e derivados. O consumo desse tipo de gordura deve ser moderado, visto que o consumo excessivo pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Dessa forma, ao escolher um alimento na prateleira deve-se optar por aquele com a menor quantidade de gordura saturada possível.

As gorduras trans são encontradas em grande quantidade nos alimentos industrializados que possuem gordura vegetal hidrogenada na sua lista de ingredientes. São exemplos de alimentos ricos em gorduras trans, as margarinas, cremes vegetais, sorvetes, biscoitos, etc. O consumo desse tipo de gordura deve ser muito limitado, visto que o consumo em grandes quantidades aumenta o risco de doenças cardiovasculares devido ao fato desse tipo de gordura aumentar o índice de colesterol total enquanto diminui o colesterol HDL que é o considerado fator de proteção contra doenças do coração.

Pode-se observar que nas informações nutricionais contidas nos rótulos não constam a porcentagem de valores diários para as gorduras trans, pois o nosso corpo não necessita desse nutriente, portando não existem recomendações do consumo na dieta.

É preciso ter cuidado com o consumo de gorduras, devido ao fato de que seu excesso pode ser prejudicial à nossa saúde, porém não podemos deixar de considerar que existem gorduras boas e que são necessárias para o bom funcionamento do nosso organismo; dessa forma o consumo não deve ser excluído da dieta, mas deve ser consciente; para tanto torna-se essencial a atenção aos rótulos alimentares a fim de escolher os alimentos que menos podem nos representar risco.

Fechar